Search the Community

Showing results for tags 'IOS'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • GGames
    • Announcements
    • Reviews, doubts & suggestions
  • Open World
    • Anything Goes
    • Analyzes & Reviews
    • Trackers & Warez
  • Platforms
    • PC Master Racer
    • Xbox
    • Playstation
    • Nintendo
    • iOS / Android / Portables
    • Retro / Emulators
    • e-Sports
  • Must Have
    • Minecraft
    • GTA V - Grand Theft Auto 5
    • Call of Duty
    • Battlefield
    • PUGB - Playerunknown's Battlegrounds
    • FIFA / PES
  • Web & Design
    • Tips and Tutorials
    • Gallery
    • Development - Helpdesk
  • Battlefield 1's Regras
  • Trainers/Hackers's Tópicos
  • PC Master Racer's Discussões Master Racer
  • Grand Chase's Servidores Online
  • Grand Chase's Discussão Geral
  • FREE Club's's Google Play
  • FREE Club's's Pc

Calendars

  • Playstation 4
  • Xbox One
  • PC
  • Nintendo
  • Call of Duty
  • GTA 5
  • VALORANT
  • Minecraft
  • Warframe
  • Stream

Product Groups

There are no results to display.

Blogs

There are no results to display.

There are no results to display.

Categories

  • Games
    • Games Translations - PT-BR
    • Trainers & Hacks Offline
    • Emulators
    • Utilities
    • Save Games
  • Softwares & APP - Windows
    • Operationals Systems
    • Productivity and Office
    • Drivers and Essentials
    • Security and Performance
    • Internet and Browsers
    • Multimedia
    • Utilities
  • Creation and Development
    • Fonts
    • Vectors (Illustrator / Corel / PDF)
    • Images (PSD / PNG / High Resolution)
    • HTML5 / CSS3
    • PHP / MySQL
    • Wordpress | CMS
    • IPBOARD | IPS

Categories

  • Wiki - Como usar o GGames
  • PC - Dicas e Tutoriais
    • Internet | Emails
    • Sistemas Operacionais
    • Hardware | Redes | Periféricos
    • Redes Sociais | Messengers
    • Hacker | Invasão
    • Softwares | Downloads | Uploads
    • Raspberry Pi | Arduino Uno | Mini PC
  • Plataformas
    • Xbox
    • Playstation
    • Mobile (iOS / Android)
    • Emuladores / Retrô
    • Nintendo
  • Web Design
    • HTML | CSS | Javascript
    • Wordpress | Joomla | CMS
    • Magento | Woocommerce | Shopify
    • PHP | MySQL
    • IPB | PHPBB | VBulletin | Xenforo | MyBB
    • Hospedagem | Domínio | Servidor
  • Design Gráfico
    • Photoshop
    • Fireworks
    • Illustrator
    • CorelDRAW
    • Impressão 3D | Modelagem 3D
  • Grand Chase's Dicas e Tutoriais

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Quem sou


Steam


Discord


Skype


PlayStation ID

Found 122 results

  1. As raids (ou reides) em Pokémon GO são modos de batalha em que você precisa se juntar com outros jogadores para derrotar chefes pokémons muito fortes chamados raid bosses. Ao vencê-los, os participantes recebem recompensas exclusivas e a chance de capturar os pokémons derrotados. Confira abaixo todas as regras sobre raids em Pokémon GO! Quem são os chefes de reides? Eles são fortes? A lista de chefes de raid varia periodicamente e não há uma intervalo fixo para as alterações. As raids são divididas em 5 níveis, sendo o 1 o mais fraco e 5 o mais forte. As raids de categoria 1 e 2 podem ser facilmente completadas por um único jogador. Da categoria 3 para cima, o número de jogadores necessários para vencer aumenta de acordo com o pokémon, mas saiba que 8 jogadores são suficientes para vencer qualquer chefe do jogo (mesmo os mais fortes) com certa facilidade. Para saber o nível de uma raid, basta olhar o número de ícones "Raid - Pokémon GO" que aparecem junto com o pokémon. E o que são as EX raids? EX raids são raids mais restritas que acontecem em Ginásios EX. Sempre que você completa uma do tipo, você tem a chance de ser convidado de volta. A maior diferença é que aqui você luta contra pokémons lendários raros como Deoxys e Mewtwo (que no momento é um raid boss comum). Como participar de raids Para participar de raids em Pokémon GO, você precisa ser, no mínimo, nível 5 e deve possuir um item chamado Passe de Reide. Esses itens funcionam como ingressos para você entrar nas raids e podem ser obtidos ao girar o disco em Ginásios. Saiba que você só pode ter um Raid Pass desse tipo por vez, ou seja, você só conseguirá obter outro no disco depois que utilizar o primeiro. Outra opção é obter Raid Passes Premium comprando-os na loja por 100 pokéCoins cada. Nesse caso, não há limite diário para o item. Há também um tipo diferente chamado EX Raid Pass, que dá acesso a raids especiais em que você confronta apenas pokémons lendários. Esses passes são obtidos completando raids normais em Ginásios onde as EX Raids acontecem. Como funcionam as raids? As raids sempre acontecem em Ginásios. Se a raid ainda não estiver disponível, ela estará marcada no mapa com um ovo gigante e um cronômetro decrescente. Assim que o tempo acabar, o ovo abrirá e o chefe da raid será revelado. Caso a raid já esteja disponível, o chefe será mostrado no lugar do ovo e, quando o tempo acabar, a raid será finalizada. Ao se aproximar do Ginásio você poderá entrar na sala (lobby) da raid. Essas salas comportam até 20 jogadores. Esse é o número máximo de pessoas que podem combater o chefe ao mesmo tempo. Assim como em batalhas normais de Ginásios, você precisará montar um time de 6 pokémons para derrotar esses chefes. Iniciada a batalha, os jogadores têm 5 minutos para vencer o chefe. Assim que o grupo derrotá-lo, cada jogador receberá um determinado número de pokébolas para tentar capturar o chefe. O número exato de pokébolas será definido com base: No nível de contribuição do seu time; No número de amigos que você tem no grupo; Se o seu time é da mesma cor do ginásio. Existe também a chance do chefe aparecer na sua versão Shiny após o duelo. Existem mapas para localizar raids? Sim, mas não recomendamos. Há alguns sites e aplicativos não oficiais criados pela própria comunidade com o objetivo de rastrear as raids nas suas proximidades. No entanto, essas ferramentas são sempre instáveis demais e raramente permanecem online por muito tempo. Além disso, ainda que permaneçam em funcionamento, esses aplicativos atendem pouquíssimas cidades no país, e muitas vezes se restringem apenas a São Paulo e Rio de Janeiro. Algumas dicas sobre raids Assim como em qualquer combate em Pokémon GO, escolha pokémons de elementos que counterem os chefes de raid. Acesse nosso guia completo de todos os tipos de pokémon e aprenda quais elementos usar em cada caso. Tente juntar o máximo de pessoas no lobby para derrotar os chefes mais facilmente, mesmo que seja possível derrotá-lo sozinho. Não arrisque seus Raid Passes. Utilize-o só quando houver gente suficiente para derrotar os chefes. Estima-se que a taxa de sucesso para capturar um chefe de raid é de 5% e 2% para Lendários, Raids normais conferem 3000 de XP e raids Lendárias conferem 10000XP. Fonte:Ligadosgames
  2. Melhor aplicativo Fake GPS de PokémonGO para iPhone ou iPad (iOS) Fala galerinha do GGames, vocês jogam PokémonGO e tem problemas em achar Pokémons na sua cidade ou no seu bairro? Então, hoje estou trazendo uma forma de você poder sempre pegar os melhores Pokémons sem sair de casa, e de uma forma que não irá prejudicar você. Além disso nesse software, você poderá usar para qualquer outra que envolva GPS, além de mexer em só Pokémon, porém aqui fica bem fácil e prático você que é dono de iPhone ou iPad, usar esse programa, vai ajudar muito na sua experiência e se tornar um verdadeiro mestre de Pokémon, então sem mais delongas, vamos lá. Informações sobre o produto Então pessoal, como eu falei, nós usaremos o software que foi desenvolvido pela empresa iMyFone AnyTo para alterar a localização do seu iphone e ipad, ao qual a mesma faz outros softwares tanto para Android quanto para iOS, nesse caso em específico, o software é apenas para iOS, no caso, os donos de iPhone e iPads. E novamente, como falado acima, o software ajuda você a mudar sua localização do seu aparelho, podendo simular você caminhando, pedalando ou dirigindo, além também de usar para “entrar” em edifícios, ou passar por dentro de quarteirões, fazendo assim, colocando sua localização do GPS para qualquer lugar do mundo. O programa contém um guia de usuário (manual de instruções), mas totalmente em inglês ainda. Nesse guia, você pode ver como configurar o seu aparelho. Irei ensinar logo abaixo, como usar o programa, tentarei traduzir todas as informações importantes para quem tiver com dúvidas, saber como usar. Como usar o programa Bom, antes de iniciarmos, vamos abrir o site deles, precisamos baixar o programa. Clique aqui para baixar o programa no site deles. Após entrar no site deles, podemos ver um botão gigante, de Free Download, é nele que iremos clicar, baixe no seu Windows ou MacOS, será necessário também uma conexão com internet, obvio. Etapa 1: Inicie o iMyFone AnyTo Depois de instalar, obviamente, vamos iniciar o programa no computador, depois disso clique em Get Started. Agora, claro, você vai conectar seu iPhone ou seu iPad no seu computador, via usb. Depois disso, desbloqueie seu dispositivo, logo após isso, você irá notar uma mensagem pedindo para confiar no dispositivo, no caso o seu pc, nem preciso falar que você tem que clicar no “Confiar”. Se tudo tiver ocorrido bem, basta apenas digitar sua senha novamente para confirmar e confiar no computador, depois disso, o programa irá identificar isso, e simplesmente irá lhe mostrar o mapa. Etapa 2: selecionando um destino no mapa Nessa parte, iremos selecionar o ícone de modo teleporte, que é o terceiro ícone no canto superior direito. Agora você vai ampliar o mapa, pode usar a scroll do mouse para auxiliar, dai você seleciona o destino, ou se quiser, pode colocar as coordenadas ou o endereço mesmo no GPS, no menu de buscas. Etapa 3: alterando a localização do GPS com apenas 1 clique Bom, se você seguiu direitinho os passos anteriores, agora, depois de selecionar a localização, podendo incluir o nome do local ou as coordenadas, basta clicar no botão Move, e simplesmente ele estará no local desejado. Simples, não é?! Bom, esse foi um guia rápido de como usar algumas de como instalar e usar algumas funções. Por que usar esse programa? Bom, se você quiser um Fake GPS para jogar PokémonGO, porque sem dúvidas é o melhor FakeGPS de PokémonGO para iOS, pois além de mudar sua localização ele também serve você simular você caminhando, ai imagina você pegando aqueles Pokémons em lugares que só dá para pegar em alguns países, você vai ter aquela exclusividade sem sair de casa. Posso usar para outro tipo de coisa? A resposta é sim, você pode usar com certeza para qualquer tipo de coisa, desde que envolva mudar a sua localização do GPS. Você pode usar para esconder sua real localização, ou simular um trajeto ou algo do tipo. Sua criatividade é o limite. O aplicativo é pago ou gratuito? Como qualquer coisa BOA que se prese, sempre é pago, porém, eles têm uma versão de testes ao qual você pode testar de boa. O produto custa em média $49,95 dólares, o que dá na nossa moeda algo em torno de ~R$ 266,73 reais por ano, mas usando o código PROMO20, você recebe 36% de desconto, ficando por $31,96 dólares (~R$170,00 reais). Além disso é algo que você pode ter certeza que irá funcionar e ter um suporte a isso. Nosso veredito Bom, se você curte dar aquelas escapadas, ou para jogar hahahaha. Você deve usar o iMyFone AnyTo para alterar a localização no iphone, e obviamente também serve para iPad, desde que você esteja usando um sistema iOS e o mais legal de tudo é que NÃO PRECISA DE JAILBREAK, é bem legal isso, e eu sempre prefiro pagar por coisas pagas devido exatamente a segurança e a comodidade, mas como assim segurança? Simplesmente porque eu sei que eles não vão pegar meus dados e sair vendendo por aí. Além disso você tem a facilidade do suporte. E também pode usar para diversas coisas, coisas que raramente temos no iPhone infelizmente devido seu sistema fechado. Mas sim recomendamos e usamos por sinal. Tem o selo GGames de software de qualidade. E é isso pessoal, esperamos que tenham gostado, e se curtiu, comenta aí.
  3. Jogo mobile se adaptou ao momento de pandemia do novo coronavírus A pandemia causada pelo novo coronavírus tem obrigado os entusiastas de Pokémon GO a mudar a rotina. A Niantic, desenvolvedora do jogo, tem feito grandes alterações no game mobile visando adaptar a jogabilidade ao momento atual. Nem todos os jogadores sabem quais mudanças são essas e qual a melhor maneira de se jogar neste momento. Por isso, o reuni algumas dicas de como aproveitar o Pokémon GO dentro casa. Confira: Batalhe o máximo possível Desde o início da pandemia, a Niantic removeu o requisito de caminhada para duelar na Liga de Batalha GO e liberou batalhas entre treinadores com o nível mínimo de amizade. Por isso, batalhe o máximo possível. Através da GBL é possível conseguir uma grande quantidade de poeira estelar (único item que não se compra no Pokémon GO), itens especiais como pedras e máquinas técnicas e Pokémon raros. A Liga atualmente está em sua segunda temporada e conta com diversas opções de batalhas por nível do Pokémon. Busque novas amizades Uma boa maneira de manter o estoque de pokébolas é abrindo presentes de amigos. A Niantic aumentou a abertura de presentes diários para trinta e confirmou que eles darão mais pokébolas. É a saída mais viável para os treinadores que não contam com uma poképarada em sua casa. Para conseguir novas amizades basta ir nas redes sociais do próprio Pokémon GO ou de influenciadores digitais. Existem diversas publicações voltadas para a troca de códigos de amizade e envio de presentes. Use incenso para conseguir Pokémon A maneira mais fácil de conseguir Pokémon neste período é usando incenso. Uma das primeiras medidas feitas pela Niantic foi o aumento da duração para uma hora. O incenso é capaz de atrair Pokémon e neste período está tendo uma eficácia ainda maior. Há relatos que a cada trinta segundos aparece um monstrinho próximo. Outra medida para beneficiar os treinadores foi o aumento da distância de interação para poképaradas e ginásios. Então o jogador que tiver algum desses pontos num raio de 80 metros, consegue girar ou fazer reide. Outra informação importante é que todas as terças-feiras acontece a Hora do Pokémon. Entre 18h e 19h (horário local) há um aumento geral de Pokémon selvagem aparecendo com algum bônus especial, tornando a janela em um excelente período para jogar. Pokémon diário, pesquisa bônus e Combo diário grátis Recentemente, a produtora liberou para todos os treinadores diversas ações diárias. Primeiro aparece sempre um Pokémon por dia, mesmo que no local que o jogador se encontra não tenha spawn. Depois, uma pesquisa de campo bônus que pode ser completado de maneira simples diariamente. Por fim, uma caixa de itens é disponibilizada gratuitamente na loja. Reides remotas Uma mecânica muito pedida pelos treinadores foi a possibilidade de fazer reides a distância. A Niantic liberou a possibilidade, à partir da compra de um passe específico. O Passe de Reide a Distância é vendido na loja do jogo pelo valor de 100 pokémoedas ou três pelo valor de 250 pokémoedas. Apesar de ter liberado a opção, os treinadores só podem fazer reides que aparecem na aba Por Perto. Além disso, só é permitido a participação de cinco treinadores a distância na mesma sala de reide. É possível fazer as reides remotamente que aparecerem na aba Por Perto Batalhe com a Equipe GO Rocket Agora é possível batalhar contra recrutas, líderes e até o Giovanni sem precisar ir a uma poképarada invadida. Agora os vilões podem ser vistos em balões no céu e para batalhar basta clicar nele. A mecânica é a mesma. Outra novidade por tempo limitado é Jessie e James no jogo. Os vilões clássicos do anime ganharam sua versão no game mobile. Além disso, isso ajudará a concluir as etapas da pesquisa temporária do Desafio Semanal em preparação a GO Fest. Balão da Equipe Rocket no Pokémon GO Eventos Jogue de Casa A Niantic precisou adaptar seus eventos para serem jogados dentro de casa. Entre eles o Dia Comunitário e o Pokémon GO Fest 2020. O maior evento do Pokémon GO antes era realizado em uma cidade específica, desta vez qualquer treinador poderá comprar um ingresso e jogar de casa. A GO Fest tem o aumento de Pokémon raros aparecendo com frequência na natureza, a liberação de um novo Pokémon mítico e a chance aumentada de encontrar monstrinhos em sua forma brilhante (shiny). É possível comprar o ingresso da GO Fest acessando a loja do jogo pelo valor de R$59,90. O evento acontece nos dias 25 e 26 de julho. Fonte:Globoesporte
  4. Embora seja cada vez menos comum, ás vezes, tiramos uma foto em um lugar lindo, porém, quando vamos compartilhar a foto em nossas redes sociais, descobrimos que ela ficou um pouco embaçada. Felizmente, existem formas de melhorar a nitidez dessa foto. Nesse tutorial vamos lhe mostrar como usar um aplicativo simples para corrigir fotos embaçadas a partir do seu smartphone Android ou iOS. Como corrigir fotos borradas no Android e iPhone: 1. Baixe o aplicativo Remini. Ele está disponível para dispositivos Android e iOS e oferece uma forma simples de corrigir fotos embaçadas, mesmo que você não tenha experiência em edição de imagens. 2. Ao abrir o aplicativo, faça login com uma conta do Facebook ou do Google. 3. Em seguida, selecione a opção “Enhance” e adicione a foto que deseja corrigir. 4. Clique no botão vermelho na parte debaixo e aguarde a correção da foto ser concluída. Durante o processo poderão ser exibidos anúncios, então você precisará aguardá-los para ver a foto corrigida. 5. Uma vez concluída a correção, ele exibirá o antes e depois da foto para você ver o resultado final. 6. Se estiver satisfeito com a correção, toque no botão de download, no canto superior direito, para salvar a foto em seu smartphone. A versão gratuita do Remini permite corrigir apenas 5 fotos por dia. Fonte:supertutorais
  5. Com as chamadas de vídeo do FaceTime em grupo, você pode fazer uma chamada de vídeo ou áudio do FaceTime com mais de 30 pessoas ao mesmo tempo. Com a pandemia do COVID-19, as chamadas de vídeo tomaram uma importância muito maior do que em outros tempos, já que com o isolamento social, está é uma das melhores maneiras de se comunicar com amigos e familiares. Para além disso, o Facetime lhe permitirá reunir a galera toda, já que seu recurso de videochamada em grupo permite até 32 pessoas simultâneas. Neste artigo explicaremos como agrupar até 32 pessoas no FaceTime, incluindo você. Chegou a hora de juntar sua família e amigos em uma ligação em grupo do FaceTime para matar a saudade. Saiba como. Antes de mais nada, é importante lembrar que para participar desta vídeo chamada, é necessário que o usuário tenha um dispositivo Apple. Requisitos para participar de chamadas de vídeo no FaceTime em grupo Todos os participantes precisam usar dispositivos Apple: Um iPhone 6s ou posterior, iPad Pro ou posterior, iPad Air 2 ou iPad Mini 4 executando o iOS 12.1.4 ou posterior. Um Mac executando o Mojave 10.14.3 ou posterior. Além disso, os participantes precisam ter configurado o FaceTime em seus dispositivos. Para isso, basta ir em Configurações > FaceTime > e verifique se o controle deslizante ao lado do FaceTime está verde. Além disso, os participantes da conversa precisam configurar o iPhone para receber chamadas do FaceTime por 4G, caso não estejam conectados ao Wi-Fi. Se esse for o caso de uma das pessoas que vai participar da sua conversa, recomende que a pessoa acesse as Configurações > Celular. Role para baixo até o FaceTime e verifique se o slide está verde. É crucial que seus participantes realmente estejam usando ativamente o dispositivo deles antes que você possa fazer a chamada do FaceTime para eles, caso contrário eles parecerão não estar disponíveis, e você não poderá adicioná-los à chamada. Por esse motivo, sugerimos que você alerte as pessoas à chamada e verifique se elas estão prontas e esperando! Isso não significa que, se você não tiver uma das opções acima, não poderá participar de uma chamada do FaceTime, não poderá se conectar esta pessoa. O que acontece em uma chamada de FaceTime em grupo Para conversas com muitos participantes, a interface é dividida em duas seções. No topo, há os participantes que, durante a apresentação da WWDC sobre o novo recurso, Craig Federighi, da Apple, conhecido como "líderes". Os outros participantes são relegados para a "lista" na parte inferior. (Para grupos menores, não haverá lista - todos terão um ladrilho maior ainda mais.) O ladrilho fica no canto inferior direito. Os ladrilhos variam em tamanho e destaque, dependendo de quão recentemente essa pessoa falou. Quando alguém começa a falar, seu bloco automaticamente aumenta; permanecerá assim até que outra pessoa comece a falar, mesmo que a primeira pessoa pare. De maneira semelhante, alguém da lista pode ser promovido para a seção superior se começar a falar. Se você quiser dar a um dos participantes mais destaque, mesmo quando não estiver falando, toque duas vezes no ladrilho, e eles serão apresentados. Esse efeito não se aplica ao que todos os outros estão vendo, é claro. Como fazer uma chamada de vídeo em grupo no FaceTime no iPhone e iPad Abra o FaceTime no seu iPhone ou iPad. Toque no botão + no canto superior direito. Digite o nome ou o número da pessoa para quem você deseja ligar. Digite o nome dos contatos adicionais. Toque em Vídeo ou Áudio para fazer sua chamada do FaceTime. Como participar de uma chamada do FaceTime em grupo em Mensagens no iPhone e iPad Você também pode ingressar em uma chamada do FaceTime do grupo em andamento, a partir de um encadeamento do iMessage de grupo, se estiver entre as pessoas desse encadeamento. Abra as mensagens no seu iPhone ou iPad. Toque em uma conversa em grupo com uma chamada aberta do FaceTime. Toque no botão verde Participar no balão de mensagens do FaceTime. Em um Mac Depois de conectar-se a pelo menos uma outra pessoa no FaceTime, você pode adicionar mais pessoas à chamada clicando no ícone retangular à esquerda da tela. Uma coluna será aberta à esquerda da janela. Adicione mais contatos aqui e adicione-os à chamada em andamento. Como sair de uma chamada de grupo do FaceTime Se você deseja sair de um grupo do FaceTime, basta tocar no grande X vermelho. Como encontrar alguém no Facetime Enquanto uma chamada estiver em andamento, você verá blocos diferentes para diferentes participantes. Se eles são participantes do vídeo, você verá o rosto deles. Os ladrilhos serão maiores, dependendo de a pessoa estar falando ou falou recentemente. Portanto, é fácil encontrar alguém que esteja liderando a ligação, mas é mais difícil encontrar alguém que não esteja falando. No entanto, você pode rolar pelos diferentes blocos e procurar um participante específico. Depois de encontrá-lo, toque duas vezes no ícone deles para maximizá-lo. Ninguém mais estará ciente de que você fez isso. As pessoas que não participaram da chamada terão ícones coloridos diferentes na parte inferior da tela com suas iniciais. Fonte:Oficinadanet
  6. Não se desespere caso a tela do seu iPhone ou iPad não liga, ou se ele não está carregando. Muitas vezes, essas dicas podem restaurar o funcionamento do aparelho. Uma das piores sensações desta nova era digital é quando seu dispositivo, que lhe custou muitas horas de trabalho, simplesmente não responde ao seu comando. E quando se trata de dispositivos da Apple, o desespero pode ser maior ainda, pois como todos sabemos, eles não são baratos. Se você está passando por isso, e a tela do seu iPhone ou iPad não liga, ou o aparelho simplesmente não carrega, aqui temos algumas possíveis soluções. O que fazer quando o seu iPhone ou iPad não liga ou não carrega? As instruções aqui podem te ajudar a fazer seu iPhone ou iPad voltar a ligar a tela e funcionar corretamente. Caso contrário, o dispositivo tem um problema de hardware que impede a inicialização, e neste caso, lhe recomendamos uma assistência técnica autorizada da Apple. Conecte o iPhone no carregador e aguarde Pode parecer simples, mas a primeira vez que tive um iPhone, entrem em desespero. Isso porque o telefone demorou alguns minutos a mais do que o normal para ligar, após ter a bateria zerada e ser conectado ao carregador. Para minha sorte, era só uma demora, pois logo o aparelho ligou. E é normal que o iPhone ou iPad não ligue se a bateria estiver completamente descarregada. Geralmente, você verá algum tipo de indicador de "bateria baixa" quando tentar ligar um dispositivo iOS e ele não tiver bateria suficiente. Mas, quando a bateria estiver completamente descarregada, ela não responderá e você verá apenas a tela preta. Conecte seu iPhone ou iPad a um carregador de parede e deixe-o carregar por um tempo. Se a bateria estiver completamente descarregada, você não pode simplesmente conectá-la e esperar que ela responda imediatamente. Dê um tempo para carregar, e ele deve ligar logo. Isso resolverá o problema se a bateria estiver completamente descarregada. Verifique se o carregador funciona Caso o aparelho já esteja na tomada há um tempo e mesmo assim não tenha ligado, verifique se o seu carregador está funcionando. Um carregador quebrado ou cabo de carregamento pode impedir que ele seja carregado. Tente outro carregador e cabo, se você os tiver disponível. Além disso, mude a tomada, pode ser algum problema na fonte de energia. Faça a Reinicialização forçada Caso seu iPhone ou iPad esteja com bateria e mesmo assim não liga, ele pode ter congelado completamente, e isso acontece. Você pode tentar fazer uma reinicialização forçada pressionando os botões Power e Home ao mesmo tempo, por alguns segundos. Assim, você poderá executar o "hard reset". Segure Power + Home para executar uma reinicialização forçada Em outros smartphones, é possível remover a bateria do dispositivo e reinserindo-a. Porém, os iPhones e iPads não têm uma bateria removível. Em vez disso, há uma combinação de botões que você pode usar para forçar o reinício do smartphone ou tablet. Para fazer isso, pressione os botões Power e Home e mantenha-os pressionados. No caso do iPhone 7, pressione os botões Liga / Desliga e o botão diminuir volume. Mantenha os dois botões pressionados até ver o logotipo da Apple aparecer na tela. O logotipo deve aparecer entre dez e vinte segundos depois de você começar a segurar os botões. Depois que o logotipo da Apple aparecer, seu iPhone ou iPad será inicializado normalmente. Se esta combinação de botões não funcionar, o seu iPhone ou iPad pode precisar ser carregado por um tempo primeiro. Carregue por um tempo antes de tentar o hard reset. Restaure o iOS com o iTunes Seu dispositivo pode estar com o sistema operacional congelado. Se a tela do dispositivo exibe uma mensagem de erro em vez do logotipo normal de inicialização, com a imagem de um cabo USB e um logotipo do iTunes, faça o procedimento abaixo. A tela "Conectar ao iTunes" aparece quando o software iOS no seu iPhone ou iPad está danificado ou corrompido de alguma forma. Para que seu dispositivo funcione e inicialize novamente, você precisará restaurar o sistema operacional, e isso requer o iTunes em um PC ou Mac. Restaure o sistema operacional iOS com o iTunes Conecte o iPhone ou iPad a um computador com o iTunes. Para baixar no seu computador, faça o download do iTunes. Ao acessar o iTunes com o iPhone ou iPad conectado ao computador, você deverá ver uma mensagem dizendo que o iTunes detectou um dispositivo no modo de recuperação. O iTunes informará que "há um problema" com o dispositivo "que exige que ele seja atualizado ou restaurado". Você provavelmente precisará executar uma "restauração" que fará o download do software iOS mais recente da Apple e o instalará no seu dispositivo. O processo de restauração limpará os arquivos e dados no seu iPhone ou iPad, mas eles já estarão inacessíveis se o dispositivo não inicializar. Você pode recuperar seus dados de um backup do iCloud mais tarde. É possível colocar qualquer iPhone ou iPad no modo de recuperação, desligando-o e conectando-o a um computador executando o iTunes com um cabo USB. Pressione o botão Início e mantenha-o pressionado enquanto conecta o cabo USB. Mantenha o botão pressionado até que a tela "Conectar ao iTunes" apareça no dispositivo. Entretanto, você não precisará fazer isso se o dispositivo estiver funcionando corretamente. Se o seu sistema operacional estiver danificado, ele deverá inicializar automaticamente na tela do modo de recuperação, sem nenhum truque adicional necessário. Se nada aqui funcionou, o seu iPhone ou iPad provavelmente tem um problema de hardware. Se ainda estiver na garantia, leve-o à Apple Store mais próxima, ou simplesmente entre em contato com o suporte da Apple pelo telefone 0800-761-0867. Lá os técnicos vão ajudar você a identificar e corrigir o problema. Mesmo que não esteja na garantia, você pode solicitar um reparo na Apple, mas talvez seja necessário pagar por isso. Fonte:Oficinadanet
  7. Algo por que todos que utilizam a internet passam é não entender algum artigo ou site porque ele está num idioma desconhecido. Para poder ler, é necessário utilizar de algum dos melhores apps de tradutores, de maneira com que o texto fique no seu idioma preferido. Leia o nosso artigo e descubra quais são os melhores aplicativos para traduções, além de poder compará-los e escolher o mais apropriado para seu uso. 1. Google Tradutor Toda e qualquer lista que fala sobre aplicativos de tradução precisa incluir o Google Tradutor, o serviço de tradução da Google. Ele é capaz de traduzir mais de 100 idiomas por texto, suportando também conversas bilaterais em até 32 línguas diferentes. Oferece traduções bastante acuradas, devido ao uso de redes neurais e ao fato de estar em constante aprendizado e e melhoria. Traduz por voz, traduz imagens e fotos e inclusive faz transcrições. Faça o download agora mesmo do aplicativo para Android ou para iPhone por meio dos links até a Play Store ou até a App Store. 2. Microsoft Tradutor Outra excelente opção para quem quer traduzir textos ou falas é o Microsoft Tradutor, um dos melhores apps de tradução que oferece resultados com qualidade realmente boa. Oferece capacidade de traduzir textos, fotos, diretamente a partir da câmera e até traduções offline. O maior benefício dele sobre quase todas as outras opções é o fato de que ele oferece suporte para que até 100 pessoas conversem uma com as outras ao mesmo tempo em vários idiomas, ao contrário da típica tradução entre apenas dois. Baixe agora mesmo para Android ou para iPhone. 3. Fala & Tradução – Tradutor Dentre os melhores apps de tradutores temos o Fala & Tradução, que utiliza da tecnologia de reconhecimento de fala da Apple para funcionar tão bem. Traduz e reconhece voz em tempo real em até 54 idiomas. Na tradução de textos, oferece suporte a até 117 idiomas, além de contar com uma versão premium por meio da qual o app fica completamente sem propagandas, traduz de maneira ilimitada e desbloqueia o modo offline, para quando não tiver acesso à internet. É exclusivo para iPhone e pode ser baixado na App Store. 4. Skype Tradutor É quase impossível que não conheça o Skype, ainda mais nessa época de quarentena onde todos se comunicam por videochamadas. O que você pode não saber sobre ele é que oferece tradução simultânea para falar com clientes estrangeiros sem problemas de comunicação. Por texto, traduz mais de 50 idiomas. Permite que seus usuários façam chamadas de vídeo ou de voz com até 24 pessoas em qualquer dispositivo, seja Android, iPhone, MacOS, Windows ou qualquer outro suportado. Realize o download do app agora mesmo por meio da Play Store ou da App Store. 5. Yandex.Translate Temos, também, o Yandex.Translate, dentre os melhores apps de tradutores. Ele tem particular foco no modo offline, para que você traduza qualquer um dos principais idiomas sem internet. Conta com uma biblioteca de termos, sinônimos e significados para que você aprimore as traduções e suas capacidades no idioma. Ele oferece tradução de voz e permite que converse em diferentes idiomas. Tem suporte a 95 idiomas, traduz fotos, pronuncia as traduções, traduz páginas inteiras pelo app e muito mais. Baixe ele para Android ou para iPhone! 6. iTranslate Outra das melhores opções de apps para traduzir é o iTranslate, que tem capacidade de traduzir em mais de 100 idiomas, além de permitir que os usuários alternem entre vários dialetos e escolham que voz querem ouvir. Conta com um dicionário de sinônimos e de diferentes significados, livro de frases, compartilhamento de traduções e muito mais. Na versão premium, permite tradução de conversas faladas para múltiplos usuários. Siga até a Play Store ou até a App Store para baixar. 7. Linguee Uma alternativa que pode ser um tanto inusitada dentre os melhores apps de tradutores, o Linguee é um excelente app de tradução para smartphones. Suas traduções são contextualizadas com exemplos da vida real, o que facilita que você compreenda o que cada terno realmente significa, mostrando também sinônimos para todas as traduções feitas. Oferece dicionários em vários idiomas. A tradução a partir do português é limitada a Inglês, Espanhol, Francês e Alemão como idiomas alvo. Conta com uma versão para navegadores de internet, que pode ser acessada por meio do link, além de poder ser baixado tanto para Android quanto para iPhone. 8. Babylon Por fim, temos o Babylon, uma das mais famosas opções de tradutores. Originalmente, era apenas um dicionário, mas se tornou um tradutor realmente completo, sendo integrado com vários dos melhores dicionários, como o Oxford e o Merriam-Webster. É compatível com mais de 75 idiomas. Por meio dele é possível traduzir emails, artigos e textos que estiver lendo em seu dispositivo, fazendo uso dos mais de 1600 glossários e dicionários que usa como base para isso. Utilize na Web no site oficial ou baixe para o seu smartphone por meio do link. Gostou da nossa lista com todos os melhores apps de tradutores? Fonte:apptuts
  8. Lançado em 2017, Free Fire, publicado pela Garena é um sucesso assombroso. O game do gênero battle royale conquistou em poucos anos uma base sólida de jogadores no mundo todo, por aliar uma jogabilidade que se tornou um vicio no universo mobile com um app que exige poucos recursos de hardware do aparelho em que será instalado, possibilitando que smartphones ou tablets mais modestos consigam roda-lo. Essa filosofia fortaleceu o conceito de game social de Free Fire, já que os amigos podem se reunir para jogar, independente se alguns possuem um smartphone topo de linha ou de entrada. Atualmente o game conta com mais de 350 milhões de jogadores ao redor do globo, sendo que 100 milhões são considerados ativos, isto é, jogam com frequência. O mercado brasileiro é um dos mais importantes para essa avalanche de títulos batte royale que surgiram nos últimos anos. Falando especificamente de FreeFire, o jogo está na primeira posição entre os mais baixados da Play Store em nosso país, com mais de 100 milhões de instalações. Altamente concorrido, o mercado de batttle royale é uma verdadeira mina de ouro. De acordo com dados da empresa Sensor Tower em menos de dois anos os principais games desse gênero – em termos de receita – adquiriram mais de US$ 2 bilhões. Detalhe: esse valor é referente apenas ao universo mobile. Neste artigo separamos 5 opções de jogos que são concorrentes diretos do Free Fire, tanto em estilo quanto nessa guerra de foice por arrecadação e atenção dos usuários. Games parecidos com Free Fire Knives Out Campeão em receita entre os títulos de batalha real, arrecadando mais de US$ 640 milhões em dois anos, o primeiro da nossa lista é Knives Out, lançado pela NetEase em dezembro de 2017. Disponível para Android, iOS, PC o game, bem popular no mercado asiático, conta com mais de 50 milhões de jogadores ativos em todo o mundo. Knives Out suporta partidas com até 100 jogadores. O enredo do jogo é: os jogadores são enviados para uma ilha e apenas um sobreviverá, ao mesmo tempo que enfrentam uns aos outros, os usuários precisam escapar de uma área com gás venenoso que vai permeando o mapa. Knives Out ganhará também uma versão para PlayStation 4 e Nintendo Switch. Fortnite Battle Royale O segundo game da lista é o Fortnite Battle Royale, um dos games mais populares do mundo. Mais de 200 milhões de usuários ao redor do mundo jogam esse título da Epic Games. No ano passado esse sucesso absoluto arrecadou 3 bilhões. De acordo com dados da DFC’s Fortinite atualmente é responsável pela quota de mercado do gênero Battle Royale – 31%. Em Fortinite Battle Royale 100 jogadores caem de paraquedas em uma ilha, precisam coletar armas e, evidentemente, sobreviver! É possível jogar Fortnite Battle Royale em aparelhos Android, iOS, PlayStation 4, Xbox One, Nintendo Switch, PC e Mac. PlayerUnknown’s Battlegrounds Desenvolvido pela PUBG Corp, PlayerUnknown’s Battlegrounds é outro peso pesado desse universo do Battle Royale. Diferentemente dos dois anteriores, este título não é gratuito e não é focado no universo móvel, há versões disponíveis apenas para PC, Xbox One e PC. No entanto, a mesma produtora de PlayerUnknown’s Battlegrounds também tem uma opção de jogos do mesmo estilo para o mercado móvel e que é gratuito, o também muito conhecido PUBG Mobile. O game permite que o usuário adote a perspectiva em primeira e terceira pessoa, e segue a cartilha que vimos nos anteriores: até 100 jogadores caem de paraquedas em uma ilha e precisam lutar pela sobrevivência. Assim como o Free Fire e outros games do gênero, PUBG também tenta conquistar os gamers com dispositivos mais limitados através da versão PUBG Mobile Lite, menos exigentes em termos de recurso e com partidas de até 40 jogadores. Battlelands Royale Batttlelands Royale, produzido pela Futureplay, é indicado para quem quer curtir uma sessão de Battle Royale que seja rápida e objetiva. As partidas duram entre 3 e 5 minutos e comportam um número reduzido de participantes – 32 jogadores. “Lute em um enorme mapa com locais incríveis como o Esconderijo, Barco, Labirinto e Campo de treino. Você pode até mesmo festar na discoteca ou explorar os terrenos da mansão.Ou talvez você se esconda no Paraíso do campista? Seja qual for a sua estratégia, não seja pego pela tempestade!”, assim é definido Battlelands Royale em sua página na Google Play. Battlelands Royale está disponível para Android e iOS. Creative Destruction A quinta e última indicação é Creative Destruction, game inspirado em Fortnite. Disponível desde o ano passado para Android, iOS e PC com Windows, esse é um dos Battle Royale que mais exige espaço interno para a instalação. Sua versão para Android ocupa 1,5 GB. o game combina Battle Royale com elementos de construção – todos os elementos do cenário podem desmontados e construídos. 13 locais podem ser explorados pelos 100 jogadores que são espalhados pelo mapa. Fonte:hardware
  9. Trazemos neste artigo os melhores celulares para jogar Free Fire! Dividimos a lista em duas, sendo que na primeira você verá: 5 celulares potentes e mais caros, mas que rodam o jogo lisinho 5 celulares bons, menos potentes, mas mais baratos que rodam o jogo suave e sem travamentos Repare que colocamos as especificações de cada modelo, bem como o preço mais barato encontrado no mercado fora de promoção. Confira se o seu modelo de smartphone está na lista! 5 melhores celulares para rodar Free Fire liso O Note 9 da Samsung é o melhor em termos de custo-benefício! Dentre os 5 mais potentes você vai encontrar só os celulares que rodam Free Fire com o gráfico no máximo. E suportando bem os FPS no alto, sem lag e com qualidade até no som. São modelos para quem está disposto a abrir a carteira e, claro, para quem pode investir um pouco mais em um smartphone de ponta. 1. Galaxy Note 9 Preço: a partir de R$ 3.200 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 10 Samsung One UI 2.0 Processador: 4x 2.7 GHz Kryo 385 + 4x 1.7 GHz Kryo 385 Chipset: Qualcomm Snapdragon 845 Memória RAM: 6GB Armazenamento: 128GB - expansível até 512GB Bateria: 4000 mAh 2. iPhone X Preço: a partir de R$ 4.300 Ficha Técnica: Sistema Operacional: iOS 13 Processador: 2x Monsoon + 4x Mistral Chipset: Apple A11 Bionic Memória RAM: 3GB Armazenamento: 256GB Bateria: 2716 mAh 3. Galaxy S9 Preço: a partir de R$ 1.664 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 10 Samsung One UI 2.0 Processador: 4x 2.8 GHz Kryo 385 + 4x 1.7 GHz Kryo 385 Chipset: Snapdragon 845 Qualcomm SDM845 Memória RAM: 4GB Armazenamento: 128GB - expansível até 512GB Bateria: 3000 mAh 4. Zenfone 5Z Preço: a partir de R$ 1.699 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 10 ZenUI 6.0 Processador: 4x 2.8 GHz Kryo 385 + 4x 1.8 GHz Kryo 385 Chipset: Snapdragon 845 Qualcomm SDM845 Memória RAM: 8GB Armazenamento: 256GB - expansível até 2048GB Bateria: 3300 mAh 5. Xperia XZ2 Preço: a partir de R$ 4.090 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 10 Processador: 4x 2.7 GHz Kryo 385 + 4x 1.7 GHz Kryo 385 Chipset: Snapdragon 845 Qualcomm SDM845 Memória RAM: 4GB Armazenamento: 64GB - expansível até 400GB Bateria: 3180 mAh 5 celulares bons e baratos para jogar Free Fire Nos bons e baratos o primeiro lugar também é Samsung! Os bons e baratos trazem aqueles celulares que vão rodar Free Fire tranquilo, mas claro que não nas configurações máximas. No médio? Rola, mas não abuse muito. Se você estiver apenas pelas configurações mínimas no jogo, certamente esses modelos abaixo dão mais do que conta do recado! 1. Galaxy J5 Prime Preço: a partir de R$ 799 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 8.0 Samsung Experience 9.5 Oreo Processador: 1.4 GHz Quad Core Chipset: Cortex-A53 SAMSUNG Exynos 7 Quad 7570 Memória RAM: 2GB Armazenamento: 32GB - expansível até 128GB Bateria: 2400 mAh 2. Galaxy J2 Prime Preço: a partir de R$ 799 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 6.0.1 Marshmallow Processador: 1.4 GHz Quad Core Chipset: Cortex-A53 MediaTek MT6737T Memória RAM: 1.5 GB Armazenamento: 16GB - expansível até 256GB Bateria: 2600 mAh 3. Zenfone 3 MAX 3. Zenfone 3 MAX Preço: a partir de R$ 699 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 8.1 ZenUI 5.0 Oreo Processador: 1.4 GHz Quad Core Chipset: Cortex-A53 MediaTek MT6737M Memória RAM: 2GB Armazenamento: 32GB - expansível até 128GB Bateria: 4100 mAh 4. Moto G5S Preço: a partir de R$ 790 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 8.1. Oreo Processador: 4x 1.4 GHz Cortex-A53 + 4x 1.1 GHz Cortex-A53 Chipset: Snapdragon 430 Qualcomm SDM430 Memória RAM: 3GB Armazenamento: 32GB - expansível até 128GB Bateria: 3000 mAh 5. LG Q6 Preço: a partir de R$ 669 Ficha Técnica: Sistema Operacional: Android 7.1.1 LG UX 6.0 UI Nougat Processador: 1.4 GHz 8 Core Chipset: Snapdragon 435 Qualcomm SDM435 Memória RAM: 3GB Armazenamento: 32GB - expansível até 128GB Bateria: 2900 mAh Requisitos mínimos do Free Fire De nada adianta saber quais os melhores celulares se você não souber quais os requisitos mínimos do Free Fire. Por isso veja abaixo as specs mínimas para os dois principais sistemas operacionais: Android: OS: Android 4.0 Ice Cream (mínimo) CPU: Intel Quad Core Memória RAM: 1 GB Armazenamento: 600 MB iOS: OS: iOS 8.0 (mínimo) CPU: Todos Memória RAM: 1 GB Armazenamento: 600 MB Qual celular comprar para jogar Free Fire? A resposta para essa pergunta vai depender muito de qual o seu propósito. Quer jogar só Free Fire ou outro game que exija menos processamento do celular? Então compre um dos bons e baratos. Eles lhe dão tudo que precisa. Agora se quer jogos mais pesados e quer que eles rodem no FPS máximo, sem travamentos e com qualidade extrema, abra um pouco mais a carteira e invista em um smartphone mais potente. Você certamente não vai se arrepender! Fonte:Ligadosgames
  10. Em Free Fire, sensibilidade é a razão usada para medir a rapidez da mira com a precisão do tiro. Maior sensibilidade permite ao jogador mirar mais rápido, mas se exagerado, pode fazer com que a mira falhe completamente o alvo. Além disso, é importante testar a sensibilidade sempre que ocorre uma atualização e, se necessário, re-configurá-la, já pode ter sido sofrido alterações. Confira nosso guia para personalizar sua sensibilidade em Free Fire e conseguir tiros perfeitos, rapidamente! 1. Configure o DPI para mira mais rápida Antes de modificar detalhes no game em si, é necessário verificar o DPI do aparelho onde joga. DPI (Dots Per Inch) é uma medida que quantifica a densidade de pixeis numa determinada área. "E o que isso importa para subir capão?" pensa você, irritadinho. É simples: maior DPI significa maior sensibilidade, logo, será necessário menos movimento dos seus dedos para a mira chegar no lugar. No geral, sua mira ficará, pelo menos em teoria, mais rápida. A questão do DPI é mais importante para jogadores de celular, mas tem acontecido um certo exagero: as telas são pequenas e nem sempre se nota a diferença. Maior DPI também gasta mais bateria e pode fazer seu celular aquecer mais rápido. Para configurar o DPI num celular depende bastante do modelo, mas é quase sempre necessário habilitar o Modo de Desenvolvedor. Aí pesquise por Idioma e Entrada > Velocidade do Ponteiro. Para configurar o DPI num emulador é necessário entrar nas configurações e, no motor de jogo, descobrir a aba do DPI. Nesse exemplo, a configuração é no Gameloop. 2. Não copie, personalize a sensibilidade do seu jeito Para configurar basta apertar o simbolo do menu de configurações no canto superior direito e, em seguida, escolher a aba da sensibilidade. Cada sensibilidade é importante e pode necessitar de um ajuste personalizado. Na teoria, quanto maior a ampliação da mira, menor será sua sensibilidade para diminuir erros de mira. Geral: sensibilidade global do jogo, mais centrada no tiro em movimento do seu personagem; Red Dot: sensibilidade da mira Red Dot, a mira quadrada quase sem ampliação de muitas armas; Mira 2X: a mira mais comum, com alguma ampliação; Mira 4X: uma mira já para usar em snipers; Mira AWM: essa mira tem uma ampliação de 8X e, portanto, pode necessitar de um ajuste mais cuidado. Depois de configurar, teste sua sensibilidade na Ilha de Treinamento, equipando diferentes armas com diferentes miras e grips. É verdade, ao contrário dos jogadores iniciais de Free Fire, agora é possível fazer testes e experimentar diferentes armas sem andar meio mapa à procura ou levar um capa enquanto o faz. A sensibilidade também depende do equipamento que é usado. Um celular mais modesto pode não precisar de tanto ajuste como um tablet ligeiramente mais poderoso ou um emulador correndo num PC médio. Além disso, Android, iPhone e Emuladores precisam quase sempre de sensibilidades diferentes. Ou seja, personalizar sua sensibilidade é um detalhe necessário, seja qual for sua plataforma. E lembre-se de testar você mesmo, não coloque sensibilidades copiadas de outros jogadores, youtubers, streamers ou do seu cachorro. 3. Configure o HUD para eliminar ruído da tela HUD significa Head Up Display e é nada mais que os botões que aparecem na tela. O ideal, se usar celular ou mesmo emulador, é tornar os botões que usa menos mais transparentes. O objetivo dessa estratégia é ter menos ruído na tela e conseguir observar melhor a partida. Cada botão pode ser movimentado para qualquer zona da tela, além de sua transparência e tamanho. Se jogar com os dedos em garra modifique a posição dos botões para que sirvam melhor seu propósito. Fonte:Ligadosgames
  11. Se exercitar é muito importante para a nossa saúde, mas se você não tem tempo disponível para ir a academia ou se exercitar ao ar livre, você pode entrar em forma se exercitando apenas em sua casa. Existem vários aplicativos que podem lhe ajudar a perder peso e entrar em forma em casa, como por exemplo, os 5 aplicativos gratuitos para iOS para se exercitar em casa que selecionamos para você. Aplicativos para iPhone para fazer exercícios em casa: 1. Treino de 7 Minutos O Treino de 7 Minutos é um aplicativo gratuito para iPhone ideal para aquelas pesssoas que não tem muito tempo. Ele oferece treinos baseados no treinamento em circuito de alta intensidade, que levam apenas 7 minutos por dia para você treinar em casa sem necessidade de equipamentos e academia. 2. Desafio de 30 dias Desafio de 30 dias é um aplicativo gratuito para iPhone que lhe ajuda a melhorar o condicionamento físico em um mês treinando somente em casa. Ele oferece um sistema de treinamento que aumenta passo a passo a intensidade dos exercícios para você melhorar aos poucos o seu condicionamento. 3. Treino em Casa O Treino em Casa, como seu próprio nome sugere, é um aplicativo gratuito para iPhone que permite que você treine em casa sem equipamentos usando apenas o peso do corpo. Ele oferece rotinas de treino para o abdômen, pernas, braços, bumbum, assim como também exercícios para o corpo todo. 4. Cardio & HIIT O Cardio & HIIT é outro app gratuito para iPhone que você pode usar para se exercitar em casa. Ele oferece 5 rotinas de exercícios diferentes para você melhorar o condicionamento e queimar gordura, como por exemplo, treino de alta intensidade, cardio clássico, de baixo impacto e potência explosiva. 5. Hiit Workouts O Hiit Workouts é um aplicativo gratuito para iPhone que oferece rotinas de treinos de alta intesidade intervalado, conhecido como HITT e que promete, com menos tempo de treino por dia, queimar mais gordura que o cardio tradicional e todos os treinos são realizados utilizando apenas o peso do corpo. Fonte:topfreewares
  12. Sabemos que qualquer modelo de iPhone é bem caro e não é todo mundo que tem condições de comprar um. A parte negativa disso é que muitos consumidores procuram por meios alternativos de adquirir o smartphone da Apple e acabam sendo enganados com cópias falsas. Felizmente, há muitas maneiras de diferenciar estas versões, como você pode ver diretamente em nossas dicas para reconhecer um iPhone 7 falso. Confira logo abaixo! 1. Preço Infelizmente, não existe iPhone barato, então não se iluda com preço milagrosos que encontrar pela internet. Isso também é intencional, tendo em vista que a Apple busca fazer com que seus aparelhos tenham um ar mais premium em relação aos concorrentes. Se achar um smartphone muito barato, estes geralmente são cópias falsas ou iPhones legítimos roubados (que sempre estão desativados e sem possibilidade de uso), ou seja, não valem o seu dinheiro. Mesmo quem vende um iPhone 7 usado não vai cobrar barato, tanto por causa do preço original que pagou como pela grande procura do público que aceita pagar valores absurdos. Se achar que o preço está baixo demais, basta prestar atenção nos detalhes adicionais que descrevemos abaixo. 2. Tela O iPhone 7 está longe de ter uma tela de ótima resolução, sendo que não é nem Full HD, mas o smartphone ainda apresenta uma boa qualidade. Em geral, as falsificações usam telas de resolução baixíssima, o que você pode conferir ao comparar com outros smartphones facilmente. Se preferir, pode até procurar imagens ou vídeos em alta definição para ver no smartphone suspeito. Isso te dará uma boa noção da qualidade questionável da tela do iPhone 7 falso. 3. Câmera A câmera do iPhone 7 é muito boa, então não vai ser difícil de ver a diferença quando você testar a câmera de um aparelho suspeito. A resolução será bem pior, ela não terá as mesmas opções do celular original e ainda demorará muito tempo para tirar as fotos. É muito importante que você teste esse aspecto, já que nenhum fabricante se importa em colocar componentes de qualidade nestes produtos. 4. Sistema operacional Todos os iPhones falsificados usam o Android como sistema operacional, tendo apenas uma aparência simulada do iOS. O pior é que a qualidade desses dispositivos é tão ruim, que eles mal conseguem rodar versões antigas do Android sem enfrentar problemas de travamento. Você geralmente consegue conferir a versão do sistema operacional indo nas configurações do aparelho para ver detalhes sobre o dispositivo. Como os fabricantes destas falsificações não se importam em esconder isso, quase sempre você poderá ver que o aparelho realmente roda Android. 5. Performance Como mencionamos no tópico anterior, as versões falsas do iPhone 7 não possuem um hardware poderoso e, por isso, enfrentam problemas para rodar o Android. Isso leva à erros, lentidão e muito travamento com o simples uso de aplicativos ou recursos do próprio aparelho. Se possível, teste a versão suspeita por alguns minutos para ver se algo do tipo acontece. Um iPhone 7 nunca teria problemas deste tipo, a não ser que estivesse seriamente danificado. 6. Qualidade do aparelho Se você nunca segurou um iPhone nas mãos, esta dica pode não ser tão útil, mas ainda vale a pena conferir. Os iPhones são sempre construídos com materiais de alta qualidade, especialmente o vidro da tela e o alumínio usado no resto do corpo. Nas falsificações, será possível perceber a qualidade inferior facilmente, ainda mais se o iPhone 7 falso for muito leve ou muito pesado. Saber se o smartphone é à prova d’água também ajuda bastante para identificar um iPhone 7 falso. Além disso, você também pode verificar a qualidade dos botões físicos presentes no aparelho. Experimente apertá-los e verifique se não parecem soltos ou mal encaixados. É bem comum que iPhones falsificados tenham botões baratos e de péssima qualidade, realmente diferentes do original, onde os botões são firmes. 7. Tela de início Quer uma maneira simples de saber se o iPhone é falso? Desligue e ligue o aparelho para conferir a tela de início que ele mostra. Se for apenas o símbolo da maçã, há chances do aparelho ser legítimo, mas qualquer outra coisa deve levantar suspeitas. Há fabricantes que nem tentam mascarar isso e deixa a inicialização do Android aparecer mesmo. Pelo menos assim fica mais fácil de reconhecer a cópia. 8. Cartões SIM e a Siri e iTunes Uma particularidade dos iPhones, especialmente o 7 é que eles não aceitam Dual Sim, ou seja, apenas um único cartão pode ser utilizado. Antes de comprar o aparelho, certifique-se que ele só aceita um e pergunte ao vendedor para ver o que ele responde. Se te informarem que o iPhone aceita dois cartões, ele é certamente falso. Além disso, outra dica simples é verificar se o aplicativo da Siri está presente. Este só funciona em aparelhos originais, portanto, caso não consiga acessá-la, é outro indicativo que o aparelho é falsificado. Se também não conseguir conectar seu iPhone no iTunes após sincronizá-lo no computador, é bem provável que seu smartphone seja pirata. Gostou das dicas do iPhone 7? Fonte:apptuts
  13. Uma das melhores coisas que o smartphone trouxe foi a praticidade. Ninguém precisa mais procurar um telefone ou navegar durante horas em busca de serviços ou itens de consumo. Se o usuário for esperto, pode utilizar o tempo que sobra para se divertir, descansar ou até mesmo trabalhar um pouco mais e aumentar o seu saldo bancário. Aqui vão 5 dicas de apps que podem salvar o seu dia: Americanas.com Uma das mais populares lojas de departamentos do país, as Lojas Americanas lançou um aplicativo que tem se revelado muito útil. Se você ainda é fã de bons filmes e coleciona Blu-Rays e DVDs, este é o melhor lugar para encontrar raridades e lançamentos. Mas não fique apenas nisso, há itens de todos os tipos disponibilizados. PedidosJá Quer continuar aquele projeto indispensável ou passar um pouco mais de tempo com as crianças? Peça qualquer tipo de alimento que eles têm. Até comida vegana, não se surpreenda. O cardápio do serviço de delivery é extremamente variado, agradando a todos os paladares e necessidades. Waze Claro que muita gente já conhece, mas é sempre bom afirmar a qualidade do aplicativo que economiza tempo, poupando a todos de engarrafamentos, indicado as melhores rotas. Ele tem mais algumas aplicações, além de promoções bem divertidas, como quando utilizou as vozes de personagens do filme Star Wars em seu navegador. Caixa Saldo, transferências e depósitos, quase todos os aplicativos bancários fazem. O diferencial do app da Caixa é a possibilidade de acessar os dados da compra da casa própria ou até mesmo jogar e conferir os números sorteados das loterias federais. A versatilidade ajuda muito clientes e não clientes da entidade. Farmácia Popular É um programa do governo federal que pode ser acessado por qualquer cidadão brasileiro. Fornece os medicamentos mais populares com desconto, com prioridade àqueles que são indicados a doenças crônicas como diabetes, pressão alta, arritmia e etc, além de anticoncepcionais e antitérmicos. Muito simples de usar. Fonte:guiadopc
  14. Lançado em 2017, a função status do WhatsApp é uma das mais queridinhas pelos usuários deste que é o mensageiro instantâneo mais utilizado no mundo, com uma base de mais de 1,5 bilhão de usuários. O recurso, similar ao Stories do Instagram, é utilizado por 500 milhões de pessoas. Graças ao Status do WhatsApp, você pode compartilhar conteúdos como, vídeos e fotos, que ficam disponíveis por até 24 horas. Após esse período, o conteúdo postado some automaticamente. Em relação ao conteúdo em vídeo há uma limitação imposta desde que o recurso foi implementado no aplicativo. Quando foi lançado, em 2007, o aplicativo permitia o envio de vídeos de 90 segundos até 3 minutos. Caso o vídeo fosse maior que 16 MB, o app ainda realiza o corte antes do envio. Atualmente o panorama é completamente diferente. Por padrão, o app permite apenas que vídeos de até 30 segundos sejam postados, e, ao contrário do Instagram, o WhatsApp não realiza a divisão de vídeos longos para que sejam postados em sequência. Com o isolamento social, causado pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19), o aplicativo está ainda mais rigoroso em certas regiões. Na índia, que ostenta 400 milhões de usuários no aplicativo, a duração dos vídeos precisam ser de até 15 segundos, metade do tempo padrão liberado normalmente pelo app. Independente de restrições nessa época em que mais pessoas estão utilizando e postando conteúdo no WhatsApp ( o app registrou crescimento de 40% desde o início das restrições sociais), ou em condições normais, com a imposição de vídeos com até 30 segundos, é possível utilizar aplicativos de terceiros para contornar essa limitação. Neste tutorial iremos mostrar como você pode fazer isso. Como postar vídeos com mais de 30 segundos no Status WhatsApp Cut Pro+ A primeira opção é utilizar o aplicativo WhatsApp Cut Pro+. Este aplicativo captura seu vídeo e o divide automaticamente em várias partes de 30 segundos. O app é gratuito e está disponível para Android. Por exemplo, se o vídeo que você deseja enviar como um status do WhatsApp tiver 3 minutos, o aplicativo dividirá o vídeo em 6 partes iguais de 30 segundos cada. Este é, provavelmente, o app mais famoso para essa finalidade, mais de 1 milhão de pessoas já baixaram o WhatsApp Cut Pro+ Após a verificação que o app faz com base no número do seu telefone, na tela inicial do app clique na opção “video cutter”, ela o levará diretamente aos arquivos do seu seu aparelho. A partir disso, selecione o vídeo que você deseja publicar como status do WhatsApp . Você pode optar por colocar o vídeo inteiro ou apenas uma parte dele, selecionando o trecho que deseja destacar alterando a linha do tempo do vídeo na parte inferior da tela. Clique em Next na parte superior para prosseguir. O aplicativo processará o vídeo e o dividirá em pedaços menores. Quando o processamento estiver concluído, você pode definir como o conteúdo será postado, a divisão, em pedaços de 15 ou 30 segundos. O app ainda permite que você compartilhe o conteúdo como um post, enviando direramente o arquivo para algum dos seus contatos do WhatsApp, ou até mesmo enviar o conteúdo diretamente para o stories do Instagram. Após selecionar a forma de corte e envio para o status no WhatsApp, exemplo, o corte em pedaços de 30 segundos, o aplicativo exibe uma nova tela, o “auto share”, uma forma automatizada de concluir o processo ou o “manual share”, para que você veja como ficou a divisão feita pelo WhatsApp Cut Pro+. Depois é só clicar no ícone do WhatsApp no ícone de cada um dos vídeos que compõem a divisão para que o conteúdo seja postado. Video Splitter – Story Split A segunda opção de aplicativo é o Video Splitter – Story Split. Você pode baixar o Story Split no Android ou essa versão similar para o iOS, sistema utilizado no iPhone. O passo a passo para que o vídeo seja dividido e postado de forma automática pelo aplicativo é tão simples quanto no caso anterior. Na primeira tela, o app irá pedir o acesso à sua galeria para que o Story Split possa listar todas as fotos e vídeos disponíveis na memória do seu aparelho que podem ser postados como status no WhatsApp. Após o scan, selecione o vídeo que será postado e clique em next. Automaticamente o aplicativo irá exibir a duração do vídeo, um preview, para que você possa iniciar a reprodução e alguns ajustes que são importantes para você configurar. O primeiro deles é na área “split per part”, isto é, qual será a duração de cada parte do vídeo. Preencha com 30 segundos, duração máxima permitida por cada status do WhatsApp. Observe o campo ao lado “assumed result”. Por exemplo, um vídeo de 01:57, em partes de 30 segundos, terá uma divisão em 4 partes. Também é possível alterar a qualidade final do vídeo, o que impacta diretamente em quantos MBs cada corte terá. São quatro opções de qualidade: very low (muito baixo), low (baixo), medium (médio) e high (alto). Após a configuração, clique em continue. O processamento do vídeo será iniciado automaticamente. Após o processo, cada parte do vídeo será salvo na sua galeria. Depois é só postar cada parte como status do seu WhatsApp Fonte:hardware
  15. Além de um ecossistema completamente singular, há uma diferença muito importante entre o iPhone e qualquer outro aparelho que roda o sistema Android: o processo de perda do valor. É muito comum comprar um aparelho e já olhar lá na frente, vislumbrando uma possível venda, seja para adquirir ou novo modelo ou apenas para arrumar uma grana para investir em outra coisa. Nesse aspecto o iPhone acaba sendo mais interessante, já que o processo de desvalorização ocorre de forma bem mais devagar quando comparado os modelos Android. Algumas pesquisas traduzem em números essa diferença. De acordo com dados da empresa B-Stock, revelado no ano passado, o iPhone X era o equipamento com a menor desvalorização do mercado. Passado um ano de lançamento o aparelho perde apenas 32% do valor. O primeiro Android da lista é o Galaxy S8, em quinto lugar, o aparelho perdeu 58% do valor após um ano de lançamento. Quando o objetivo é vender o aparelho, repassá-lo para alguém, ou até mesmo apenas tentar reverter travamentos constantes, uma das primeiras ações a serem tomadas é a formatação, restaurando-o para o modo de fábrica, apagando todas as suas informações pessoais e retornando com as configurações de “loja”. Como formatar o iPhone Há duas formas de formatar o iPhone. A primeira é diretamente pelo aparelho, nas configurações, e a segunda pelo iTunes. O passo a passo aqui apresentado também vale para o iPad. Vamos começar pelo passo a passo a ser realizado para a formatação diretamente no aparelho: Formatação pelo aparelho Primeiramente saia da sua conta iCloud vinculada ao aparelho. O caminho é o seguinte: ajustes > seu nome > finalizar sessão Após sair da conta, inicie o processo de formatação indo até ajustes e clicando em geral Na nova tela clique em “redefinir” Clique em “apagar conteúdo e ajustes” A senha do aparelho será solicitada Confirme a operação clicando em “apagar iPhone” Formatação pelo iTunes O segundo método de restauração é pelo iTunes, software instalado diretamente no computador. Primeiramente instale a versão mais recente do iTunes no seu Mac ou PC Conecte via cabo o iPhone ou iPad ao seu computador Se aparecer uma mensagem solicitando o código de acesso do dispositivo ou um alerta “Confiar Neste Computador?”, siga as etapas na tela Selecione no iTunes o seu dispositivo, clicando no ícone ao lado do menu de Música no canto superior esquerdo No painel resumo – primeira sessão de ajustes, clique no botão restaurar iPhone Clique novamente em restaurar para confirmar a solicitação. Em seguida, o iTunes apagará o dispositivo e instalará a versão mais recente do software do sistema Após a restauração do dispositivo para os ajustes de fábrica o aparelho será reiniciado. Em seguida, você poderá configurá-lo como um novo aparelho. Restaurando backup do iPhone pelo iCloud Caso você realize a restauração apenas como uma maneira de tentar dar um up na performance do aparelho, é indicador fazer uso da restauração dos dados salvos no iCloud ou no iTunes. A diferença é que no primeiro os dados são armazenados na nuvem, enquanto no segundo caso as informações estão salvas diretamente no computador. O processo também é bem tranquilo. Siga os seguintes passos: Restauração pelo iCloud Ligue o iPhone e passe pela tela de Olá Escolha a opção “Restaurar de um Backup do iCloud” Inicie sessão no iCloud com seu ID Apple Selecione um backup, escolha a opção mais recente Quando solicitado, inicie sessão com o ID Apple para restaurar os apps e as compras Aguarde a restauração ser concluída Restauração pelo iTunes Instale o iTunes e conecte o seu iPhone ou iPad ao seu computador Selecione o iPhone, iPad ou iPod Touch clicando sobre o ícone correspondente no canto superior esquerdo Clique na opção “Restaurar Backup” Confira a data e o tamanho de cada backup e selecione o mais recente ou relevante de acordo com seu objetivo Pode ser que seja exigido a senha do iCloud ou do backup criptografado Clique em “Restaurar” e aguarde o processo ser finalizado Não desconecte o dispositivo quando ele reiniciar; aguarde a sincronização com o computador. Você poderá desconectar o dispositivo quando a sincronização for concluída. Fonte:hardware
  16. Convidamos você a descobrir quantos gb você precisa para instalar o Fortnite mobile. Neste guia excelente e explicativo, você encontrará tudo coberto. O que saber sobre a atualização móvel do Fotnite? A atualização recente deste jogo já lançada foi lançada em 10 de abril, onde você passará por um momento de inatividade programado às 5h da manhã do dia (14h30 IST), Da mesma forma que aconteceu com as atualizações anteriores, nisso encontraremos coisas muito importantes, como o conteúdo relacionado ao Apex Legends e o ônibus que nos permitirá reviver os companheiros de esquadrão caídos, além disso, encontraremos algumas melhorias técnicas anunciadas pela Epic Games, onde, à primeira vista, o download estará entre 1,56 GB e 2,98 GB para nós no Android e aqueles no iOS devem baixar 1,14 GB para 1,76 GB, aqui vamos Saiba quantos GB você precisa instalar e, neste guia, estão os detalhes, preste muita atenção. Quantos gb você precisa instalar no Fortnite mobile? Android: 1.56 - 2.98GB iOS: 1.14 - 1.76GB É necessário para nós, em dispositivos móveis com menos de 6 GB de espaço, fazer o download de todo o Fortnite novamente. É possível que tenhamos algo como uma van de reinicialização, que fará com que nossos companheiros voltem à vida, semelhante ao que acontece com os faróis de reprodução do Apex Legends, que consistem em coletar as cartas para reiniciar o Os aliados que morreram e a ativação da van de reinicialização os trarão de volta, perceberemos que teremos essa opção ativada no momento em que recebermos um sinal visual e sonoro, informando aqueles que estão muito próximos que estaremos antes de reiniciar, Estes aparecerão um a um no Van. Devemos levar em conta a existência de um tempo de resfriamento, apenas que o tempo é desconhecido. Saber quantos gb você precisa instalar é excelente, pois permite acesso total ao conteúdo adicionado recentemente ao Fortnite mobile. Fonte:xboxplaygames
  17. Nesta ocasião, fizemos um guia PUBG Mobile para explicar como derramar gás com latas de gasolina, vamos ver. Para que servem as latas de gás PUBG Mobile? Este é um jogo de guerra em que o pacífico é o menos importante, as armas e os inimigos estão na ordem do dia, e é exatamente aqui que essas latas de gasolina são importantes, pois sua principal tarefa é eliminar ou causar danos aos adversários. infelizmente, eles podem passar por onde estão localizados. Como derramar gás com latas de gás em PUBG Mobile? Nossa tarefa aqui é levar gás aos inimigos, para isso é necessário remover o slot de combate corpo a corpo, pois é possível usá-lo de maneira semelhante a uma arma e, assim, gerar ataques, pois nossa tarefa é derramar o gás de a lata no chão, pois isso levará apenas 7 segundos, mas será fantástico fazer uma emboscada, o que tornará mais fácil fazer alguns coquetéis molotov, disparar algumas armas ou simplesmente usar granadas. O gás funciona como um atordoante, e é necessário fazer com que os inimigos passem por ele, mas é necessário fazê-lo rapidamente, pois normalmente isso não costuma durar muito tempo no chão, mas faz um excelente trabalho, e não podemos perder, sabendo que pode ser um suporte formidável. Finalmente, saber derramar gás com latas de gasolina simplesmente nos permite obter mais mortes e vitórias em PUBG Mobile. Fonte:xboxplaygames
  18. Como lemos, existem tantos aplicativos que podemos usar legalmente para baixar músicas no Android e iPhone, evitando sites e aplicativos de origem duvidosa ou que enchem nosso telefone com publicidade. Por isso decidimos mostrar neste guia os melhores aplicativos para baixar músicas. Spotify Entre a lista dos melhores aplicativos para baixar músicas, podemo facilmente elegar o Spotify como o mais popular. A versão básica, disponível gratuitamente, oferece a possibilidade de acessar o mais rico banco de dados de álbuns de artistas de todo o mundo e ouvi-lo de maneira aleatória e online. Para baixar músicas diretamente e executar a reprodução offline, é necessário mudar para a versão Premium. Mais de 200 milhões de pessoas utilizam o serviço, entre usuários pagos e aqueles que acessam a versão gratuita do serviço. O catálogo conta com mais de 30 milhões de músicas. Outra diferença notável entre pagar ou não pelo serviço é que na versão premium você pode baixar músicas para ouvir offline. Além de ter a opção de reprodução das faixas no modo Extremo – a reprodução a 320 Kbps. Além de músicas você também pode ouvir diversos podcasts. Há também o Spotify Singles, performances exclusivas de alguns artistas que o Spotify convida para seu estúdio. Além do acesso pela web, você pode curtir as músicas do Spotify por um aplicativo para Windows, Android e iOS. Google Play Music Líder de honra entre aplicativos de música com uma impressionante base de músicas (mais de 40 milhões), o Google Play Music é o app oficial do Google para download de músicas do Google. Para baixar músicas, uma assinatura paga está disponível e as músicas são baixadas em um formato seguro especial, o que significa que você pode acessá-las somente por meio desse aplicativo e apenas durante o período pago. Se a conexão à Internet for perdida, o modo offline será ativado automaticamente, onde você poderá ouvir os arquivos baixados e armazenados em cache. Deezer Conhecido como o rival número um do Spotify, o Deezer Music é um dos mais populares serviços de streaming de música. Disponível para PCs Windows e Mac e para dispositivos iOS e Android por download na App Store e no Google Play, o Deezer é gratuito, mas é possível assinar uma assinatura Premium para aproveitar vantagens como a ausência de banners publicidade, salto ilimitado de faixas e reprodução offline. Mais de 50 milhões de faixas estão no catálogo. Uma função muito útil é a “Flow” , que gera automaticamente uma lista de reprodução com base nas preferências pessoais. Sua Música Passamos agora para a maior plataforma de compartilhamento de músicas e lançamento de artistas independentes do país, o Sua Música. Com crescimento vertigionoso nos últimos anos, o serviço é um polo que conecta o fã ao artista, atuando como um intermediário e um holofote para o que pode se tornar o próximo grande hit do país. Além de novos artistas e bandas que querem seu lugar ao sol, o site também reúne as faixas e álbuns dos nomes que movem multidões no Brasil. Alguns desses grandes nomes apostam no Sua Música há muitos anos, como é o caso do Wesley Safadão que utiliza a paltaforma desde que era vocalista da banda Garota Safada. Além do acesso por sua página oficial, o Sua Música também conta com um aplicativo dedicado para o Android e o iOS, e o seu próprio gerenciador de downloads, útil para você pausar ou retomar o download dos arquivos. Palco MP3 Celeiro de milhares de novos artistas que desejam divulgar suas músicas, o Palco MP3 é a nossa próxima opção. Disponível para acesso via aplicativo para Windows, Android e iOS, e também pelo navegador, neste serviço você consegue dar um passo interessante para a busca de uma geração totalmente nova de artistas e bandas. Escolha um gênero musical e confira o que está bombando. Mais de 125 mil artistas e 1 milhão de faixas estão disponíveis no site. Assim como outros serviços, o Palco MP3 conta com diversas opções de playlists. As músicas podem ser ouvidas via streaming, sem a necessidade de baixar as faixas, ou então partir para o download das músicas do seu interesse. SoundCloud Milhões de pessoas usam o Soundcloud para ouvir arquivos de música e podcasts gratuitamente. Aqui você pode acompanhar as tendências do mercado da múica, assinar canais de áudio, pesquisar músicas por nome e muito mais. O aplicativo permite que você se comunique com amigos e artistas favoritos, ouça suas músicas e adicione músicas aos favoritos para poder ouvi-los mais tarde. Assim como no aplicativo Google Play Music, você pode criar suas próprias listas de reprodução, iniciar, pausar e pular músicas na tela de bloqueio, encontrar novos artistas de qualquer gênero nas melhores listas, com base nas preferências de milhões de usuários. O aplicativo é direcionado principalmente para aqueles que preferem serviços de streaming para ouvir música – nem todas as músicas estão disponíveis para download. Além do navegador, você acessa o Soundcloud por um aplicativo para Android e iOS. Jamendo Music Se você não está procurando artistas ou músicas específicas, mas adora descobrir novos sons, recomendo o Jamendo Music . É um aplicativo dedicado à música independente. Você encontrará muitas músicas para baixar livremente sem gastar um centavo. Você também pode usá-los para seus projetos, pois são distribuídos sob a licença Creative Commons. Atenção: eles não podem ser usados para fins comerciais. O aplicativo da Jamendo Music está disponível para Android e iOS. Fonte:hardware
  19. Como transferir rapidamente documentos ou notas importantes em papel para o formato eletrônico e sem a necessidade de uma impressora? É isso que iremos conhecer neste artigo. Como digitalizar documentos diretamente pelo smartphone. Com a ajuda de aplicativos, que são bem fáceis de utilizar, você pode digitalizar faturas, recibos, contas, notas, páginas de livros, cartões de visita, documentos, fotos e até quadros de avisos inteiros em poucos passos. Existem muitos aplicativos que ajudam a digitalizar, compartilhar e armazenar documentos. Entre eles está o Adobe Scan( iOS, Android ) , o Office Lens( iOS , Android ) ou o CamScanner ( iOS , Android ). Neste breve guia, usarei o aplicativo Office Lens , da Microsoft, como exemplo. Eu o escolhi por causa de ser gratuito, tem um amplo apoio multiplataforma (disponível no Windows, Windows Mobile, Android e iOS), além de ser gratuito e funcionar muito bem. O Office Lens não exige a configuração de uma conta em nenhum serviço, mas eu recomendo fortemente que você faça isso. Se decidirmos vincular o aplicativo a uma Conta Microsoft gratuita, ele ganhará algumas funções adicionais e bastante úteis relacionadas à computação em nuvem. Você pode estar se perguntando por que é necessário um aplicativo especial ao invés de somente o uso da câmera. A resposta é simples – os aplicativos possuem funções que permitem digitalizar documentos muito mais rapidamente e facilitar seu gerenciamento. Por isso é bem mais viável partir para uma solução dedicada. Além do fato de que realizar pelo app da câmera do celular devemos ajustar cuidadosamente o sensor na folha de papel digitalizada, para que não haja problemas com sua perspectiva, elementos que não devem ser enquadrados ou até mesmo problemas na sua legibilidade. Os scanners de telefone são extremamente fáceis de usar, e a digitalização não difere do nível de dificuldade em tirar uma foto normal. Basta apontar a câmera para o documento e o aplicativo cortará automaticamente a imagem, omitindo tudo o que estiver fora do item que você deseja digitalizar. O aplicativo recortará e melhorará automaticamente a qualidade do documento para que ele fique adequado quando você realizar o compartilhamento.Você pode melhorar a borda do documento, alterar sua cor e contraste, girar o documento e fazer outras modificações básicas. É possível pode salvar o documento finalizado no formato necessário, por exemplo, em um arquivo PDF , atribuindo qualquer nome ao arquivo. A digitalização de um documento não é o fim das possibilidades oferecidas pelos aplicativos dedicados a esta função. Por exemplo, o formulário digitalizado pode ser preenchido no Adobe Acrobat e o documento pode ser assinado. Se você digitalizar um cartão de visita, poderá transferir os dados da digitalização para seus contatos. Você também pode compartilhar e copiar materiais digitalizados. Os aplicativos de digitalização são ótimos não apenas para cartões em vários formatos, como também para digitalizar livros, cartões de visita ou documentos de identidade . Essas digitalizações são feitas exatamente da mesma forma que para documentos regulares, tudo o que você precisa fazer é selecionar a opção apropriada e o restante do trabalho será realizado pelo programa. Digitalizando documentos com o Office Lens O objetivo principal do uso de um aplicativo Office Lens é reduzir ao mínimo o número de etapas necessárias para realizar uma digitalização. No entanto, não faz mal ajudar o aplicativo a funcionar, né?. Se as condições permitirem, tente realizar a captura em um ambiente claro e tente não projetar sombra à mão nos documentos digitalizados. Vale a pena prestar atenção nos modos de operação do aplicativo. O modo padrão e a parte inferior da captura de tela´é a sessão Documento, particularmente adequados para digitalizar documentos de texto 0, assim como o modo Foto para fotografias. O modo Quadro de Comunicações também tenta remover os reflexos da luz característicos. Por sua vez, o modo Cartão de Visita pode importar imediatamente os dados de um cartão digitalizado para a lista de contatos do telefone. Depois de pressionar o botão do obturador, a primeira digitalização será feita e apresentada na tela. Nesta tela, podemos adicionar outro documento à digitalização (botão no canto inferior esquerdo) ou confirmar a digitalização (no canto inferior direito), assim como aplicar alguns filtros. Também podemos fazer pequenos ajustes – é para isso que serve a linha de botões no canto superior direito. Você pode: modificar o enquadramento, girar a imagem digitalizada, e adicionar anotações de texto ou desenhar no documento, respectivamente. Depois de digitalizar todos os seus documentos, é hora de recebermos o arquivo finalizado e concluir todo o processo. O aplicativo solicitará que você nomeie o documento e indique onde salvá-lo. Você pode escolher entre uma galeria de fotos no seu telefone ou salvá-lo como um arquivo PDF. Além disso, se vincularmos o aplicativo a uma Conta da Microsoft, também poderemos enviar o documento para a nuvem do OneDrive na forma de uma imagem, ou também em um arquivo do PowerPoint, ou um arquivo do Word. Fonte:hardware
  20. Passo 1. Abra o app "Ajustes" e toque em "Face ID e Código". Acesse as configurações do Face ID — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Passo 2. Confirme o código de bloqueio do iPhone. Em seguida, toque em "Redefinir Face ID". Redefina o Face ID do iPhone — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Passo 3. Agora, pressione "Configurar Face ID" e toque em "Começar". Configurando o Face ID — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Passo 4. Faça dois escaneamentos do Face ID com a máscara dobrada sobre a metade do rosto. Caso a mensagem "rosto obstruído" seja exibida, arraste a máscara um pouco para o lado para mostrar a ponta do nariz. Quando terminar, pressione "OK". Configurando o Face ID — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Passo 5. Voltando às configurações do Face ID, toque em "Configurar um Visual Alternativo" e pressione "Começar". Configure um visual alternatio — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Passo 6. Dessa vez, faça os dois escaneamentos do Face ID com a máscara dobrada sobre a outra metade do rosto. Caso a mensagem "rosto obstruído" seja exibida, arraste a máscara um pouco para o lado para mostrar a ponta do seu nariz. Por fim, pressione "OK". Escaneie o outro lado do rosto com a máscara — Foto: Reprodução/Helito Beggiora
  21. Como fazer o Face ID reconhecer rosto com máscara no iPhone Passo 1. Abra o app "Ajustes" e toque em "Face ID e Código". Acesse as configurações do Face ID — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Passo 2. Confirme o código de bloqueio do iPhone. Em seguida, toque em "Redefinir Face ID". Redefina o Face ID do iPhone — Foto: Reprodução/Helito Beggiora Passo 3. Agora, pressione "Configurar Face ID" e toque em "Começar". Configurando o Face ID — Autor Chakal Categoria Mobile (iOS / Android) Enviado 07-05-2020 11:32 Atualizado 07-05-2020 11:33  
  22. Migrando do iOS para Android (Google) Quando você adquiriu seu iPhone, criou uma conta Apple ID e no iCloud, certo? Então, obviamente, é através dela que vamos dar o primeiro passo, acessando sua conta no iCloud pelo PC. Outro ponto extremamente importante é que você PRECISA ter ou criar uma conta no Google. Como?. Veja esta imagem que mostra que não tenho contatos salvos nesta conta do Google, a não ser contatos de e-mail ou do Google Plus. Agora voltando ao iCloud, faça login em sua conta Apple ID e vá até o menu de contatos. Com a lista de contatos à mostra, selecione todos os contatos com as teclas "Ctrl+A", encontre a engrenagem no canto inferior esquerdo da tela. Clique e procure pela opção "Exportar vCard"; clique novamente. Confira se o download do vCard foi feito corretamente. Agora vá para o Gmail em uma aba da internet e acesse a aba de contatos do gmail. Clique na opção "Mais" e na sequência em "Importar". Encontre o vCard com seus contatos e posteriormente clique em "Importar". E voilà, seus contatos estão todos registrados no Google. Agora basta sincronizar sua conta Google no novíssimo aparelho Android e viver feliz; este método funciona em todos os aparelhos que funcionam com Android. Não esqueça de compartilhar e deixar um joínha ao fim deste texto.
  23. Como migrar contatos do iOS para o Android? Migrando do iOS para Android (Google) Quando você adquiriu seu iPhone, criou uma conta Apple ID e no iCloud, certo? Então, obviamente, é através dela que vamos dar o primeiro passo, acessando sua conta no iCloud pelo PC. Outro ponto extremamente importante é que você PRECISA ter ou criar uma conta no Google. Como?. Veja esta imagem que mostra que não tenho contatos salvos nesta conta do Google, a não ser contatos de e-mail ou do Google Plus. Agora voltando ao iClo Autor Chakal Categoria Mobile (iOS / Android) Enviado 05-05-2020 10:01  
  24. Passo 1: No seu dispositivo Apple vá até seus ajustes, depois e ative o acesso pessoal e escolha somente USB na caixinha que pedir. Passo 2: Agora faremos tudo no Windows. Abra sua "Central de Rede e Compartilhamento" e vá até "Alterar as configurações do adaptador" no menu à esquerda. Você irá encontrar uma nova conexão que provavelmente se chamará Ethernet 2 - a minha se chama Apple, pois eu renomeei para ficar mais fácil. Para ter certeza que você está na conexão certa, ela deve ter Apple Mobile Device Ethernet como nome do apatador de rede. Passo 3: Vá nas propriedades da conexão que deseja compartilhar (no exemplo é a "Wi-fi") e clique na guia "Compartilhamento". Marque as 2 caixinhas e na seleção escolha o nome da conexão Apple. Depois dê um ok. Pronto. Sua conexão está estabelecida e deve estar funcionando. Não se esqueça de conferir também o compartilhamento via wifi ou cabo USB para Android.
  25. Como compartilhar internet com seu iPhone via cabo USB Passo 1: No seu dispositivo Apple vá até seus ajustes, depois e ative o acesso pessoal e escolha somente USB na caixinha que pedir. Passo 2: Agora faremos tudo no Windows. Abra sua "Central de Rede e Compartilhamento" e vá até "Alterar as configurações do adaptador" no menu à esquerda. Você irá encontrar uma nova conexão que provavelmente se chamará Ethernet 2 - a minha se chama Apple, pois eu renomeei para ficar mais fácil. Para ter certeza que você está na conexão certa, ela d Autor Chakal Categoria Mobile (iOS / Android) Enviado 05-05-2020 09:58