jlaM

MIBR vence Singularity e se aproxima de vaga nas finais da ECS Season 7

Recommended Posts

Resumo (by jlaM): A partida de ontem foi de dar nó na garganta! No primeiro mapa (Nuke), o time brasileiro começou de TR e com placar bastante desfavorável, tendo a equipe norte-americana aberto 1:9 e fechando o primeiro half em 4:11. Quando virou, parece que a MIBR acordou, e virou o jogo para 15:11, tendo fechado a partida em 16:12, mostrando imensa superioridade do lado CT. No segundo mapa (Mirage), o jogo foi bastante parelho, e os gringos venceram por 14:16. No mapa de desempate (Overpass), apenas a MIBR jogou, fechando a primeira metade (TR) em 14:1 e o jogo em 16:4. Abaixo a notícia completa.

---

e2b0f241d80dd2875c03ba021999df46

Disputando a quarta semana de confrontos da região norte americana, o MIBR bateu a Singularity por 2-1 e avançou para as semifinais em busca de uma vaga nas finais da sétima temporada da ECS de Counter-Strike: Global Offensive, que acontecerá nos dias 6 e 7 de junho, com uma premiação total no valor de US$500 mil (R$1,9 milhões) dividido entre oito equipes. A vitória contra a Singularity colocou FalleN e companhia nas semifinais do qualificatório semanal, onde enfrentarão a NRG em busca de uma grande vaga na final, onde o vencedor garante vaga para o evento principal.

Primeiro mapa do confronto, Nuke foi escolha da Singularity, que fez um ótimo lado CT e abriu o jogo com uma vantagem de 11-4 no primeiro half. Entretanto, o MIBR se mostrou ainda mais forte e fora do lado Terrorista conseguiu fazer um trabalho impecável de 12 rounds a um, saindo com a vitória de 16-12 no primeiro mapa. Já no seu mapa de escolha, Mirage, os brasileiros começaram com um 10-5 do lado TR, dominando o jogo até o 13º ponto. Na busca pelo ponto que seria decisivo para o confronto, os brasileiros tropeçaram e perderam a linha, o que abriu espaço para uma virada da equipe norte-americana, que fechou o mapa no 16-14.  A decisão foi na Overpass e o MIBR não se mostrou abalada com a derrota no mapa anterior, abrindo com um 14-1 do lado TR. Sob baixas chances de vitória, a Singularity ainda tentou, mas os brasileiros fizeram o dever de casa e fecharam o mapa no 16-4.

O próximo desafio do MIBR na ECS ainda não tem data e horário definido, entretanto, a equipe também busca a classificação para as finais da nona temporada da ESL Pro League, iniciando a briga no dia 15, contra a equipe da Isurus.

Fonte: Yahoo Esportes


xbox-001.png

Share this post


Link to post
Share on other sites


Cara... Não acredito que perdi esse momento.

@jlaM essas lives geralmente acontecem por onde? Quero acompanhar os caras e ver o que acontece. Me conta mais aí?

Estou meio por fora dos assuntos de Counter Strike, fazia um tempinho que não jogava. Estou retornando agora 

Share this post


Link to post
Share on other sites

Em 14/05/2019 em 09:51, iDeadMan disse:

Cara... Não acredito que perdi esse momento.

@jlaM essas lives geralmente acontecem por onde? Quero acompanhar os caras e ver o que acontece. Me conta mais aí?

Estou meio por fora dos assuntos de Counter Strike, fazia um tempinho que não jogava. Estou retornando agora 

Oi amigo! É no Twitch oficial da Faceit.

http://www.twitch.tv/faceittv?sr=a

Baixa o aplicativo Strafe pra você saber quando são os jogos e quais campeonatos estão em andamento e estão por começar.

Abraço!

  • Curtir (+1) 1

xbox-001.png

Share this post


Link to post
Share on other sites

Que jogo foi esse meus amigos. QUE JOGO  👏

  • Curtir (+1) 1

Share this post


Link to post
Share on other sites

Join the conversation

You can post now and register later. If you have an account, sign in now to post with your account.

Guest
Reply to this topic...

×   Pasted as rich text.   Paste as plain text instead

  Only 75 emoji are allowed.

×   Your link has been automatically embedded.   Display as a link instead

×   Your previous content has been restored.   Clear editor

×   You cannot paste images directly. Upload or insert images from URL.


  • Similar Content

    • By jlaM
      Esta noite, a partir das 18hs, a equipe brasileira enfrentará a Cloud9 pelas semifinais da ECS Season 7 NA. Na outra semifinal estão as equipes INTZ eSports e Team Liquid, que jogam amanhã (23), também às 18hs. Os vencedores se enfrentarão no mesmo horário, na sexta-feira, dia 24, se classificando para as finais presenciais da ECS, que acontecem em Londres, Inglaterra, do dia 6 ao dia 9 de junho, com uma premiação total de US$ 500 mil, cerca de R$ 2 milhões.
      Histórico de confrontos
      Já tivemos 11 confrontos entre as duas equipes, sendo a vantagem brasileira de 11:4. Esse ano já foram 03 partidas, com vantagem de 2:1 para a MIBR (as duas vitórias, inclusive, foram em abril passado, sendo a mais recente pela ESL Pro League S9).
      Escalações
      As escalações esperadas são as já conhecidas para as duas equipes, sendo:
      mibr
      Gabriel "FalleN" Toledo Epitácio "TACO" de Melo Marcelo "Coldzera" David João "felps" Vasconcellos Fernando "fer" Alvarenga Cloud9
      Maikil "Golden" Selim William "Rush" Wierzba Timothy "autimatic" Ta René "cajunb" Borg Daniel "vice" Kim Transmissão
      A transmissão oficial do evento está prevista para acontecer no canal oficial da FaceIT na Twitch.
      Outros canais também costumam transmitir, como é o caso do Gaules, também na Twitch. Particularmente, prefiro a transmissão oficial, por inúmeros motivos, mas principalmente pelo profissionalismo e pelas informações trazidas durante a transmissão - é em inglês, mas é bem básico, quem joga CS não terá dificuldades em entender.
    • By jlaM
      A MIBR voltou a vencer a Team Singularity e avançou para a próxima fase da semana cinco da ECS Season 7 de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). O confronto foi uma reedição das quartas de final da semana quatro do qualificatório norte-americano, onde a equipe brasileira também enfrentou a Singularity e saiu com a vitória. Com o resultado, a MIBR terá pela frente nas semifinais a equipe da Cloud9, que, em série realizada um pouco mais cedo, conseguiu vencer eUnited pelo mesmo placar.

      A Mirage começou com bastante domínio por parte da MIBR no lado CT, que conseguia punir bem os avanços da Singularity até emplacar 5-1 no placar. Foi quando os norte-americanos acordaram e interromperam a boa sequência da MIBR. Em especial, com uma boa atuação de Ricky "floopy" Kemery, que foi crucial para sua equipe buscar o resultado e diminuir o prejuízo para 8-7 no final da primeira metade. Já na virada de lados, a MIBR dominou o confronto e levou rapidamente ao match point em 15-7. A Singularity esboçou uma reação, mas não foi o suficiente para evitar que os brasileiros fechassem a conta em 16-10.

      O segundo mapa da série foi a Inferno. Embora o primeiro pistol tenha ido para a Singularity, Epitácio "TACO" de Melo mostrou que estava em dia com seus headshots, causou um prejuízo enorme em seus adversários e manteve o bom momento nos rounds seguintes. Infelizmente, a MIBR sofreu um apagão a partir do nono round e apenas viu a Singularity jogar e fechar a primeira metade em 9-6. Então, semelhante ao que aconteceu no último mapa, a MIBR não tomou conhecimento dos adversários na virada de lados, contou com Gabriel "FalleN" Toledo em dia inspirado e fechou a conta novamente por 16-10.
      As qualificatórias da sétima temporada da ECS, Esports Championship Series, na América do Norte e na Europa começaram no dia no dia 11 de março e se encerram na próxima sexta-feira (24), com o fechamento da quinta e última semana. As equipes melhores colocadas se classificam para as finais presenciais da ECS, que acontecem em Londres, Inglaterra, do dia 6 ao dia 9 de junho, com uma premiação total de US$ 500 mil, cerca de R$ 2 milhões. Entre as equipes já classificadas, está a brasileira FURIA Esports, campeã da semana três da qualificatória da América do Norte.
      Fonte: TechTudo
    • By jlaM
      A DreamHack surpreendeu e anunciou seu mais novo torneio feminino de Counter-Strike: Global Offensive. Chamada de DreamHack Showdown, a competição acontece em Valência, na Espanha, entre 5 a 7 de julho, com uma premiação total de US$ 100 mil.

      De acordo com o anúncio, a disputa contará com oito equipes no total. Seis delas podem garantir suas respectivas vagas pelas qualificatórias norte-americanas, europeias e asiáticas. Já as outras duas serão convidadas pelo evento.
      Na Europa e na América do Norte, as qualificatórias serão jogadas em 8 e 9 de junho. Na Ásia, a classificatória será presencial, dando vaga para os dois melhores times da Zowie Divina Women's, torneio realizado em Xangai, China, entre 20 e 23 de junho.
      "Esta colaboração procura exaltar as jogadoras de CS:GO do cenário global de esports e fornecer uma plataforma dedicada para apoiar seu crescimento profissional. Nosso objetivo é aumentar a visibilidade das mulheres, promover acesso e suporte ao competitivo como seus colegas do sexo masculino e oferecer uma maneira concreta para as jogadoras encontrarem direção e inspiração para estabelecer seu caminho para o profissionalismo", diz o anúncio da Dreamhack.
      Ao contrário do que aconteceu na WESG e também na Intel Challenge - disputadas no início deste ano -, desta vez o Brasil não receberá uma qualificatória. A esperança fica para que um time brasileiro possa receber um dos convites mencionados pela empresa. Caso isso aconteça, a equipe feminina da paiN Gaming seria a favorita, já que sua line-up representou o Brasil em todos os mundiais desde 2018.
      Fonte: VS.com.br
    • By jlaM
      A MIBR venceu o segundo confronto consecutivo na 2º rodada da ESL Pro League Season 9 norte-americana de Counter-Strike: Global Offensive. O adversário da vez foi a compLexity, que foi superada pelos brasileiros por 2 a 1, de virada.

      Escalações e estatísticas do confronto

      O confronto
      O primeiro mapa do confronto foi a Dust 2, escolha da compLexity, que tratou de justificar a opção. De Terrorista, eles garantiram a vantagem de 8 a 7. De Contra-Terrorista, completaram o serviço dominando a partida, levando a melhor por 16 a 11.

      Na Overpass, o panorama do duelo mudou totalmente. A Made in Brazil fez um lado de TR praticamente perfeito e obliterou seus adversários com a vitória parcial de 14 a 1. Na sequência, os brasileiros venceram o pistol e o forçado para chegar a vitória de 16 a 1.

      A Mirage foi o mapa derradeiro, que voltou ao equilíbrio da primeira partida. Os times trocaram rodadas por um bom tempo, até a coL garantir 8 a 7 na primeira metade. Quando as funções se inverteram, a MIBR foi absoluta e chegou rapidamente ao matchpoint sem perder nenhum ponto. Nisso, os norte-americanos tentaram devolver na mesma moeda, chegaram a assustar, mas sucumbiram por 16 a 13.

      O campeonato

      A 2º etapa da ESL Pro League norte-americana de CS:GO possui dois grupos. A MIBR está no Grupo A e precisa da primeira posição para garantir a cobiçada vaga nas finais da competição, em Montpellier, na França, entre 18 e 23 de junho.

      O próximo confronto da Made in Brazil é decisivo e será contra a Renegades, nesta quinta-feira (16), às 21h20. Quem vencer avança e quem perder está eliminado. Assista ao vivo em:
       
    • By jlaM
      A MIBR está eliminada da Intel Extreme Masters Sydney 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. A equipe enfrentou a Team Liquid na semifinal do torneio e foi derrotada por 2 a 0. Com isso, os brasileiros ficam na 3º/4º colocação e levam para casa US$ 20 mil. Os norte-americanos, por outro lado, aguardam pelo seu próximo adversário, que sairá do confronto entre NRG e fnatic.

      As escalações
      MIBR
      Gabriel "FalleN" Toledo
      Fernando "fer" Alvarenga
      Marcelo "coldzera" David
      Epitacio "TACO" de Melo
      Joao "felps" Vasconcellos
      Wilton "zews" Prado (treinador)
      Team Liquid
      Nicholas "nitr0" Cannella
      Jonathan "EliGE" Jablonowski
      Keith "NAF" Markovic
      Russel "Twistzz" Van Dulken
      Jake "Stewie2K" Yip
      Eric "adreN" Hoag (treinador)
      O confronto
      Mirage
      O primeiro mapa da série foi a Mirage, escolha da MIBR que começou bem de terrorista vencendo por 3 a 0. No entanto, nos armados a Team Liquid mostrou que não estava para brincadeira, se postou bem nas defesas e em momentos chave dos rounds e aplicou seis pontos seguidos nos seus adversários. Por fim, a partida se equilibrou um pouco mais no fim da metade e ainda assim os norte-americanos garantiram a vantagem de 9 a 6.
      Parafraseando Thanos, o titã louco da Marvel, a Liquid se tornou "inevitável" na segunda etapa. De maneira surpreendente e com muitos rushs rápidos especialmente no bombsite A, o time disparou de vez no placar e rapidamente chegou ao map point de 15 a 7. Depois disso, a Made in Brazil foi capaz de resistir por três rounds até sucumbir em uma aposta certeira da TL na B. Placar final: 16 a 10.
      Nuke
      Embalados pela vitória no mapa anterior, a Team Liquid realizou um ótimo início de terrorista na Nuke e chegou a vencer por 5 a 0. Após isso, o Brasil impôs ordem no jogo e aplicou uma reviravolta para 9 a 6, com retakes cirúrgicos e defesas muito bem preparadas principalmente no bombsite B.
      Com um atropelo no pistol, FalleN e companhia abriram caminho e se distanciaram ainda mais no placar que marcava 12 a 6. Entretanto, bastou a TL se armar para que o time dos Estados Unidos se recuperasse rodada a rodada e chegasse ao empate de 12 a 12. Quando escolheu pausar, a MIBR retornou com uma proposta diferente e enfim se reencontrou com a vitória, chegando ao overtime no 15 a 15.
      Apesar de toda a luta brasileira, a Team Liquid foi absoluta na prorrogação, fez 3 a 0 de CT e concluiu o 4 a 0 de TR, totalizando 19 a 15.
      Fonte: VS.com.br
  • Recently Browsing   0 members