jlaM

Gamer
  • Content Count

    207
  • Joined

  • Last visited

Community Reputation

105 Bronze I

About jlaM

  • Birthday 09/06/1988

Informações pessoais

  • Steam
    joffremota

Recent Profile Visitors

916 profile views
  1. jlaM

    Venda de Convites?

    @iDeadMan Trackers são sites que hospedam conteúdo para download através de P2P (o vulgo torrent). Existem trackers públicos (ex.: the pirate bay) e trackers privados (ex.: bj, torrentleech, manicomio [rip]). Esses últimos são o melhor canal para conseguir conteúdos de qualidade que vão desde filmes e séries em HD, UHD até cursos, apostilas e afins.
  2. @LoadSec Talvez minha letra ou a própria foto esteja um pouco ilegível, então eu coloquei o código também no nome do arquivo enviado por mim.
  3. Não consigo ler/ouvir a palavra "Havana" sem lembrar dessa maldita música (e falar "unana")... Quanto ao lançamento, parece interessante! Obrigado por compartilhar.
  4. jlaM

    Venda de Convites?

    O pior é que ninguém respeita. Exemplo: Eu já caguetei gente vendendo convite e ganhei alguns dos adms (no Manicomio, inclusive). Não me arrependo. Regras são regras!
  5. jlaM

    N1X Group

    @LoadSec um convite, por favor - joffremota@protonmail.com @Raul Seixas amigo, atente-se às regras. Além de ser preciso um e-mail "ProtonMail", é preciso ser rankeado como membro.
  6. A MIBR venceu o segundo confronto consecutivo na 2º rodada da ESL Pro League Season 9 norte-americana de Counter-Strike: Global Offensive. O adversário da vez foi a compLexity, que foi superada pelos brasileiros por 2 a 1, de virada. Escalações e estatísticas do confronto O confronto O primeiro mapa do confronto foi a Dust 2, escolha da compLexity, que tratou de justificar a opção. De Terrorista, eles garantiram a vantagem de 8 a 7. De Contra-Terrorista, completaram o serviço dominando a partida, levando a melhor por 16 a 11. Na Overpass, o panorama do duelo mudou totalmente. A Made in Brazil fez um lado de TR praticamente perfeito e obliterou seus adversários com a vitória parcial de 14 a 1. Na sequência, os brasileiros venceram o pistol e o forçado para chegar a vitória de 16 a 1. A Mirage foi o mapa derradeiro, que voltou ao equilíbrio da primeira partida. Os times trocaram rodadas por um bom tempo, até a coL garantir 8 a 7 na primeira metade. Quando as funções se inverteram, a MIBR foi absoluta e chegou rapidamente ao matchpoint sem perder nenhum ponto. Nisso, os norte-americanos tentaram devolver na mesma moeda, chegaram a assustar, mas sucumbiram por 16 a 13. O campeonato A 2º etapa da ESL Pro League norte-americana de CS:GO possui dois grupos. A MIBR está no Grupo A e precisa da primeira posição para garantir a cobiçada vaga nas finais da competição, em Montpellier, na França, entre 18 e 23 de junho. O próximo confronto da Made in Brazil é decisivo e será contra a Renegades, nesta quinta-feira (16), às 21h20. Quem vencer avança e quem perder está eliminado. Assista ao vivo em:
  7. Oi amigo! É no Twitch oficial da Faceit. http://www.twitch.tv/faceittv?sr=a Baixa o aplicativo Strafe pra você saber quando são os jogos e quais campeonatos estão em andamento e estão por começar. Abraço!
  8. Resumo (by jlaM): A partida de ontem foi de dar nó na garganta! No primeiro mapa (Nuke), o time brasileiro começou de TR e com placar bastante desfavorável, tendo a equipe norte-americana aberto 1:9 e fechando o primeiro half em 4:11. Quando virou, parece que a MIBR acordou, e virou o jogo para 15:11, tendo fechado a partida em 16:12, mostrando imensa superioridade do lado CT. No segundo mapa (Mirage), o jogo foi bastante parelho, e os gringos venceram por 14:16. No mapa de desempate (Overpass), apenas a MIBR jogou, fechando a primeira metade (TR) em 14:1 e o jogo em 16:4. Abaixo a notícia completa. --- Disputando a quarta semana de confrontos da região norte americana, o MIBR bateu a Singularity por 2-1 e avançou para as semifinais em busca de uma vaga nas finais da sétima temporada da ECS de Counter-Strike: Global Offensive, que acontecerá nos dias 6 e 7 de junho, com uma premiação total no valor de US$500 mil (R$1,9 milhões) dividido entre oito equipes. A vitória contra a Singularity colocou FalleN e companhia nas semifinais do qualificatório semanal, onde enfrentarão a NRG em busca de uma grande vaga na final, onde o vencedor garante vaga para o evento principal. Primeiro mapa do confronto, Nuke foi escolha da Singularity, que fez um ótimo lado CT e abriu o jogo com uma vantagem de 11-4 no primeiro half. Entretanto, o MIBR se mostrou ainda mais forte e fora do lado Terrorista conseguiu fazer um trabalho impecável de 12 rounds a um, saindo com a vitória de 16-12 no primeiro mapa. Já no seu mapa de escolha, Mirage, os brasileiros começaram com um 10-5 do lado TR, dominando o jogo até o 13º ponto. Na busca pelo ponto que seria decisivo para o confronto, os brasileiros tropeçaram e perderam a linha, o que abriu espaço para uma virada da equipe norte-americana, que fechou o mapa no 16-14. A decisão foi na Overpass e o MIBR não se mostrou abalada com a derrota no mapa anterior, abrindo com um 14-1 do lado TR. Sob baixas chances de vitória, a Singularity ainda tentou, mas os brasileiros fizeram o dever de casa e fecharam o mapa no 16-4. O próximo desafio do MIBR na ECS ainda não tem data e horário definido, entretanto, a equipe também busca a classificação para as finais da nona temporada da ESL Pro League, iniciando a briga no dia 15, contra a equipe da Isurus. Fonte: Yahoo Esportes
  9. A MIBR está eliminada da Intel Extreme Masters Sydney 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. A equipe enfrentou a Team Liquid na semifinal do torneio e foi derrotada por 2 a 0. Com isso, os brasileiros ficam na 3º/4º colocação e levam para casa US$ 20 mil. Os norte-americanos, por outro lado, aguardam pelo seu próximo adversário, que sairá do confronto entre NRG e fnatic. As escalações MIBR Gabriel "FalleN" Toledo Fernando "fer" Alvarenga Marcelo "coldzera" David Epitacio "TACO" de Melo Joao "felps" Vasconcellos Wilton "zews" Prado (treinador) Team Liquid Nicholas "nitr0" Cannella Jonathan "EliGE" Jablonowski Keith "NAF" Markovic Russel "Twistzz" Van Dulken Jake "Stewie2K" Yip Eric "adreN" Hoag (treinador) O confronto Mirage O primeiro mapa da série foi a Mirage, escolha da MIBR que começou bem de terrorista vencendo por 3 a 0. No entanto, nos armados a Team Liquid mostrou que não estava para brincadeira, se postou bem nas defesas e em momentos chave dos rounds e aplicou seis pontos seguidos nos seus adversários. Por fim, a partida se equilibrou um pouco mais no fim da metade e ainda assim os norte-americanos garantiram a vantagem de 9 a 6. Parafraseando Thanos, o titã louco da Marvel, a Liquid se tornou "inevitável" na segunda etapa. De maneira surpreendente e com muitos rushs rápidos especialmente no bombsite A, o time disparou de vez no placar e rapidamente chegou ao map point de 15 a 7. Depois disso, a Made in Brazil foi capaz de resistir por três rounds até sucumbir em uma aposta certeira da TL na B. Placar final: 16 a 10. Nuke Embalados pela vitória no mapa anterior, a Team Liquid realizou um ótimo início de terrorista na Nuke e chegou a vencer por 5 a 0. Após isso, o Brasil impôs ordem no jogo e aplicou uma reviravolta para 9 a 6, com retakes cirúrgicos e defesas muito bem preparadas principalmente no bombsite B. Com um atropelo no pistol, FalleN e companhia abriram caminho e se distanciaram ainda mais no placar que marcava 12 a 6. Entretanto, bastou a TL se armar para que o time dos Estados Unidos se recuperasse rodada a rodada e chegasse ao empate de 12 a 12. Quando escolheu pausar, a MIBR retornou com uma proposta diferente e enfim se reencontrou com a vitória, chegando ao overtime no 15 a 15. Apesar de toda a luta brasileira, a Team Liquid foi absoluta na prorrogação, fez 3 a 0 de CT e concluiu o 4 a 0 de TR, totalizando 19 a 15. Fonte: VS.com.br
  10. Estou confiante, como sempre. Mas que ainda há o que melhorar, há. O individual está bom. Estão pecando no coletivo em alguns pontos básicos. Vamos ver...
  11. Colorido é um requisito que aumenta um bocado o preço da impressora. Trabalhei num lugar que tinha uma BROTHER sensacional, que digitalizava e já mandava pro seu e-mail, era muito boa! Mas ela era monocromática (parecida com esta). Não encontrei colorida da BROTHER, mas encontrei ESTA que parece atender suas necessidades, porém, não conheço a marca. Fato é que vai ser na faixa de 2, 3mil reais.
  12. @Antonio Matias Extremamente relativo. O foco será a impressão ou a digitalização? Qual a média de páginas por dia? É necessário imprimir colorido?