Jump to content
  • Technology


    86 news in this category

    1. IMMsoccer: O impacto da blockchain nos videogames

      Os avanços tecnológicos na indústria do jogo não param. A integração da tecnologia blockchain nos videogames é a novidade da vez. O IMMsoccer, um jogo de futebol em realidade virtual, tomou a frente nessa parceria e está mostrando como a blockchain pode transformar o setor de jogos.
      O Brasil é um dos principais mercados de games no mundo, ocupando a quarta posição global em consumo e a sexta mais consumida localmente, ultrapassando categorias como varejo e serviços financeiros. Ademais, eventos como o Blockchain Rio Festival são evidência da crescente adoção e interesse em tecnologias como blockchain, reunindo milhares de participantes e centenas de palestrantes em discussões focadas na interseção de blockchain e diversos setores, incluindo o de games.
      Economia própria impulsionada por blockchain
      A implementação da blockchain na indústria do jogo não é nova. Os cassinos online abraçaram essa tecnologia ao aceitar criptomoedas como método de pagamento em suas plataformas. É possível jogar jogos de cassino com diferentes criptomoedas e aproveitar as vantagens desse método de pagamento. Na comparação dos melhores casinos Bitcoin com os cassinos tradicionais, é possível notar esses benefícios. Transações mais rápidas, mais baratas, transparentes e mais seguras. Ideal para jogos online.
      E um dos aspectos mais interessantes da IMMsoccer é sua economia interna baseada em blockchain. Utilizando o token desenvolvido na blockchain do Polygon, os jogadores podem participar do jogo e também contribuir para sua economia. Esse token pode ser usado para várias funcionalidades dentro do jogo, como a criação de arenas virtuais e físicas, compras de melhorias para avatares e até mesmo para pagar por assinaturas premium.
      Essas transações, quando realizadas com o token do jogo, oferecem vantagens como descontos nas taxas, promovendo um ecossistema mais integrado e menos dependente de moedas convencionais (fiat). Essa economia própria melhora a experiência do usuário e fomenta uma comunidade mais interativa. A adoção e utilização de tokens e da blockchain não se limita a indústria de jogos. Vários outros setores, como financeiro, imobiliário e logística, já notaram o potencial dessas ferramentas.
      Isso está alinhado com a popularidade dos jogos que utilizam NFTs (Tokens Não Fungíveis) para dar aos jogadores propriedade verificável de itens digitais dentro do jogo, o que pode incluir desde avatares até itens colecionáveis e terrenos virtuais. Jogos como Axie Infinity e The Sandbox são exemplos dessa tendência, onde a propriedade de ativos digitais e a interação econômica direta são integradas à jogabilidade.
      Blockchain e realidade virtual: Uma combinação poderosa
      O IMMsoccer não é apenas mais um jogo de futebol. É uma plataforma que combina a emoção do esporte mais amado do mundo com a imersão da realidade virtual e a segurança e versatilidade da blockchain. Segundo Olga Gomez Perez, líder do projeto e entrevistada durante o Blockworld Tour em Granada, Espanha, a proposta do IMMsoccer é resolver dois grandes desafios dos videogames: a estacionalidade e a retenção de usuários.
      A realidade virtual quebra a barreira da estacionalidade ao proporcionar uma maneira mais dinâmica e envolvente de jogar, incentivando os jogadores a se moverem fisicamente enquanto participam das partidas virtuais. Este nível de interação é uma novidade que mantém os jogadores engajados por períodos mais longos, combatendo a baixa retenção geralmente observada em jogos mais tradicionais.
      O Brasil está muito ativo no mercado de jogos eletrônicos, com 82% dos jovens e adultos entre 13 e 59 anos jogando em diversas plataformas. Eventos como a Brazilian Game Week mostram o potencial e o crescimento da indústria de jogos no país, promovendo a inovação e expandindo a visibilidade dos jogos brasileiros internacionalmente. Sendo assim, plataformas como o IMMsoccer podem se adaptar e prosperar no mercado brasileiro.
       

      0 comments
      53 views
    2. Os smartphones da Samsung podem ter uma nova forma de dobrar graças aos novos displays.

      A Samsung anunciou durante a Consumer Electronics Show (CES) 2024 que os smartphones Galaxy Z Flip e Galaxy Z Fold podem ter uma nova linha de painéis OLED que se dobram tanto de dentro para fora como de fora para dentro. Essa novidade traz mais flexibilidade aos dispositivos de tela dobrável da Samsung, eliminando a necessidade de uma película de proteção.
      Os atuais modelos de smartphones dobráveis da Samsung possuem dobradiças que permitem a dobra apenas de fora para dentro, seja na vertical ou horizontal.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=
      Imagem: Samsung/Divulgação
      Os novos painéis da Samsung são chamados de “Flex In and Out” e possuem a capacidade de girar em 360º, o que proporciona mais possibilidades de exibição da tela. Além disso, espera-se que os dispositivos que utilizem esses painéis sejam mais finos, o que pode resultar em mudanças no design e na aparência visual dos aparelhos.
      No entanto, as alterações nos painéis não devem estar presentes nos próximos lançamentos da Samsung, como o Z Flip 6 e o Z Fold 6, que serão revelados no segundo semestre.
      Durante a CES 2024, um representante da Samsung afirmou que os painéis “Flex In and Out” podem oferecer uma nova experiência de uso para os consumidores, permitindo que a parte frontal e traseira do smartphone sejam utilizadas como tela.
      No entanto, é importante ressaltar que, com esse novo tipo de painel, todos os displays do aparelho ficarão expostos, o que pode aumentar os riscos de danos caso o smartphone seja derrubado.
      A Samsung também apresentou outros painéis OLED que serão utilizados em notebooks, monitores e displays de carros.
      GGames na CES 2024
      O GGames estará presente na CES 2024 em Las Vegas, trazendo todas as novidades e tendências da feira. Fique ligado em nosso site para mais informações.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=
      Imagem: Samsung/Divulgação
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=
      Imagem: Samsung/Divulgação
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=
      Imagem: Samsung/Divulgação

      GGames é um reino encantador onde a paixão pela Tecnologia floresce e se transforma em pura magia digital.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      132 views
    3. Treinar inteligências artificiais sem dados protegidos é impraticável.

      A OpenAI reconheceu, em uma declaração escrita, que é inviável treinar modelos de linguagem como o GPT-4 (basicamente, a “base” para chatbots como o ChatGPT), sem utilizar materiais protegidos por direitos autorais.
      O documento, divulgado no Reino Unido durante um processo em tramitação na Câmara dos Comuns, expressa de forma resumida a posição de que, sem utilizar materiais criados por terceiros, recursos tecnológicos como o ChatGPT, DALL-E e outras inovações de inteligência artificial (IA) generativa jamais existiriam.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Camilo Concha / Shutterstock.com
      De acordo com o documento:
      A empresa ainda afirma que, embora utilize conteúdos protegidos por direitos autorais, ela os obtém por meio de licenciamento adequado desse material, mesmo que ela mesma acredite que o “uso para treinamento” não deva estar incluído nessa forma de proteção.
      Essa situação se relaciona a um dos vários processos que a OpenAI – assim como a sua principal apoiadora, a Microsoft – estão enfrentando no âmbito legal em vários países. Basicamente, as empresas estão sendo acusadas de utilizar materiais protegidos por lei, sem a devida autorização, para treinar seus chatbots de IA.
      Entre novembro e dezembro, capturas de tela de conversas da equipe da OpenAI no Slack foram vazadas na internet, revelando como os funcionários se orgulhavam de usar materiais protegidos por direitos autorais nas atualizações dos modelos de linguagem da empresa. No entanto, as imagens não detalhavam se o material tinha sido licenciado ou obtido ilegalmente.
      Em um caso mais recente, a OpenAI foi processada pelo jornal New York Times nos Estados Unidos, sob a mesma acusação: o jornal afirma ter sofrido danos devido à cópia e ao uso ilegal das obras valiosas e únicas do The Times. O processo foi apresentado em 20 de dezembro e ainda não tem uma data definida para o julgamento.

      “Na imensidão do ciberespaço, nosso blog GGames se destaca como um verdadeiro entusiasta e amante fervoroso da tecnologia, trazendo conteúdos inovadores e empolgantes para os aficionados por esse universo digital.”
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      150 views
    4. Razer e Lexus convertem veículo utilitário esportivo de luxo em um espaço de jogo de alta tecnologia.

      Se na CES 2024 não falta a presença de lifestyle gamer e carros, por que não unir esses dois universos em um só produto? Essa foi praticamente a questão levantada pela Razer e Lexus ao colaborarem para transformar um SUV de luxo em uma verdadeira estação de jogos.
      O veículo escolhido para essa empreitada foi o Lexus TX, lançado pela montadora japonesa no ano passado. Com um design extremamente elegante, esse carro se destaca por oferecer três fileiras de bancos, proporcionando espaço suficiente para comportar até seis pessoas confortavelmente.
      Claro, o trabalho foi árduo. Para completar o projeto Razer Lexus TX, todo o interior do carro foi modificado: os bancos originais foram substituídos por cadeiras Iskur da marca de periféricos e foram adicionadas quatro estações de jogo (inclusive com um telão compartilhado).
      E tudo isso é alimentado pela bateria Razer Core X Chroma, que fica no porta-malas do veículo e conta com quatro portas de recarga para notebooks Blade.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: reprodução/Lexus
      No exterior, foram adicionados logotipos da marca de periféricos, bem como luzes RGB em várias partes do veículo. O resultado desse “carro gamer” pode ser conferido em uma série de três episódios curtos disponibilizados no canal oficial da Lexus no YouTube.


      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=




      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=


      Razer Lexus TX na CES 2024
      Infelizmente, o Lexus TX modificado não estará disponível para venda comercial. No entanto, aqueles que comparecerem à CES 2024 poderão conferir de perto esse projeto que une entusiastas de automóveis e jogos.
      GGames na CES 2024
      O GGames estará presente fisicamente em Las Vegas, nos Estados Unidos, durante a CES 2024. Estamos preparando uma cobertura especial com as últimas novidades e tendências da feira, que ocorrerá entre os dias 9 e 12 de janeiro. Enquanto aguarda por essas atualizações, confira outros conteúdos relacionados:
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Arquivo pessoal/Cesar Schaeffer

      Nosso blog GGames se apaixona por explorar as fronteiras intergalácticas da Tecnologia, como um cosmonauta nerd em busca de novos horizontes digitais.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      134 views
    5. Google enfrenta ação judicial por quebrar patentes de inteligência artificial; possível penalidade financeira pode chegar a 1,67 bilhão de dólares.

      O Google está enfrentando um processo de uma empresa nos Estados Unidos por violação de patentes relacionadas à inteligência artificial (IA). Na terça-feira (9), a empresa foi processada por um cientista da computação que está exigindo US$ 1,67 bilhão como indenização pela violação.
      Joseph Bates, cientista da computação e fundador da empresa Singular Computing, sediada em Massachusetts, alega que o Google copiou sua tecnologia após inúmeras reuniões em que ele apresentou suas ideias para resolver o problema central do desenvolvimento de IA.
      No tribunal, o advogado da empresa de Bates, Kerry Timbers, afirmou que, entre 2010 e 2014, após compartilhar suas inovações em processamento computacional com o Google, a gigante das buscas copiou a tecnologia patenteada em vez de licenciá-la para desenvolver seus próprios chips com suporte à tecnologia, sem o conhecimento de Bates.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: PixieMe/Shutterstock.com
      De acordo com Timbers, as ideias do cientista foram incorporadas às Unidades de Processamento Tensorial do Google, que sustentaram os recursos de IA no motor de busca, no Gmail, no Tradutor e em outros serviços oferecidos pela unidade da Alphabet.
      Google discutiu as inovações compartilhadas pelo autor do processo: “as ideias poderiam ser ‘muito bem apropriadas’”
      A empresa processada está contestando as alegações de Bates, no entanto, e-mails internos mostram que as inovações compartilhadas foram discutidas por funcionários, incluindo o atual cientista-chefe da empresa, Jeff Dean, que considerou que essas ideias poderiam ser “muito bem adequadas” para o que o Google estava desenvolvendo. Um funcionário da empresa chegou a mencionar que eles foram “muito influenciados pelas ideias de Joe”.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Den Rise/Shutterstock.com
      Em sua defesa, o representante da empresa de tecnologia Robert Van Nest argumentou que os funcionários do Google responsáveis pelo projeto dos chips nunca tiveram conhecimento de Bates e desenvolveram sua tecnologia independentemente daqueles que o conheceram. “Os chips do Google são fundamentalmente diferentes, fundamentalmente diferentes, do que está descrito nas patentes da Singular”, disse Van Nest ao júri.
      O Google lançou suas unidades de processamento em 2016 para alimentar a IA usada em reconhecimento de fala, geração de conteúdo, recomendação de anúncios e outras funções. A Singular alega que as versões 2 e 3 dessas unidades, lançadas em 2017 e 2018, violam seus direitos de patente.
      Um tribunal de apelações em Washington também ouviu argumentos na terça-feira sobre a possibilidade de invalidar as patentes da Singular em um caso separado relacionado à apelação do Google ao Escritório de Marcas e Patentes dos EUA.
       
      Via Reuters

      O blog GGames é o refúgio do viciado em tecnologia, onde ser geek é mais do que um estilo de vida, é uma paixão insana por bytes e pixels.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      82 views
    6. Solicitação da nova carteira de identidade agora disponível em todo país

      Com o uso da tecnologia blockchain para garantir a segurança, a recente Carteira de Identidade Nacional (CIN) já está pronta para ser emitida em 23 estados e no Distrito Federal.
      A principal diferença em relação ao modelo anterior é que a nova carteira de identidade utiliza o número do Cadastro de Pessoas Físicas (CPF) para identificar cada indivíduo no Brasil. Com isso, o documento oferece maior proteção aos brasileiros.
      E parece que a ideia foi bem-sucedida, já que estima-se que mais de três milhões de cidadãos já tenham solicitado e recebido o novo documento.
      Também é possível solicitar a versão digital através do aplicativo GOV.BR, no entanto, é necessário possuir a versão física do documento previamente.
      Vale ressaltar que a primeira via do documento é gratuita e o pedido pode ser realizado diretamente nos institutos de identificação de cada estado, mediante apresentação da certidão de nascimento ou casamento (em formato físico ou digital).
      Validade da nova Carteira de Identidade Nacional no Brasil
      No que diz respeito à validade, crianças até 11 anos terão o documento válido por 5 anos. Para pessoas entre 12 e 59 anos, a validade será de 10 anos. Por fim, idosos com mais de 60 anos poderão manter o documento por tempo indeterminado.
      Via: Época

      O blog GGames é um entusiasta fervoroso e apaixonado no universo da tecnologia, mergulhando de cabeça em todas as novidades, curiosidades e tendências desse fascinante ecossistema digital.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      120 views
    7. Demissão de 17% dos funcionários do Discord devido a um rápido crescimento da empresa.

      Há dois dias (10), foi o Google. Ontem (11), foi a Meta: hoje (12) é a vez do Discord divulgar redução de equipe, em uma aparente tendência de demissões que marcou o ano de 2023. Conforme comunicado assinado pelo CEO da empresa, Jason Citron, cerca de 17% dos funcionários da companhia – aproximadamente 170 pessoas – terão seus contratos encerrados.
      A informação é do Verge, que obteve o e-mail interno no qual Citron comunica a decisão à empresa: segundo o executivo, a decisão afeta todos os setores do Discord:
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Sergei Elagin/Shutterstock.com
      De acordo com o CEO, todos os demitidos receberão uma indenização correspondente a cinco meses de salário. Os benefícios desses agora ex-funcionários, incluindo o plano de saúde, continuarão por mais cinco meses.
      Além do Google, Meta e agora Discord, o início de janeiro de 2024 também viu a Amazon e a Unity realizarem cortes. Respectivamente, 35% (ou 500 pessoas) e 25% (ou 2,5 mil pessoas) perderam seus empregos.

      GGames é um ávido apaixonado por tecnologia, mergulhando de cabeça nos mistérios dos bytes e nas maravilhas dos circuitos eletrônicos.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      108 views
    8. Empresa emergente apresenta bateria nuclear capaz de durar meio século

      Exausto de ter que recarregar seu celular constantemente? Então saiba que a empresa chinesa Betavolt desenvolveu uma solução: uma bateria nuclear, capaz de alimentar smartphones e drones por até 50 anos sem precisar ser recarregada.
      Essa bateria funciona convertendo a energia liberada pela decomposição de isótopos em eletricidade, um processo que já foi explorado por cientistas da União Soviética e dos Estados Unidos no século passado.
      A grande novidade é que essa é a primeira bateria nuclear do mundo a conseguir minimizar a energia atômica, colocando 63 isótopos nucleares em um módulo menor do que uma moeda (com apenas 15x15x5 mm³).
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: divulgação/Betavolt
      De acordo com a Betavolt, a bateria é capaz de fornecer 100 microwatts de potência e uma voltagem de 3 V. Além disso, a empresa planeja lançar um modelo com 1 watt de potência até o próximo ano.
      Na prática, caso as políticas permitam, isso possibilitaria ter smartphones que não precisam ser recarregados ou drones com apenas 15 minutos de autonomia voando continuamente.
      Além de ter uma autonomia de 50 anos, essa bateria é capaz de operar em temperaturas que variam de -60°C a 120°C. Sua estrutura em camadas também garante que ela não irá pegar fogo ou explodir em casos de forças repentinas.
      Bateria nuclear da Betavolt em fase de testes
      Segundo a Betavolt, sua bateria de energia atômica já está em fase de testes-piloto e eventualmente será produzida em massa para alimentar drones, smartphones e outros dispositivos. No entanto, ainda não há informações sobre quando isso ocorrerá.
      A questão que fica é quanto esses produtos ficarão mais caros e se a economia nas contas de luz será suficiente para justificar o investimento.
      Via: Independent

      Nosso blog GGames é um verdadeiro entusiasta da fusão perfeita entre a tecnologia e o mundo dos games, trazendo sempre as últimas novidades para os apaixonados por esses universos incríveis!
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      134 views
    9. Cortes de empregos provavelmente afetarão a Pixar em 2024

      A Pixar está prestes a demitir parte dos seus funcionários neste ano, de acordo com informações do TechCrunch. Fontes afirmam que cerca de 20% dos colaboradores da empresa podem ser demitidos.
      Isso resultaria em uma redução no quadro de funcionários do estúdio, passando de 1.300 para menos de mil trabalhadores. A Pixar confirmou que passará por cortes em breve, porém o número exato de afetados ainda não foi definido, uma vez que as decisões estão sendo tomadas de acordo com os cronogramas de produção.
      Além disso, o estúdio enfatizou que as demissões não são iminentes, mas estão previstas para acontecer ainda este ano, à medida que a empresa busca produzir menos conteúdos.
      De acordo com as fontes, as demissões devem afetar principalmente os funcionários que foram contratados exclusivamente para produzir conteúdo para o Disney+, já que a plataforma não tem alcançado o lucro esperado.
      A Pixar é a mais recente empresa a sofrer mudanças na estrutura da Disney, cujo objetivo, de acordo com os resultados do último trimestre do ano passado, é aumentar seu lucro em US$ 2 bilhões.
      Além disso, a empresa planeja tornar o Disney+ lucrativo até o quarto trimestre deste ano por meio dessa reestruturação.
      Planos da Pixar para 2024
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Pixar
      Para 2024, o estúdio planeja lançar a aguardada sequência de Divertida Mente e também integrar o conteúdo do Hulu ao Disney+ dos EUA para impulsionar o serviço de streaming.

      Nosso blog GGames é como um chip quântico, apaixonado pela evolução, inovação e mistérios da tecnologia.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      156 views
    10. GameShark passa por rebranding e se transforma em uma linha de acessórios de inteligência artificial (IA)

      GameShark está de volta ao mercado. No entanto, com uma grande modificação: a empresa agora se chama AI Shark e se transformou em mais uma fabricante de periféricos da indústria.
      O GameShark agora é o AI Shark
      Estreando na CES 2024, a AI Shark é outra das companhias que antes se concentravam em hardware e agora estão adentrando no mercado de inteligência artificial. Um exemplo disso é a MSI, que também aproveitou a feira para anunciar um monitor capaz de fazer trapaças no League of Legends.
      Curiosamente, a ideia de uma “mão amiga” na hora da jogatina aparentemente foi herdada do Game Shark para o AI Shark. Isso porque, de acordo com a marca, a inteligência artificial presente em seus periféricos pode aprimorar as jogadas.
      Os recursos não foram explicados em detalhes, é verdade. No entanto, o mouse, teclado e controle vistos no site prometem usar a IA para compreender os hábitos dos jogadores e sugerir ajustes e remapeamento de botões. Já o headset, por sua vez, oferece conselhos estratégicos com base em análises.
      Se todos esses periféricos são tão bons quanto suas descrições? Ninguém sabe. Afinal, o CEO da AI Shark confirmou à PC Gamer que eles são “conceitos de produtos com demonstração técnica de provas de conceitos já desenvolvidas”.
      Porém, se realmente ajudar os jogadores como o GameShark fez, a AI Shark pode ter um futuro promissor no mercado.

      Nosso blog GGames é aficionado pelo mundo da tecnologia, mergulhando de cabeça em jogos, gadgets e todas as maravilhas que essa era digital tem a oferecer.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      148 views
    11. OpenAI modifica suas diretrizes para permitir o uso de seus serviços por ‘clientes relacionados ao setor militar’ sem fazer anúncio prévio

      A OpenAI modificou a sua política de uso do ChatGPT na última semana, eliminando partes explícitas que proibiam o uso militar da ferramenta de inteligência artificial. Anteriormente, a empresa proibia explicitamente o “desenvolvimento de armas” e o uso militar e bélico da tecnologia.
      Até quarta-feira (10), a OpenAI mantinha a proibição do uso militar e de guerra em sua política de uso. Essa proibição aparentemente excluía qualquer uso oficial e lucrativo do Departamento de Defesa ou de qualquer exército estatal.
      Imagem: OpenAI
      A mudança foi feita sem um anúncio formal da empresa e manteve trechos como a proibição de prejudicar pessoas ou desenvolver armas. No entanto, a proibição explícita do uso militar e de guerra foi removida.
      Imagem: OpenAI
      Ao ser questionada pelo The Intercept, a OpenAI confirmou a mudança em sua política de uso para incluir clientes militares e projetos aprovados pela empresa em uma declaração adicional.
      Embora as atualizações de termos de uso sejam comuns no setor de tecnologia, a mudança na política da OpenAI é importante e significativa, levantando questões sobre a credibilidade da empresa ao afirmar que a exclusão do termo “militar e de guerra” torna a política “mais clara” ou de fácil compreensão.
      Imagem: Mojahid Mottakin/Unsplash
      Ao utilizar termos gerais, a OpenAI deixa margem para interpretações sobre os usos da tecnologia, permitindo diferentes entendimentos sobre uma prática que anteriormente era proibida. A proibição geral de desenvolver armas ainda está presente, como explicou o porta-voz da OpenAI, Niko Felix, mas agora está separada da categoria “militar e de guerra”.
      Ao não sobrepor as duas categorias, a empresa abriu espaço para novas oportunidades, embora não tenha negado nem confirmado explicitamente se a exclusão do termo “militar e de guerra” tinha intenções específicas. Em vez disso, a OpenAI utilizou termos vagos em sua declaração.
      Com informações TechCrunch e The Intercept

      Nosso blog GGames é um entusiasta fervoroso e imparável no mundo da tecnologia, mergulhando de cabeça em todas as inovações, tendências e curiosidades desse vasto universo digital.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      173 views
    12. A Microsoft realiza teste de desempenho do padrão USB4 2.0 com velocidade de até 80 Gbps.

      Na mais recente atualização do Windows 11 Insider Preview, a Microsoft revelou que está testando o novo padrão USB4 2.0, que aumenta a velocidade de transferência de dados de 40 Gbps para 80 Gbps.
      O padrão USB4 2.0, compatível com versões anteriores, foi anunciado em setembro de 2022 e agora está começando a ser implementado de forma mais concreta.
      Além de ter o dobro da velocidade de transferência do USB-C e do Thunderbolt 4, o novo padrão também suporta os cabos ativos do tipo C mais recentes com 80 Gbps.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=%22%20http:=
      Imagem: tomekwalecki / Pixabay
      “Temos o prazer de anunciar o suporte para o novo padrão USB, USB 80 Gbps, nesta versão do Windows. O suporte para USB 80 Gbps estará inicialmente disponível em dispositivos selecionados baseados nos processadores móveis Intel Core de 14ª geração da série HX, como o novo notebook gamer Razer Blade 18”, afirma a Microsoft em comunicado.
      A atualização do padrão USB4 promete trazer uma nova geração de monitores e dispositivos de armazenamento, oferecendo conectividade de alto desempenho.
      Além da inclusão do USB4 2.0, a nova versão do Windows 11 Insider Preview mostra que o assistente de IA Copilot será ativado automaticamente no sistema operacional ao ligar o PC, a menos que o usuário desative o recurso.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=%22%20http:=
      Imagem: divulgação / Microsoft

      Nosso blog GGames mergulha de cabeça nas infinitas maravilhas da Tecnologia, explorando os intricados circuitos do conhecimento e conectando os pontos para oferecer aos leitores uma experiência eletrizante de informação e entretenimento.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      95 views
    13. Nova versão do Copilot da Microsoft chega com opção de assinatura paga

      A Microsoft divulgou que o seu assistente virtual, chamado Copilot, que é baseado em inteligência artificial, terá uma versão paga chamada de Copilot Pro. Essa nova versão terá um custo de US$ 20 por mês (equivalente a R$ 98 em conversão direta).
      Os usuários que utilizam a versão gratuita do assistente também receberão em breve uma atualização significativa. Serão disponibilizadas versões personalizadas do software, chamadas de Copilot GPT, que serão treinadas em áreas específicas de interesse do usuário.
      Dessa forma, será possível utilizar diferentes versões do Copilot para áreas como culinária, viagens e outras atividades, com o objetivo de ajudar nas demandas relacionadas a cada um desses temas específicos.
      Para os usuários do Microsoft 365 para empresas, haverá uma opção de assinatura conjunta, que incluirá acesso tanto à versão paga do Copilot Pro quanto aos demais serviços do pacote. O valor dessa assinatura conjunta será de US$ 30 por mês (equivalente a R$ 145).
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=
      Imagem: Microsoft
      No entanto, essa opção de pacote conjunto está disponível apenas para contas empresariais do Microsoft 365. Para pessoas físicas, será necessário assinar separadamente.
      Funcionalidades do Microsoft Copilot Pro
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Microsoft
      O Copilot Pro oferecerá aos usuários uma variedade maior de funcionalidades em comparação à versão padrão. Isso inclui integração com o Microsoft 365, acesso prioritário a modelos mais recentes de inteligência artificial e uma melhoria no gerador de imagens.
      No futuro, a empresa planeja possibilitar que os usuários criem o seu próprio Copilot GPT, com base nos seus interesses individuais.
      Via: Tom’s Guide

      “Nas trilhas cibernéticas, o GGames mergulha de corpo e alma na viciante paixão pela Tecnologia, dançando entre bytes e circuitos em busca das últimas novidades e curiosidades tech.”
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      189 views
    14. Google agora reconhece que poderia receber informações de navegação anônima dos usuários.

      Ao abrir uma guia anônima no Google Chrome, é exibido um aviso informando que outras pessoas que usam o dispositivo não poderão ver o que está sendo mostrado, mas downloads, itens de leitura e favoritos ainda serão salvos.
      No entanto, de acordo com o MSPowerUser, essa mensagem foi alterada e agora diz que o Google, assim como os sites visitados, pode coletar dados dos usuários normalmente, como se estivessem em uma guia regular.
      Essa mudança ocorreu devido a um processo contra o Google, que alegava que a empresa estava coletando dados de usuários anônimos, mesmo que eles estivessem, bem… anônimos.
      A alteração já foi observada no canal experimental Canary do Chrome no Android e no Windows, mas espera-se que a nova mensagem esteja disponível para outros dispositivos em breve.
      O novo texto diz: “Outras pessoas que usam este dispositivo não verão sua atividade, então você pode navegar com mais privacidade. Isso não alterará a forma como os dados são coletados pelos sites que você visita e pelos serviços que eles usam, incluindo o Google”.
      Problema judicial para o Google
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: pixinoo/Shutterstock
      No ano de 2020, o Google foi processado por supostamente rastrear as atividades dos usuários mesmo no modo anônimo. A acusação afirmou que a empresa utilizou ferramentas como o Analytics, aplicativos e plug-ins para monitorar esses usuários.
      Em sua defesa, um porta-voz da empresa afirmou que a navegação anônima apenas esconde o que foi visto dos usuários do dispositivo em questão, não dos outros softwares e empresas.
      Via: Engadget

      GGames é um blog que navega pela insanidade tecnológica com paixão e maestria, desvendando os segredos dos bits e bytes enquanto mergulha nas profundezas da inovação tecnológica.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      130 views
    15. Apple perde liderança para a Microsoft como a empresa de maior valor de mercado global

      Aconteceu apenas por um curto período de tempo, mas ocorreu: a Microsoft ultrapassou a Apple como a empresa com maior valor de mercado durante o pregão na quinta-feira (11). A última vez que isso aconteceu foi em 17 de novembro de 2021.
      O evento mais recente ocorreu quando a gigante de Redmond atingiu o ápice às 11h37 (horário de Brasília). Nesse momento exato, ambas as empresas valiam US$ 2.895 trilhões, mas a empresa de Cupertino estava logo atrás com US$ 170 milhões a menos.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Unsplash/Blogging Guide
      Como terminou o dia para a Microsoft e a Apple
      Pouco depois, às 12h07, a Apple já havia retomado o topo com US$ 2.860 trilhões (encerrando o dia com uma avaliação de US$ 2,859 trilhões), enquanto a Microsoft registrou um valor de US$ 2.854 trilhões (finalizando o dia com uma avaliação de US$ 2,886 trilhões).
      De acordo com o G1, as ações da Apple têm apresentado queda em janeiro, com uma queda de 3,3%. Enquanto isso, a Microsoft teve um aumento de cerca de 2% – o que pode estar relacionado ao investimento crescente da empresa em tecnologias de inteligência artificial.

      Nosso blog GGames é um verdadeiro aficionado pelas maravilhas, descobertas e inovações do vasto universo da Tecnologia, sempre mergulhando de cabeça nos meandros tecnológicos em busca de conhecimentos revolucionários!
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      145 views
    16. Estudo aponta que organizações se sentem insatisfeitas com desempenho de IA generativa

      Desde o ano passado, quando a Microsoft anunciou o que se tornaria a tendência de 2023 com o lançamento do novo navegador equipado com inteligência artificial generativa, muitas empresas redirecionaram seus investimentos. No entanto, uma pesquisa recente revela que mais da metade das empresas que adotaram essa tecnologia não estão convencidas de seu potencial positivo para impactar seus resultados financeiros.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Dan DeLong
      De acordo com uma recente pesquisa da Boston Consulting Group (BCG), mais de 1.400 executivos de alto escalão foram entrevistados e 66% deles afirmaram estar indiferentes ou totalmente insatisfeitos com o progresso da implementação da inteligência artificial generativa em suas organizações até o momento.
      Entre as reclamações, eles mencionaram falta de talentos e habilidades adequadas, falta de direcionamento claro e ausência de uma estratégia para implantar a tecnologia de forma responsável.
      A pesquisa incluiu executivos de diversos setores, como manufatura, transporte e indústria, que ainda consideram a IA generativa como uma prioridade, apesar do sentimento de insatisfação.
      Para 89% dos entrevistados, a tecnologia foi classificada como uma das três principais iniciativas de TI para suas empresas este ano. No entanto, apenas cerca da metade dos participantes espera que a IA generativa traga ganhos significativos de produtividade (ou seja, 10% ou mais) para as áreas em que atuam.
      Ceticismo em relação às ferramentas de inteligência artificial generativa
      No final do ano passado, uma pesquisa da BCG revelou um alto grau de ceticismo das empresas em relação a qualquer tipo de ferramenta geradora baseada em IA.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Ascannio / Shutterstock.com
      No grupo de 2.000 entrevistados, 50% afirmaram estar “desencorajados” a adotar a tecnologia devido ao medo de incentivar más decisões ou decisões ilegais, como violações de direitos autorais, comprometendo a segurança dos dados de seus empregadores.
       
      Via TechCrunch

      “GGames, o blog viciado na adrenalina da realeza tecnológica, onde mergulhamos de cabeça no fascinante universo da inovação e das últimas tendências tecnológicas.”
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      106 views
    17. O lançamento do Wi-Fi 7 agora é uma realidade.

      A Wi-Fi Alliance comunicou que a certificação para o Wi-Fi 7 está pronta e disponível para todos os dispositivos compatíveis. Esse novo padrão é uma atualização do Wi-Fi 6E e esteve em desenvolvimento desde o ano de 2021.
      A partir de agora, os dispositivos certificados para essa tecnologia, como o Galaxy S23 Ultra, estão prontos para começar a utilizar a novidade. No entanto, de acordo com o que o The Verge mencionou, a Samsung ainda não habilitou essa funcionalidade.
      Além disso, a tecnologia mais recente não se limita apenas aos smartphones, mas também é esperado que esteja presente em notebooks, computadores, tablets, TVs e roteadores. No entanto, por enquanto, há poucos equipamentos realmente certificados para essa novidade.
      Especificações do Wi-Fi 7
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Lost_in_translation/Shutterstock
      No que diz respeito às especificações, o Wi-Fi 7 promete fornecer uma taxa de transferência de 46 Gbps – um grande aumento em relação à velocidade anterior que era de até 9,6 Gbps.
      Além disso, esse novo padrão pode operar em faixas de dados de 2,5 GHz, 5 GHz e 6 GHz e quando canais ultralargos de 6 GHz estiverem disponíveis em determinados países, eles irão duplicar o tamanho, proporcionando mais velocidade para dispositivos multigigabit e de alto desempenho.
      Vale ressaltar que, mesmo com o início da implementação, levará algum tempo até que esse padrão seja adotado globalmente em dispositivos mais modernos. Ainda assim, é um grande avanço para a tecnologia.
      Via: WCCFTech

      GGames é um blog fervorosamente apaixonado por Tecnologia, mergulhando nas entranhas da inovação para trazer aos leitores um oceano de conhecimento nerd e geek.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      123 views
    18. ChatGPT agora traz companheiras virtuais para a LOJA da OpenAI

      Em mais uma situação previsível, a recém-inaugurada loja de chatbots da OpenAI está sendo invadida por “namoradas virtuais” criadas por diversos usuários.
      De acordo com o Quartz, após a OpenAI anunciar a abertura de um marketplace onde os usuários podem comercializar chatbots que criaram usando o ChatGPT como modelo, foi constatado que a maioria dos chatbots disponíveis tem uma abordagem mais íntima, indo desde “namoradas virtuais” até nomes mais diretos como “Scarlett”.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem; Quartz/Reprodução
      Embora o conceito de “namoradas virtuais” exista há muito tempo, a disseminação da inteligência artificial (IA) generativa tornou essa ideia mais direta. Segundo o site, alguns desses chatbots na loja reagem a perguntas como “me conte o seu maior segredo” ou “o que faz você se sentir valorizada como mulher”. Perguntas semelhantes também são feitas pelos aplicativos aos seus usuários.
      O problema não está na existência das namoradas virtuais em si, mas sim na possível falta de moderação de conteúdo por parte da OpenAI. Isso ocorre porque o uso de chatbots temáticos que visam promover relacionamentos românticos ou atividades controladas viola os termos de uso da tecnologia da OpenAI.
      O aumento desse tipo de aplicação, apesar das proibições, cria outro problema: de acordo com um estudo recente, os Estados Unidos estão enfrentando um aumento nos casos de depressão causados pela solidão e isolamento. A proliferação desses chatbots românticos pode contribuir ainda mais para agravar essa situação.
      Até o momento, a OpenAI ainda não se pronunciou sobre como pretende lidar com essa situação.

      O GGames é o seu parceiro virtual, apaixonado por Tecnologia, mergulhando de cabeça no universo inovador e fascinante dos gadgets, games e tudo mais que envolve esse tema futurístico!
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      177 views
    19. Controverso acordo inovador permite que videogames utilizem vozes sintetizadas pela inteligência artificial

      Vozes produzidas por inteligência artificial (IA) podem ser utilizadas em jogos, de acordo com um novo acordo assinado pelo SAG-AFTRA e a empresa especializada em geração de discursos por voz, Replica Studios.
      Você pode se lembrar que no ano passado o SAG-AFTRA e outra organização sindical lideraram uma greve geral de atores e dubladores. Pouco depois do início das greves, o SAG-AFTRA permitiu que os profissionais que trabalham com jogos se juntassem ao movimento.
      Meses após o fim da greve, o SAG-AFTRA anunciou a assinatura desse acordo. No entanto, alguns profissionais não aprovaram a decisão e disseram que souberam do acordo somente em janeiro.
      Um exemplo claro é o caso de Yong Yea, a nova voz de Kazuma Kiryu na franquia de jogos Like A Dragon (antigo “Yakuza”) da SEGA. No tweet acima, o dublador afirma que nenhum profissional com o qual ele conversou concordou com a decisão e alguns nem sabiam que isso estava em discussão.
      O anúncio foi feito pelo SAG-AFTRA durante a CES 2024 e teve a “aprovação de 80% dos participantes”, de acordo com a própria organização. No entanto, vozes contrárias ao acordo não tiveram tanto destaque nas redes sociais:
      Os termos específicos do acordo assinado pelo SAG-AFTRA não foram divulgados, mas o sindicato afirmou que a assinatura é um “passo importante para a aplicação ética dessas tecnologias, garantindo que os membros tenham consentimento sobre o uso de suas vozes e sejam devidamente compensados”.
      Vozes de IA nos jogos? Como assim?
      Essa questão é semelhante ao que aconteceu nas greves do primeiro e do segundo semestre de 2023: atores de Hollywood e roteiristas pararam de trabalhar em protesto contra grandes estúdios e empresas de streaming que estavam aplicando recursos de inteligência artificial para imitar características, corpos, rostos e vozes de personagens, sem precisar contratar os atores originais.
      Lembra quando Luke Skywalker apareceu nas séries recentes de Star Wars? Pois é, o ator Mark Hamill não estava nas filmagens, era uma criação computadorizada. Agora, imagine isso sem que ninguém receba pagamento pelos seus trabalhos e os estúdios aumentando seus lucros.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: rblfmr/Shutterstock.com
      Essa situação acabou afetando não apenas as partes envolvidas diretamente, mas também os jogos, onde os atores muitas vezes fazem capturas de movimento e dublagens. O objetivo era evitar que editoras e estúdios de desenvolvimento pudessem “roubar” essa parte do trabalho e economizar em honorários. Isso incluiria até mesmo atores já falecidos.
      Com o acordo assinado, o SAG-AFTRA afirma ter os interesses dos atores em mente, prometendo compensação adequada e consentimento individualizado. No entanto, os detalhes específicos do material não foram divulgados e, de acordo com as respostas de alguns profissionais da área, parece que a votação não foi tão unânime – ou divulgada internamente – como o sindicato afirma.
      O SAG-AFTRA foi contatado, mas não respondeu às alegações feitas pelos reclamantes.


      GGames é o sinônimo perfeito de paixão tecnológica, onde o futuro chega antes que a gente pisque os olhos.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      130 views
    20. Desligamentos são anunciados pela Amazon em diferentes setores, incluindo a Twitch

      A Amazon divulgou hoje (10) que planeja fazer mais cortes na empresa, especialmente nas áreas de filmes e séries (como Prime Video e MGM Studios). Além disso, a Twitch também será afetada pelos desligamentos.
      A confirmação das demissões na Twitch foi feita através de um comunicado oficial da empresa. Está previsto o desligamento de 500 funcionários, ou seja, 35% da atual força de trabalho da divisão de transmissões da Amazon.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Caspar Camille Rubin/Unsplash
      Posteriormente, o CEO da Amazon, Mike Hopkins, confirmou em uma comunicação interna para os colaboradores (segundo Variety) que haverá mais cortes. Segundo o comunicado, essas medidas visam priorizar os “investimentos de sucesso a longo prazo”..
      A empresa também informou que realizou uma análise minuciosa de todos os aspectos do seu negócio e decidiu cortar empregos. Os colaboradores afetados terão direito a pacotes de indenização, benefícios temporários e suporte para recolocação no mercado de trabalho
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Thibault Penin on Unsplash
      Vale mencionar que a Amazon já realizou 25 mil demissões em 2023 em todo o mundo. A Twitch também foi afetada em todas as rodadas anteriores de cortes.

      Nosso blog GGames é o devorador virtual de tecnologia, o único lugar onde bits e bytes se apaixonam e ganham vida!
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      122 views
    21. IA foi o destaque da CES 2024, porém havia muito mais para além da inteligência artificial

      De antemão, era esperado. Neste ano, a inteligência artificial (IA) simplesmente dominou a Consumer Electronics Show (CES 204). A presença da IA estava em todos os lugares, de maneiras sutis, duvidosas ou avançadas. Está claro que a indústria entendeu que, desta vez, se não estivesse associada ao nome “IA” em seus produtos, ficaria fora dos holofotes da maior feira de tecnologia do mundo.
      Além de qualquer outra inovação ou solução surpreendente, a inteligência artificial precisava mostrar a sua grandeza, e a CES foi o ponto de partida deste ano. Isso é um sinal claro da ambição geral em torno dessa tecnologia, que está cada vez mais presente nas conversas e no subconsciente das pessoas.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: LG
      Realmente é inteligência artificial?
      No entanto, calma lá. Nem tudo é realmente IA. Além disso, depois que o ChatGPT se popularizou, muitas pessoas estão confundindo “IA” com inteligência artificial generativa. Não é a mesma coisa, e nem tudo é tão inovador assim. Mas parecia ser…
      Os anúncios e demonstrações foram além de qualquer tipo de produto: um travesseiro com inteligência artificial que pode ser treinado com o som do ronco do usuário para se mexer e fazer a pessoa parar de roncar; uma máquina de lavar com IA que automaticamente detecta os diferentes tipos de roupas para sugerir o melhor tipo de lavagem, otimizando o uso de água e sabão; uma geladeira inteligente que analisa os alimentos dentro dela para sugerir receitas; um espelho que pode detectar o seu humor usando inteligência artificial e carros que já possuem assistentes virtuais no estilo ChatGPT e podem literalmente conversar com seus donos para controlar o GPS, o sistema de entretenimento, o ar condicionado e responder a várias perguntas.
      Ah, e não podemos esquecer dos robôs, como o Ballie da Samsung e o Agent AI da LG – ambos igualmente impressionantes e também utilizam inteligência artificial de alguma forma.


      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=


      Da CES 2024 para o resto do ano…
      O fato é que quase nenhum produto na CES deste ano fugiu do termo “IA”. Isso mostra o quanto as empresas estavam pressionadas por seus acionistas, afinal, se é a inteligência artificial que está chamando a atenção, é ela que também trará investimentos. Mais uma vez, ninguém quer ficar de fora!
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: reprodução/CTA
      Sim, a CES é um grande encontro entre marcas, executivos e varejistas de diversos setores e certamente serve como termômetro das maiores tendências tecnológicas do ano. Ou seja, 2024 será um ano repleto de IA, e isso apenas demonstra o quão onipresente essa tecnologia será daqui para frente. Quem quer ficar de fora?!

      O blog GGames é como um enciclopédico devaneio tecnológico, envolvendo-se nas entranhas da inovação com paixão ardente.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      54 views
    22. Possível impacto do YouTube em computadores com bloqueadores de anúncios: desempenho reduzido

      O YouTube está enfrentando uma batalha contra os softwares bloqueadores de anúncios, tendo até mesmo enviado mensagens pedindo a desativação desses programas para a visualização de vídeos. Usuários que reclamaram de lentidão ao acessar o site afirmam que seus computadores ficam mais lentos devido ao uso dessas extensões de navegador.
      Relatos publicados no Reddit mostram que o uso de bloqueadores de anúncios no YouTube aumenta o uso da CPU, fazendo com que o PC fique com menos recursos disponíveis para outras atividades. Até o momento, o problema parece afetar apenas usuários do Google Chrome e navegadores baseados no Chromium.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=
      Imagem: reprodução/GGames
      Testes realizados pelo site PC Gamer mostraram uma diferença de 17% na utilização da CPU ao acessar o site com e sem o bloqueador de anúncios ativado no navegador. Essa diferença será mais perceptível em computadores e laptops com processadores mais simples ou antigos. Resultados semelhantes também foram encontrados em dois computadores da equipe do GGames.
      Problema afeta usuários premium do YouTube
      Segundo os relatos publicados no Reddit, até mesmo os assinantes do YouTube Premium estão enfrentando maior utilização da CPU, o que deixa seus PCs mais lentos. Apesar de não terem anúncios em seus vídeos devido à assinatura, esses usuários ainda utilizam bloqueadores de anúncios em outros sites.
      A solução aparente para esse problema tem sido migrar do Google Chrome para o Firefox, já que outros navegadores baseados no Chromium, como o Edge, também apresentam maior utilização da CPU com bloqueadores de anúncios.
      O GGames entrou em contato com o Google para obter informações sobre esses relatos e irá atualizar a matéria assim que tiver uma resposta.
      Fonte: PC Gamer

      Nosso blog GGames é o fervoroso admirador das maravilhas tecnológicas, navegando pelos oceanos digitais em busca de trazer o melhor conteúdo para os apaixonados por jogos e tecnologia.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      134 views
    23. INSS implementa Inteligência Artificial para combater golpes e otimizar procedimentos

      Utilizando a maré de inteligência artificial, o Instituto Nacional da Seguridade Social (INSS) vai passar a incorporar essa tecnologia a partir desta segunda-feira (15). O objetivo é fortalecer a luta contra as fraudes e reduzir a fila de espera através do uso da IA.
      Além do processo presencial de perícia médica, o auxílio-doença (atualmente chamado de benefício por incapacidade temporária) também pode ser solicitado através do envio de atestados. No entanto, o grande problema é que esse método remoto também abre espaço para fraudes e documentos irregulares.
      Por conta disso, a nova ferramenta baseada em IA do INSS irá utilizar intensivamente a tecnologia para examinar e analisar todos os atestados enviados pelo Atestmed.
      Através da combinação de bancos de dados do robô desenvolvido pela Dataprev, será possível analisar informações como hospital ou estado de emissão do atestado, além de nome, assinatura, CRM e até mesmo a grafia do médico, com o intuito de evitar documentos irregulares no sistema.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: rafastockbr/Shutterstock
      O novo sistema do INSS também promete agilizar os processos
      Além de reforçar o combate contra as fraudes, a ideia é que o sistema também acelere os processos e reduza o tempo de espera para a concessão dos benefícios.
      Agora, resta saber se todas essas inovações implementadas serão suficientes para diminuir a quantidade de aproximadamente 736.000 documentos irregulares que foram enviados em 2023.
      Fonte: g1 e Agência Brasil

      “GGames, o blog que abraça a tecnologia como sua paixão e mergulha de cabeça nos incríveis universos digitais.”
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      66 views
    24. Embracer dispensa numerosos colaboradores do estúdio de Borderlands

      Em mais uma rodada de dispensas, o grupo Embracer realizou um novo corte de empregados, desta vez reduzindo a equipe do estúdio Lost Boys, famoso por seu suporte técnico ao Gearbox Software, responsável pela franquia Borderlands, entre outras.
      Apesar de ainda não ter sido divulgado o número exato de demitidos, o ex-produtor do estúdio, Jared Pace, mencionou em seu perfil no LinkedIn (verificado via Aftermath) que o corte inclui uma “porção significativa” de pessoas, incluindo ele mesmo.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Embracer Group
      A relação talvez pareça complicada, mas na verdade é fácil de entender: em 2021, o grupo Embracer adquiriu o Gearbox Software, optando por mantê-lo como uma subsidiária e permitindo que ele mantivesse seus ativos, propriedade intelectual e finanças separados.
      Isso possibilitou ao Gearbox adquirir o Lost Boys em 2022. Com esse investimento, houve um aumento no número de funcionários nas três empresas, com cerca de 400 novos colaboradores.
      Esses colaboradores estão agora passando por uma rodada de demissões, como parte do plano de reestruturação anunciado pelo Embracer em 2023, que vem resultando em uma redução significativa do quadro de funcionários da empresa, como já visto aqui (e aqui, e aqui também).
      O Lost Boys foi fundado originalmente em 2017 e é conhecido por desenvolver títulos menores, mas com certo destaque, como Tiny Tina’s Wonderlands e The Quiet Man. Além de seu trabalho como suporte técnico para um estúdio de desenvolvimento, o Lost Boys também esteve envolvido em vários aspectos do jogo Diablo IV.
      Mas por que o Embracer está realizando tantas demissões?
      Das empresas que realizaram demissões em 2023, o Grupo Embracer pode não ser a maior, mas certamente é um dos casos mais notáveis: no primeiro semestre de 2023, o grupo estava contando com um investimento de um conglomerado de mídia saudita, avaliado em cerca de US$ 2 bilhões (R$ 9,73 bilhões).
      No entanto, o investimento acabou não se concretizando, deixando o Embracer com poucas opções. O resultado foi uma série extensa de demissões nos diversos estúdios subsidiários do grupo, resultando não apenas no corte de funcionários, mas também no fechamento de empresas inteiras (como no caso do “Caso Onoma”).
      Isso tudo indica que a instabilidade no mercado de trabalho da indústria de jogos ocorrida em 2023 ainda está se refletindo no início de 2024.

      GGames é um verdadeiro devorador de conhecimento tecnológico, imerso no universo inebriante das engrenagens digitais.
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      57 views
    25. Steam divulga detalhes sobre jogos com recursos de inteligência artificial

      A empresa Valve anunciou nesta quarta-feira (10) novas diretrizes para a plataforma Steam relacionadas aos jogos que utilizam inteligência artificial (IA).
      “Estamos mudando nossa abordagem em relação aos jogos que usam IA. Isso nos permitirá lançar a maioria desses jogos”, afirma o comunicado oficial.
      “As mudanças de hoje são resultado de nosso maior entendimento do cenário e dos riscos envolvidos nessa área, além de conversas com desenvolvedores de jogos e ferramentas de IA”, explica a Valve.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns=
      O processo para informar os usuários sobre o uso de IA nos jogos começa com os desenvolvedores, que devem preencher um formulário atualizado ao enviar seus jogos para a Steam.
      O novo formulário “inclui uma seção nova para descrever como a IA é usada no desenvolvimento e execução do jogo”. O objetivo é indicar o uso de IA em duas categorias amplas: geração prévia e geração em tempo real.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Kitinut Jinapuck/Shutterstock.com
      Essas informações serão coletadas pela Valve durante a análise do jogo antes de seu lançamento. Em seguida, elas serão incluídas na página do jogo na Steam.
      data:image/svg+xml,%3Csvg%20xmlns= Imagem: Diego Thomazini/Shutterstock.com
      A Valve também informa que está “lançando um novo sistema que permite aos usuários denunciarem conteúdo ilegal nos jogos que possuem conteúdo de IA gerado em tempo real”.
      Para isso, os usuários devem usar o Painel Steam dentro do jogo para denunciar facilmente qualquer conteúdo desse tipo encontrado.
      “Continuaremos aprendendo com os jogos lançados na Steam e com os avanços jurídicos relacionados à IA, reavaliando essa decisão quando necessário”, conclui o comunicado oficial.

      Nosso blog GGames é tão íntimo com a tecnologia que até os chips dos nossos computadores se sentem em casa por lá!
      Imagens e vídeos de terceiros

      0 comments
      114 views


×
×
  • Create New...

Important Information

Terms of Use Privacy Policy Guidelines