Search the Community

Showing results for tags 'CS:GO'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • GGames
    • Anúncios
    • Críticas, dúvidas & sugestões
    • Project Nerd
  • Diversos
    • Vale Tudo
    • Notícias & Novidades
    • Análises & Reviews
    • Marketplace - Compra e Venda
    • Trackers & Warez
  • Plataformas
    • PC Master Racer
    • Xbox
    • Playstation
    • Nintendo
    • iOS / Android / Portáteis
    • Retrô / Emuladores
  • E-Sports
    • LOL - League of Legends
    • Counterstrike Global Offensive
    • Apex Legends
    • Overwatch
    • Fortnite
  • Must Have
    • Minecraft
    • GTA V - Grand Theft Auto 5
    • Battlefield
    • PUGB - Playerunknown's Battlegrounds
    • FIFA 2020 / PES 2020
    • No Man's Sky
  • Web & Design
    • Dicas e Tutoriais
    • Recursos para Download
    • Galeria
    • Desenvolvimento - Helpdesk
    • Pedidos
  • Área VIP
    • Tutoriais VIP
    • Downloads VIP
    • Críticas, dúvidas & sugestões
  • Battlefield 1's Regras
  • Trainers/Hackers's Tópicos
  • PC Master Racer's Discussões Master Racer
  • Grand Chase's Servidores Online
  • Grand Chase's Discussão Geral
  • FREE Club's's Google Play
  • FREE Club's's Pc

Product Groups

There are no results to display.

Blogs

There are no results to display.

There are no results to display.

Categories

  • Jogos
    • Traduções de Jogos - Português Brasil
    • Emuladores
    • Utilitários
    • Cheats / Trainers / Mods
    • Save Games
  • Softwares & APP - Windows
    • Sistemas Operacionais
    • Produtividade e Office
    • Drivers e Essenciais
    • Segurança e Desempenho
    • Internet e Navegadores
    • Multimídia
    • Utilitários
  • Criação e Desenvolvimento
    • Fontes
    • Vetores (Illustrator / Corel / PDF)
    • Images (PSD / PNG / Alta Resolução)
    • HTML5 / CSS3
    • PHP / MySQL
    • Wordpress | CMS
    • IPBOARD | IPS

Categories

  • Wiki - Como usar o GGames
  • PC - Dicas e Tutoriais
    • Internet | Emails
    • Sistemas Operacionais
    • Hardware | Redes | Periféricos
    • Redes Sociais | Messengers
    • Hacker | Invasão
    • Softwares | Downloads | Uploads
  • Plataformas
    • Xbox
    • Playstation
    • Mobile (iOS / Android)
    • Emuladores / Retrô
    • Nintendo
  • Web Design
    • HTML | CSS | Javascript
    • Wordpress | Joomla | CMS
    • Magento | Woocommerce | Shopify
    • PHP | MySQL
    • IPB | PHPBB | VBulletin | Xenforo | MyBB
    • Hospedagem | Domínio | Servidor
  • Design Gráfico
    • Photoshop
    • Fireworks
    • Illustrator
    • CorelDRAW
    • Impressão 3D | Modelagem 3D
  • Tutoriais VIP
    • Tutorial VIP
  • Grand Chase's Dicas e Tutoriais

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Quem sou


Steam


Discord


Skype


PlayStation ID

Found 54 results

  1. Hello! Estou criando o tópico sem muita esperança, mas vai que eu estou enganado, né? Desde que comecei a jogar CSGO, passei a acompanhar os campeonatos. E passei a virar jogador assíduo do modo competitivo do game. Dito isso, gostaria de ver se mais alguém no fórum joga para podermos montar um time. Não é a intenção participar de campeonatos, nem nada do gênero (ainda), mais por diversão e também porque é comprovado que party fechada é mais divertido do que entrar em um game coletivo e não conhecer ninguém. Logo, para quem já possui o jogo (que é free-to-play) e tiver interesse/disponibilidade, me manda um convite de amizade lá na Steam pra gente combinar algum horário ou, quando estivermos online de forma "acidental", trocarmos uma ideia e já formarmos um time para brincar. Não importa se você é prata, ouro, água, global... a intenção é se divertir. Valeu!
  2. A rodada de abertura do CLUTCH que aconteceria nesta segunda-feira (10) foi adiada. Gamers Club e BBL informaram que devido as fortes chuvas que ocorreram na cidade de São Paulo o evento estaria impossibilitado de acontecer. Desde as primeiras horas da madrugada desta segunda o temporal ganhou força na capital paulista. Com a grande quantidade de chuva várias ruas foram interditadas prejudicando a locomoção, além disso o corpo de bombeiros do município recomendou que a população evite sair de casa. Os jogos que aconteceriam nessa segunda foram alterados para quarta-feira (12), enquanto que os da quarta acontecerão na quinta-feira (13). Confira: Quarta-feira, 12 de fevereiro 18h15 RED Canids vs Vivo Keyd 20h30 Isurus vs Alma Gaming Quinta-feira, 13 de fevereiro 18h15 DETONA Gaming vs Soberano Team 20h30 W7M Gaming vs Bravos Gaming Para este ano o torneio terá R$150 mil de premiação para cada uma das duas edições. Fonte: Draft5
  3. A FURIA Esports derrotou a MIBR na última rodada do Grupo A da ESL Pro League Season 10 - Americas. Em uma série melhor de três partidas (MD3) na noite desta quinta-feira (10), a FURIA derrubou a invencibilidade da MIBR na competição de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) e venceu os brasileiros por 2 a 1, com parciais de 16-5, na Overpass, 11-16, na Train, e 16-14, na Mirage. Apesar do resultado, a MIBR permanece na liderança do Grupo A, mas depende do resultado de Team Envy x Swole Patrol para confirmar a vaga na etapa final da ESL Pro League. Já a FURIA passará pela repescagem para conquistar a vaga nas finais. A Overpass foi amplamente dominada pela FURIA. Com um lado Terrorista consistente, eles não deram chances para a MIBR reagir e conseguiram uma larga vantagem de 12-3. Na virada de lados, a MIBR até esboçou uma reação, mas não foi capaz de quebrar o bom momento da FURIA, que venceu por 16-5. Depois, na Train, as equipes brasileiras fizeram um confronto acirrado na primeira metade, mas a MIBR sobrou como CT e fechou a conta em 16-11. Por fim, na Mirage, a FURIA soube aproveitar dos pequenos erros da MIBR e fechou o confronto em 16-14. A ESL Pro League Americas é um qualificatório que reúne equipes de todo o continente americano. Ao todo, são destinadas seis vagas para a ESL Pro League Finals, que acontecerá na cidade de Odense, Dinamarca, em dezembro. A etapa final da ESL Pro League distribuirá um total de US$ 600 mil (cerca de R$ 2,4 milhões) em prêmios. Fonte: TechTudo No outro jogo do Grupo A, a Envy bateu a Swole Patrol por 2:0. Com o resultado, 3 equipes ficaram empatadas em 1º lugar do Grupo A, estando a MiBR em vantagem devido à diferença de rounds ganhos, principalmente por não terem cedido nenhum mapa nos dois primeiros jogos. A MiBR se junta à mousesports na lista de times já classificados para as finais da ESL Pro League Season 10. FURIA e Envy. FURIA e Envy avançaram para a segunda fase de grupos da América, que acontecerá entre 13 e 18 de novembro, enquanto que a Swole Patrol foi rebaixada por ter terminado em último lugar. Fonte: HLTV (adaptado por jlaM)
  4. A última rodada da primeira fase do campeonato agora tem grandes chances de terminar com três equipes empatadas em 2:1, cabendo à MiBR bater a FURIA em seu último compromisso para evitar tal situação e terminar esta fase invicta. Depois de vencer a Envy por 2-0 na abertura do campeonato, a MiBR tentou repetir o feito contra a Swole Patrol. Gabriel "FalleN" Toledo e companhia começaram com o pé direito, vencendo 5 rounds seguidos na Vertigo, mapa de escolha do oponente, até que em um round-pistol, os gringos conseguiram responder com 3 rounds em sequência. Um triple-kill de Fernando "fer" Alvarenga colocou a MiBR de volta nos trilhos, permitindo abrir uma diferença de 9:3, fechando o primeiro half em 9:6. Virados os lados a MiBR conseguiu nova boa sequência, de quatro rounds, colocando-os próximos ao math point. A Swole Patrol até tentou revidar, novamente vencendo três rounds, mas não foi suficiente para segurar o ímpeto dos brasileiros, que venceram o mapa de abertura da segunda rodada por 16:9. O sofrimento da Swole Patrol continuou na Mirage, no que a MiBR iniciou forte com seis rounds do lado TR. O bom aproveitamento de Jaccob "yay" Whiteaker e Jordan "Zellsis" Montemurro deram um "respiro" para a Swole Patrol, que conseguiram reduzir a diferença para um 5:10 na primeira metade. Inutilmente, já que a MiBR conseguiu fechar o mapa por 16:6, vencendo o MD3 por 2:0. Não se iludam, caros leitores! A Swole Patrol é apenas a #58 do ranking da HLTV. O bicho vai pegar a partir do jogo da MiBR contra a FURIA, hoje, às 21:25 - horário de Brasília. A FURIA jogou contra a Envy no outro confronto do Grupo A, com Noah "Nifty" Francis ajudando sua equipe a abrir uma diferença de 2:0 na Nuke, após conseguir um quad-kill no round pistol. Os furiosos responderam rapidamente, tão logo chegaram no primeiro round armado, vencendo seis rounds seguidos, no que a Envy devolveu vencendo três rounds em sequência. Os brasileiros fecharam a primeira metade em 9:6, e embora a Envy tenha conseguido vencer outros dois rounds, inclusive o round pistol da segunda metade, a FURIA fechou o mapa de escolha da Envy por 16:9. Um triple-kill de Vinicius "VINI" Figueiredo abriu o mapa2 para a FURIA, e o time conseguiu vencer os seis primeiros rounds da Mirage. A Envy devolveu três rounds, mas um clutch 1v3 de Deagle por Kaike "KSCERATO" Cerato devolveu a confiança da FURIA, no que a equipe conseguiu recuperar o controle e vencer a primeira metade por 10:5. A virada de lados mostrou-se providencial em favor da Envy, que rapidamente venceu sete dos primeiros oito rounds do lado TR, sempre punindo o estilo agressivo da FURIA. As equipes chegaram ao 14:14, mas foi a Envy quem conseguiu abrir a vantagem e finalizar o mapa2 por 16:14, forçando o tie-break. Na Vertigo a Envy começou como CT, vencendo quatro dos primeiros cinco rounds. A FURIA estava implacável, continuando a atacar os setups defensivos da Envy, tendo perdido apenas mais dois rounds na primeira metade, fechando o half com três rounds de vantagem. A vitória no round-pistol e também em um anti-eco garantiram um 11:6 para os furiosos, e foi a partir daí que a Envy começou a escalar no placar, equalizando-o com cinco rounds vencidos em sequência. Um triple-kill do VINI em um round pistol forçado fez com que a FURIA voltasse ao jogo, com as duas equipes trocando rounds até alcançarem novamente o placar de 14:14. Assim como na Mirage, Envy mostrou-se superior nos momentos decisivos, fechando o mapa em 16:14 e a MD3 em 2:1. Hoje, 10/out, às 21:25, as equipes brasileiras se enfrentam. A MiBR podendo fechar o group stage em primeiro, ou a FURIA podendo forçar a necessidade de desempate pela quantidade de rounds vencidos, se bater a MiBR. As partidas são transmitidas no canal oficial da ESL na Twitch, sendo também possível assistir em Português no canal do Gaulês. Fonte: HLTV (tradução e adaptação por jlaM)
  5. A MiBR passou fácil pela Envy por 2:0 na partida inaugural da ESL Pro League Season 10 Americas, enquanto que a FURIA bateu a Swole Patrol pelo mesmo placar na segunda partida do evento. Embora Inferno tenha sido o mapa de escolha da Envy, os brasileiros da MiBR fizeram parecer que a escolha foi deles, engatando 9 rounds seguidos desde o início do confronto. No décimo round, Noah "Nifty" Francis e Bradley "ANDROID" Fodor conseguiram um Double Kill cada para garantir o primeiro dos três rounds em favor da equipe norte-americana na primeira metade do confronto. Porém, após vencer o segundo round-pistol, após a virada de lados, a MiBR conseguiu fechar a vitória do primeiro mapa da MD3 por 16:5. O resultado do primeiro mapa foi uma ótima surpresa, dado o histórico recente da MiBR jogando na Inferno. Agressivando também na Mirage, a MiBR abriu 4:0 até que a Envy conseguiu se equilibrar, vencendo dois rounds na sequência antes de a MiBR abrir 8:2. Depois disso, a equipe da casa conseguiu ressurgir, tendo a MiBR fechado o half em 9:6. Após a virada de lados, a Envy conseguiu ganhar o round-pistol e emendou 5 rounds em sequência, ficando à frente da MiBR pela primeira vez quando o placar marcava 9:11. A Envy, porém, não conseguiu ficar à frente por muito tempo. Gabriel "FalleN" Toledo e Vito "kNgV-" Giuseppe iniciaram um setup de duas AWPs e passaram a dominar as tentativas de domínio dos bomb-sites por parte da Envy. A equipe de Nifty conseguiu vencer apenas mais um round, no que os brasileiros fecharam o mapa em 16:12 e a série em 2:0. A MiBR mostrou uma calma que não mostrou nos jogos anteriores da equipe. Ainda é cedo para tirar qualquer conclusão, mas novamente enchem os espectadores de expectativa para o restante do torneio. A MiBR volta a jogar hoje, dia 09, às 21:25 (horário de Brasília) contra a Swole Patrol. Já a partida da FURIA começou com a equipe da Swole Patrol abrindo 2:0, também na Inferno, graças a dois clutches de Jordan "Zellsis" Montemurro. Porém, graças ao esforço individual de Andrei "arT" Piovezan, e ao estilo agressivo da FURIA, os brasileiros conseguiram vencer seis rounds em sequência, deixando o confronto com o placar de 6:2 em favor dos furiosos. A Swole Patrol conseguiu vencer mais quatro rounds na primeiro half do mapa1, mas arT manteve a compostura fechando a primeira metade por 9:6. O round-pistol seguinte foi vencido pela FURIA, que emendou mais 4 rounds em sequência. Yassine "Subroza" Taoufik conseguiu dois quad kills para tentar ajudar a Swole Patrol a se reerguer, mas não foi suficiente. A FURIA venceu os 4 rounds seguintes, com o arT fechando o mapa com 33 kills e o mapa fechado em 16:12. No segundo mapa, a Swole Patrol novamente deu as cartas no início do jogo, tendo aberto 3:0 na Vertigo, mapa de escolha da FURIA. Mas os brasileiros novamente conseguiram dar a volta por cima e fecharam a primeira metade em 9:6. arT e companhia aumentaram sua vantagem após a virada de lados para 11:7, mas um apagão dos brasileiros e uma performance invejável de Jaccob "yay" Whiteaker ajudou os donos da casa a virarem a partida para 11:12. Um eco da FURIA combinado com um rush A foi o que permitiu os brasileiros a retomarem a liderança, tendo a Swole Patrol vencido apenas mais um round e o mapa sendo vencido pelos furiosos por 16:13. A FURIA volta a jogar na madrugada de quarta para quinta-feira, às 01:25, contra o Team Envy. Após os confrontos de abertura, temos a MiBR e a FURIA em primeiro lugar do Grupo A, ambas com uma vitória estando a MiBR à frente devido à quantidade de rounds de diferença em suas vitórias. As partidas são transmitidas no canal oficial da ESL na Twitch, sendo também possível assistir em Português no canal do Gaulês. Fonte: HLTV (tradução e adaptação por jlaM)
  6. A ESL Pro League de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) Season 10 começa na próxima terça-feira (8). A competição classificatória unirá os times da América do Norte e América do Sul em um único grupo - o Américas. Na temporada regular as equipes serão distribuídas com base no ranking mundial da ESL. As brasileiras MIBR, FURIA Esports, DETONA Gaming e Sharks Esports estão confirmadas na competição. Já as finais mundiais da Season 10 acontecem entre os dias 3 e 8 de dezembro em Odense, na Dinamarca, e vai contar com times de outras regiões do mundo. Os jogos serão transmitidos ao vivo em inglês e português pelos canais oficias da ESL na Twitch TV, YouTube e Facebook. O prêmio total do torneio é de US$ 600 mil (R$ 2,4 milhões), dos quais US$ 250 mil (R$ 1 milhão) vão para o time vencedor. O campeão também garante uma vaga no Intel Extreme Masters (IEM) Katowice de 2020. Confira, a seguir, formato, times e calendário de jogos da ESL Pro League Season 10 - Américas. FORMATO A competição será dividida em duas etapas. Na primeira, disputada no sistema de pontos corridos, os times serão divididos em quatro grupos. Todas as partidas serão jogadas em séries melhores de três (MD3), onde os vencedores de cada grupo se classificarão direto para as finais mundiais. Os times que terminarem em segundo e terceiro lugar, vão para segunda etapa, e os que ficarem em quarto lugar irão jogar a repescagem. A segunda etapa será mais uma vez disputada em sistema de pontos corridos, e cada grupo terá quatro times. Todas as partidas serão jogadas em MD3, e o vencedor de cada grupo se classifica para as finais mundiais. TIMES Pelo segundo ano seguido, a Pro League de CS:GO será jogada em novo formato, com 16 times na disputa. Evil Geniuses, Team Liquid, MIBR, Cloud9, Renegades, eUnited, Complexity, FURIA Esports, Swole Patrol e Team Envy são os norte-americanos. Já DETONA Gaming, Isurus Gaming, Infinity Esports e Sharks Esports representam a América do Sul. As equipes da Luminosity e Ghost Gaming perderam suas vagas depois de liberarem suas line ups. Os substitutos ainda não foram anunciados. Os brasileiros da MIBR e DETONA Gaming garantiram a vaga após ficarem entre os oito primeiros nas finais mundiais da Season 9. Já a FURIA se classificou com a vitória no ESEA Premier S31 #1. A Sharks Esports marcou sua presença ao vencer a repescagem sul-americana da Season 9. CALENDÁRIO Pelo segundo ano seguido, a Pro League de CS:GO será jogada em novo formato, com 16 times na disputa. Evil Geniuses, Team Liquid, MIBR, Cloud9, Renegades, eUnited, Complexity, FURIA Esports, Swole Patrol e Team Envy são os norte-americanos. Já DETONA Gaming, Isurus Gaming, Infinity Esports e Sharks Esports representam a América do Sul. As equipes da Luminosity e Ghost Gaming perderam suas vagas depois de liberarem suas line ups. Os substitutos ainda não foram anunciados. Os brasileiros da MIBR e DETONA Gaming garantiram a vaga após ficarem entre os oito primeiros nas finais mundiais da Season 9. Já a FURIA se classificou com a vitória no ESEA Premier S31 #1. A Sharks Esports marcou sua presença ao vencer a repescagem sul-americana da Season 9. Fonte: TechTudo
  7. A equipe brasileira da MIBR foi confirmada em mais um desafio após a reformulação do elenco. Na manhã desta terça-feira (10), os brasileiros foram anunciados como uma das equipes participantes do V4 Future Esports Festival. Além da MIBR, outras equipes também foram confirmadas no campeonato. No Grupo A, a mousesports divide espaço com a Virtus.pro, Tricked e EZ4ME. Compõe o Grupo B, além da MIBR, a Ninjas in Pyjamas, GAMERZONE e adwokacik. A competição será realizada em formato de dupla eliminação e os três primeiros de cada grupos irão avançar aos playoffs. A fase decisiva será disputada em formato de eliminação simples. Todas as partidas serão MD3. Será o segundo evento que a adição recente da equipe, Vito “kNg” Giuseppe, competirá pelo novo time. Antes, a MIBR irá para Moscou e participará da BLAST Pro Series. A V4 Future Esports Festival será realizada entre os dias 18 e 22 de setembro, em Budapeste, Hungria e terá uma premiação total de € 300 mil. Fonte: Mais eSports
  8. O StarLadder Berlin Major 2019 de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) terminou neste domingo (8) com o tetracampeonato mundial da Astralis. Os dinamarqueses derrotaram a AVANGAR na final e subiram para a segunda colocação do ranking da HLTV. Além do título europeu, o Major contou com outros destaques individuais. Confira, a seguir, atletas que brilharam em estatísticas como rating, headshots e eliminações. Rating 2.0 Denis ''electronic'' foi o atleta com o maior rating do campeonato (1.31). O rifler da Natus Vincere se apresentou de forma consistente e foi um dos destaques do quinteto europeu. O rating é a estatística mais importante do Counter-Strike, pois, traduz, de forma precisa, a performance individual dos jogadores em um determinado período. O cálculo leva em conta algumas variáveis como taxa de eliminações, impacto e dano. 1º – electronic (Na'Vi) – 1.31; 2º – allu (ENCE) – 1.27; 3º – Kjaerbye (North) – 1.27. Dano por round Denis ''electronic'' também foi o atleta com a maior taxa de dano por round (92.5). O jogador russo brilhou ofensivamente pela Na'Vi e foi a maior fonte de kills da organização ucraniana. Contra a MIBR, por exemplo, o rifler foi o grande destaque do confronto que eliminou o time brasileiro. Na série, electronic esteve no topo do ranking de eliminações (59) e ADR (119.8). Markus ''Kjaerbye'' e Jonathan ''EliGE'' completam o pódio. 1º – electronic (Na'Vi) – 92.5; 2º – Kjaerbye (North) – 91.1; 3º – EliGE (Liquid) – 87.9. Eliminações totais Nicolai ''device'', MVP do StarLadder Berlin Major 2019, liderou a categoria ''eliminações totais''. O AWPer da Astralis foi o atleta que mais acumulou kills no torneio (313), independentemente da arma utilizada. Junto com os seus companheiros, o dinamarquês conquistou o título da competição e alcançou o tetracampeonato mundial, entrando para a história do CS:GO. 1º – device (Astralis) – 313; 2º – jkaem (Renegades) – 283; 3º – Magisk (Astralis) – 282. KAST Aleksandr ''s1mple'', atual melhor do mundo e AWPer da Na'Vi, terminou a campanha no topo do ranking KAST (Kill Assist Survived Traded) com 79% de participação. A estatística analisa a atividade de um jogador, isto é, o cálculo identifica a porcentagem de rounds totais em que o player executou pelo menos uma destas quatro ações: eliminação, assistência, sobrevivência ou troca. Jere ''sergej'' e Philip ''aizy'' completam o top 3. 1º – s1mple (Na'Vi) – 79%; 2º – sergej (ENCE) – 77.6%; 3º – aizy (North) – 77%. Headshots totais Justin ''jks'' se despediu da Alemanha na liderança de headshots totais (154), ou seja, eliminações com tiros na cabeça. O rifler da Renegades foi um dos principais nomes da histórica campanha australiana. A organização da Oceania eliminou equipes de peso como ENCE e G2 Esports, chegou longe nos playoffs e alcançou as semifinais da competição. Sanjar ''SANJI'' e Alexey ''qikert'', ambos da AVANGAR, também brilharam no quesito. 1º – jks (Renegades) – 79%; 2º – SANJI (AVANGAR) – 77.6%; 3º – qikert (AVANGAR) – 77%. Fonte: TechTudo
  9. A agenda da BLAST Pro Series Moscow 2019 de Counter-Strike: Global Offensive está definida. A MIBR será a representante brasileira na competição e estreia contra a Natus Vincere. O torneio acontece na Rússia, em Moscou, e terá uma duração de apenas dois dias: 13 e 14 de setembro. Seis equipes disputarão entre si o título e a maior parte da premiação de US$ 250 mil - aproximadamente R$ 1 milhão. Confira a agenda completa da BLAST Pro Series Moscow 2019 abaixo no horário de Brasília: 13 de setembro 8h15: forZe vs AVANGAR - MD3 (decisão da última vaga) 14h45: ENCE vs Vitality - MD1 14h45: NiP vs ? - MD1 14h45: Natus Vincere vs MIBR - MD1 16h15: NiP vs MIBR- MD1 16h15: Vitality vs ? - MD1 16h15: Natus Vincere vs ENCE - MD1 14 de setembro 7h30: Natus Vincere vs ? - MD1 7h30: ENCE vs MIBR - MD1 7h30: Vitality vs NiP - MD1 8h50: Natus Vincere vs Vitality - MD1 8h50: MIBR vs ? - MD1 8h50: NiP vs ENCE - MD1 10h10: Vitality vs MIBR - MD1 10h10: ENCE vs ? - MD1 10h10: Natus Vincere vs NiP - MD1 11h30: BLAST Pro Series Stand-off 12h30: Grand final - MD3 A BLAST Pro Series Moscow é um dos últimos eventos da organizadora no ano. Além dele, a RFRSH Entertainment tem apenas mais dois marcados - Copenhagen 2019 e Global Final - completando sete em apenas um ano competitivo. Fonte: Versus
  10. A MIBR deu adeus ao StarLadder Berlin Major 2019 de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) com três derrotas e uma vitória. Os brasileiros não conseguiram conquistar o status Legends na competição após perderem contra a Natus Vincere neste sábado (31). O confronto melhor de três jogos contra a Na'Vi terminou em 2 a 0. O primeiro mapa, Mirage, teve resultado favorável para os europeus por 16 a 11. Na Inferno, o placar foi ainda mais distante: 16 a 4 para o quinteto de s1mple e companhia. Pelos resultados do time, os brasileiros já possuem vaga no próximo Major - mas o grupo não passará direto para a segunda fase da competição como de costume, e sim pelo Challenger Stage. Será a primeira vez que isso acontece no time de FalleN desde 2015, já que o jogador sempre se classificou entre os oito primeiros colocados em Majors nestes quatro anos de competições internacionais. O próximo compromisso da MIBR será na BLAST Pro Series Moscow, na Rússia, nos dias 13 e 14 de setembro. O torneio terá US$ 250 mil em premiação, um total de R$ 1 milhão na conversão atual do Dólar. Provavelmente o time brasileiro apresentará seu quinto jogador (substituto de Marcelo "coldzera" David) na BLAST. Fonte: Versus
  11. A MIBR acaba de disputar sua segunda partida pelo StarLadder Berlin Major 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. Na estreia, realizada na última quarta-feira (28), a equipe emplacou uma vitória sobre a Ninjas in Pyjamas no mapa Dust 2. Já nesta quinta-feira (29), os brasileiros enfrentaram a ENCE e perderam por 16 a 8 na Inferno. O confronto Com uma grande retomada no bombsite B e um estilo de jogo solto e agressivo, a MIBR abriu 4 a 0 no placar de contra-terrorista. Na sequência o bombsite A se tornou o caminho da vitória da ENCE que virou a contagem de pontos para 8 a 5. No finalzinho do primeiro tempo cada time fez uma rodada e a vitória parcial ficou ao lado dos finlandeses em 9 a 6. Na segunda etapa a MIBR foi bem no pistol e no anti-eco novamente, mas ficou apenas nisso... Bastou a ENCE se armar para dominar o Brasil por completo com defesas sempre muito bem posicionadas , avanços pontuais e muitas first kills. TACO e companhia tentaram resistir até o fim, mas não foram capazes. Placar final: 16 a 8 para a ENCE. O campeonato O Berlin Major de CS:GO acontece na Alemanha, entre 23 de agosto e 8 de setembro. Por lá, 24 equipes entraram na busca do status de lenda, do título e da maior parte da premiação de US$ 1 milhão - ultrapassando R$ 4 milhões na atual cotação do Dólar. O Brasil iniciou sua caminha na competição com três representantes - FURIA, INTZ e MIBR. Os intrépidos acabaram eliminados pela Grayhound enquanto a FURIA caiu diante da Syman Gaming. Com isso, a MIBR segue sendo a única representante brasileira em Berlim. Fonte: Versus
  12. A MIBR enfim estreou pelo StarLadder Berlin Major 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. O hype da torcida era imenso e os números das transmissões só cresciam no aguardo pelo grande momento. O primeiro adversário do time brasileiro foi a Ninjas in Pyjamas no mapa Dust 2. Por lá, as equipes fizeram um jogo equilibrado e emocionante do início ao fim, o qual terminou em vitória da MIBR por 16 a 12. O confronto A MIBR não poderia começar melhor a partida como contra-terrorista. Comandados por zews, a equipe esbanjou confiança e dinamismo para abrir 6 a 1 no placar. Após isso a NiP resistiu, conseguiu uma boa ascensão, mas não conseguiu superar o time brasileiro que seguiu bem até o final do primeiro tempo que marcava o placar parcial de 9 a 6. Após a boa atuação do Brasil, a segunda etapa foi pautada por grande equilíbrio entre as partes. O jogo estava completamente aberto e cada rodada era resolvida nos últimos momentos. Depois do 12 a 12, a MIBR reassumiu o controle da situação, quebrou a economia inimiga e fechou a conta em 16 a 12. O campeonato O Berlin Major de CS:GO acontece na Alemanha, entre 23 de agosto e 8 de setembro. Por lá, 24 equipes entraram na busca do status de lenda, do título e da maior parte da premiação de US$ 1 milhão - ultrapassando R$ 4 milhões na atual cotação do Dólar. O Brasil iniciou sua caminha na competição com três representantes - FURIA, INTZ e MIBR. Os intrépidos foram pela Grayhound enquanto a FURIA caiu diante da Syman Gaming. Com isso, a MIBR segue sendo a única representante brasileira em Berlim. Fonte: Versus
  13. Os primeiros resultados do Brasil no StarLadder Major Berlin foram mistos. Enquanto a FURIA Esports estreou vencendo, a INTZ eSports acabou atropelada em seu compromisso inicial no mundial de Counter-Strike: Global Offensive. Os jogos aconteceram na manhã desta sexta-feira. A FURIA bateu a HellRaisers por 16-6 na Inferno. A INTZ foi derrotada por 5-16 pela North na Train. Andrei “arT” Piovezan comandou um lado CT sólido para construir uma vantagem já no primeiro tempo, levando a melhor por 11-4. Como terroristas, os brasileiros seguiram no controle da partida e não demoraram para fechar o jogo em 16-6. Os Intrépidos, por sua vez, não tiveram um bom desempenho em seu primeiro compromisso no major. Na Train, a equipe começou no lado terrorista – que tem sido seu trunfo -, mas foi “amassada” pela North por 14-1. Depois da troca de lados, a INTZ encaixou quatro pontos, mas não foi o suficiente para embalar – no final, 16-5 para os dinamarqueses. Com recordes diferentes, FURIA e INTZ voltam a jogar ainda nesta sexta-feira, com adversários ainda indefinidos. Fonte: Mais eSports
  14. O StarLadder Berlin Major 2019 começa nesta semana. A mais nova edição da maior competição do Counter-Strike: Global Offensive acontece na Alemanha, entre 23 de agosto e 8 de setembro. Por lá, serão 24 equipes em busca do status de lenda, do título e da maior parte da premiação de US$ 1 milhão - mais do que R$ 4 milhões na atual cotação do Dólar. Na primeira etapa, FURIA e INTZ representam o Brasil e lutam para avançar no campeonato. A partir da segunda a MIBR também entra em ação para completar o trio brasileiro. Acompanhe a seguir o guia com as informações mais importantes do evento, desde as line-ups até a agenda completa de confrontos. Os Desafiantes FURIA Yuri "yuriih" Santos Kaike "kscerato" Cerato Andrei "arT" Piovezan Vinicius "VINI" Figueiredo Rinaldo "AbleJ" Júnior Nicholas "guerri" Nogueira (treinador) INTZ Vito "kNg" Giuseppe Marcelo "Chelo" Cespedes Alexandre "xand" Zizi Gustavo "yeL" Knitell Lucas "destinyy" Bullo Alessandro "Apoka" Marcucci (treinador) NRG Damian "daps" Steele Vincent "Brehze" Cayonte Cvetelin "CeRq" Dimitrov Ethan "nahtE" Arnold Tarik "tarik" Celik Chet "ImAPet" Singh (treinador) Team Vitality Nathan "NBK" Schmitt Dan "apEX" Madesclaire Cédric "RpK" Guipouy Mathieu "ZywOo" Herbaut Alex "ALEX" McMeekin Rémy "XTQZZZ" Quoniam AVANGAR Timur "buster" Tulepov Alexey "qikert" Golubev Ali "Jame" Djami Sanjar "SANJI" Kuliev Dauren "AdreN" Kystaubayev Dastan "dastan" Akbaev (treinador) Grayhound Gaming Erdenetsogt "erkaSt" Gantulga Chris "dexter" Nong Oliver "DickStacy" Tierney Liam "malta" Schembri Simon "Sico" Williams Neil "NeiL_M" Murphy (treinador) G2 Esports Richard "shox" Papillon Kenny "kennyS" Schrub Lucas "Lucky" Chastang Audric "JaCkz" Jug François "AmaNEk" Delaunay Damien "maLeK" Marcel (treinador) TyLoo HaoWen "somebody" Xu Hansel "BnTeT" Ferdinand YuLun "summer" Cai YuanZhang "attacker" Sheng Wing Hei "Freeman" Cheung HellRaisers Kirill "ANGE1" Karasiow Issa "ISSAA" Murad Tomáš "oskar" Šťastný Christian "loWel" Garcia Žygimantas "nukkye" Chmieliauskas compLexity Rory "dephh" Jackson Shahzeeb "ShahZaM" Khan Ricardo "Rickeh" Mulholland Hunter "SicK" Mims Owen "oBo" Schlatter Matt "Warden" Dickens Mousesports Chris "chrisJ" de Jong Robin "ropz" Kool Finn "karrigan" Andersen Özgür "woxic" Eker David "frozen" Čerňanský Allan "Rejin" Petersen Team North Philip "aizy" Aistrup Valdemar "valde" Bjørn Markus "Kjaerbye" Kjaerbye Nicklas "gade" Gade Jakob "JUGi" Hansen Torbjørn "mithR" Nyborg (treinador) CR4ZY Nestor "LETN1" Tanić Nemanja "huNter-" Kovač Nemanja "nexa" Isaković Rokas "EspiranTo" Milasauskas Otto "ottoNd" Sihvo Luka "emi" Vuković (treinador) DreamEaters Anton "speed4k" Titov Semyon "kinqie" Lisitsyn Vladislav "Krad" Kravchenko Igor "Forester" Bezotecheskiy Svyatoslav "svyat" Dovbakh Alexander "zoneR" Bogatyrev (treinador) forZe Dmitriy "facecrack" Alekseyev Andrey "Jerry" Mekhryakov Almaz "almazer" Assadulin Bogdan "xsepower" Chernikov Evgeny "FL1T" Lebedev Anatoliy "liTTle" Yashin (treinador) Syman Gaming Sanzhar "neaLaN" Ishkakov Maksim "t0rick" Zaikin Ilya "Perfecto" Zalutskiy Ramazan "RamzikBO$$" Bashizov Nicolas "Keoz" Dgus Asset "Solaar" Sembiev (treinador) Lendas MIBR Gabriel "FalleN" Toledo Fernando "fer" Alvarenga Epitacio "TACO" de Melo Lucas "lucas1" Teles Wilton "zews" Prado Team Liquid Nicholas "nitr0" Cannella Jonathan "EliGE" Jablonowski Keith "NAF" Markovic Russel Twistzz"" Van Dulken Jake "Stewie2K" Yip Eric "adreN" Hoag (treinador) Astralis Nicolai "dev1ce" Reedtz Peter "dupreeh" Rasmussen Andreas "Xyp9x" Højsleth Lukas "gla1ve" Rossander Emil "Magisk" Reif Danny "zonic" Sørensen FaZe Clan Håvard "rain" Nygaard Nikola "NiKo" Kovač Ladislav "GuardiaN" Kovács Olof "olofmeister" Kajbjer Filip "NEO" Kubski Janko "YNk" Paunović (treinador) Natus Vincere Oleksandr "s1mple" Kostyliev Egor "flamie" Vasilyev Danylo "zeus" Teslenko Denis "Electronic" Sharipov Kirill "Boombl4" Mikhailov Mykhailo "kane" Blagin (treinador) ENCE Aleksi "allu" Jalli Aleksi "Aleksib" Virolainen Jere "sergej" Salo Jani "Aerial" Jussila Sami "xseveN" Laasanen Slaava "Twista" Räsänen (treinador) Ninjas in Pyjamas Patrik "f0rest" Lindberg Christopher "GeT_RiGhT" Alesund Fredrik "REZ" Sterner Jonas "Lekr0" Olofsson Maikil "Golden" Kunda Faruk "Pita" Pita (treinador) Renegades Aaron "AZR" Ward Justin "jks" Savag Joakim "jkaem" Myrbostade Jay "liazz" Tregillgas Sean "Gratisfaction" Kaiwai Aleksandar "kassad" Trifunović O calendário Sexta-feira (23/08) 7h: Vitality vs Syman - MD1 7h: NRG vs DreamEaters - MD1 8h15: G2 vs TYLOO - MD1 8h15: North vs INTZ - MD1 9h30: FURIA vs HellRaisers - MD1 9h30: mousesports vs forZe - MD1 10h45: AVANGAR vs Complexity - MD1 10h45: CR4ZY vs Grayhound - MD1 12h: 2º Rodada - MD1 12h: 2º Rodada - MD1 13h15: 2º Rodada - MD1 13h15: 2º Rodada - MD1 14h30: 2º Rodada - MD1 14h30: 2º Rodada - MD1 15h45: 2º Rodada - MD1 15h45: 2º Rodada - MD1 Sábado (24/08) 8h: 3º rodada - MD1 8h: 3º rodada - MD1 9h15: 3º rodada - MD1 9h15: 3º rodada - MD1 10h30: 3º rodada - MD3 10h30: 3º rodada - MD3 13h45: 3º rodada - MD3 13h45: 3º rodada - MD3 Domingo (25/08) 7h: 4º rodada - MD3 7h: 4º rodada - MD3 10h15: 4º rodada - MD3 10h15: 4º rodada - MD3 13h30: 4º rodada - MD3 13h30: 4º rodada - MD3 Segunda-feira (26/08) 7h: 5º rodada - MD3 10h15: 5º rodada - MD3 13h30: 5º rodada - MD3 Fonte: Versus
  15. Vito "kNg" Giuseppe está cada vez mais perto da MIBR . Após ter seu visto aprovado para os Estados Unidos, apenas burocracias separam o jogador do seu novo clube. Dito isto, a organização já está pensando até na estreia da sua nova estrela. Se depender da MIBR, a BLAST Pro Series Moscow 2019 será o palco de estreia de kNg. A informação veio do site Dexerto, nesta quinta-feira (15). A BLAST acontece entre 14 e 15 de setembro, em Moscou, na Rússia e será o primeiro grande evento após o StarLadder Major Berlin 2019. Até o fim do torneio alemão, Vito Giuseppe segue oficialmente como jogador da INTZ. Inclusive, ele e a equipe estarão presentes por lá, já na primeira etapa da competição. Eles foram o terceiro time brasileiro a se classificar para o Major de Berlim. Além deles, a própria MIBR e a FURIA também competem no evento. Os futuros ex-companheiros e companheiros de kNg já parecem no clima da transferência do jogador. Em entrevista ao Versus, Epitácio "TACO" de Melo da MIBR expressou grande admiração pelo sniper e disse que adoraria jogar ao seu lado. Já Gustavo "yeL" Knittel da INTZ disse que o grupo intrépido irá apoiá-lo, caso ele deseje sair da equipe. " Nós todos nos amamos e, se ir é o melhor pra ele, ninguém ficará chateado ou algo assim". Para acompanhar tanto a MIBR quanto kNg - ainda separados - acompanhe o StarLadder Major Berlin 2019 de CS:GO. O campeonato acontece entre 23 de agosto e 8 de setembro. Fonte: IGN Brasil
  16. O jogador de Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) da FURIA Kaike "kscerato" Cerato foi entrevistado no programa "Melhor de Dois", de Alexandre "GauleS" Borba, nesta terça-feira (6). Durante a conversa com o streamer, o pro player comentou sobre o rápido progresso da equipe, um possível MIBR vs FURIA e até fez uma prévia sobre um novo uniforme do time em parceria com a Nike. O bate-papo entre a dupla começou nostálgico, com Kscerato lembrando seu início no Counter-Strike, quando jogava "apenas para me distrair da realidade e esquecer dos problemas". Em seguida, ele revelou que ganhou seu primeiro salário como pro player na FURIA. Do início da caminhada dos furiosos fora do Brasil, em 2018, até a ascensão meteórica do time em 2019, pouco tempo se passou. Sobre esta trajetória de sucesso, Kscerato explicou que a FURIA chegou a seu momento atual por causa de muito trabalho e adaptação. "Nós brasileiros temos muita mira e nos comunicamos mal, enquanto os jogadores dos Estados Unidos apresentam o contrário. Lembro que perdemos de 16 a 14 para a Bravado três vezes e para outros times também. Sempre batíamos na trave e sentíamos que faltava algo. Depois de brigar bastante e perder muito, finalmente aprendemos com os nossos erros e mesclamos os estilos." De acordo com o pro player, um fator em comum fez o sexteto permanecer unido. "Somos muito diferentes, mas sempre almejamos a mesma coisa: ganhar. Por isso, deixamos nossas diferenças de lado e o resultado é o que vocês estão vendo hoje". De fato, a crescente da FURIA no cenário mundial impressionou. Eles cresceram tanto que até passaram a MIBR no ranking da HLTV. Ainda assim, Kscerato não gosta de comparar as duas equipes. "Depende muito da perspectiva que se enxerga. A MIBR é boa no que eles fazem e nós somos bons no que fazemos. Estou ansioso para saber como vai ser quando acontecer este embate, até porque, Brasil contra Brasil nunca é espanco - é sempre muito pegado." Sobre a rivalidade entre Oleksandr "s1mple" Kostyliev da Natus Vincere e Mathieu "ZywOo" Herbaut da Vitality, o veredito do brasileiro foi claro. "O s1mple não apareceu tanto quando jogou contra nós. Até brincamos na hora e comentamos entre nós: 'Ele é isso tudo mesmo?'", disse kscerato com sorriso no rosto. "Mas o Zywoo realmente é muito bom. Às vezes eu morria para ele e nem via de onde. Fora que o time dele joga muito bem em torno dele, o que ajuda ainda mais". Com a mente já pensando no Major, a FURIA terá apenas nove dias de bootcamp até o StarLadder Berlin 2019, uma das competições mais importantes do ano. Sobre o pouco tempo de treinamento, Kscerato tranquiliza a torcida: "É muito mais uma questão de qualidade do que de quantidade. O tempo que ficamos no Brasil serviu para relaxar o corpo, a mente e até a alma". O brasileiro deixou claro que prefere não criar expectativas para não se decepcionar depois. Ainda assim, ele cravou que o time quer "no mínimo o status de Lendas" e ainda revelou que terão novidades para os fãs no evento. "Eles [Nike e FURIA] tiveram apenas uma semana para fazer esta camisa. Não vestiremos nossa camisa de sempre no próximo Major. Novidades em breve…" O StarLadder Berlin Major 2019 de CS:GO acontece em Berlim, na Alemanha, entre 23 de agosto e 8 de setembro. Serão 24 equipes na disputa do título e da maior parte da premiação de US$ 1 milhão (aproximadamente R$ 3,8 milhões). Além da FURIA, MIBR e INTZ também estarão por lá. Confira toda a entrevista na íntegra no canal do Gaules na Twitch. Fonte: Versus
  17. A Syman Gaming foi uma das equipes felizardas que conseguiu vaga para o StarLadder Berlin Major 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. Porém, pouco após a felicidade da classificação, eles se depararam com um pedido inusitado da StarLadder, que solicitou a mudança da logo do time para a competição. Segundo o clube, o motivo do requerimento foi graças à semelhança com o símbolo da plataforma brasileira Gamers Club. Antes mesmo da polêmica, alguns fãs - principalmente brasileiros - já haviam notado que a Syman Gaming lembrava a GC. Até mesmo alguns memes surgiram em grupos do Facebook. A própria plataforma sabia da existência da equipe, mas garantiu que não tomou partido no caso. "A Gamers Club de forma alguma pediu ou interferiu em qualquer tipo de decisão.", cravou a assessoria da GC em contato com o Versus. Em suas redes sociais, a Syman expôs a situação e explicou seu ponto de vista. No final, eles afirmaram que não veem necessidade na mudança do logo. "Considerem que a Immortals não participará do Major e a Gamers Club não é um clube de esport. Acreditamos que as cobranças de plágio não são substanciais, portanto pedimos à Valve para reconsiderar sua decisão". Até o momento em que esta matéria foi escrita, a StarLadder não se pronunciou publicamente sobre o caso e não respondeu nossa reportagem. Visto que o Major começa em 23 de agosto e, antes disso, a organizadora do campeonato precisa lançar stickers e preparar toda o material de mídia, pode-se dizer que esta história não irá demorar para chegar ao fim. Fonte: Versus
  18. A FURIA está confirmada na Games Clash Masters 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. A equipe foi anunciada nesta quarta-feira (31), por meio das redes sociais do evento. Até o momento, eles são o único time brasileiro que marcará presença no campeonato. No anúncio, a organizadora chamou atenção para o "espírito brasileiro" dos furiosos e fez um vídeo promocional apresentando toda a line-up. Veja-o abaixo: Atualmente a FURIA ocupa a 9º posição no ranking da HLTV. Com isso, ela é a equipe mais bem ranqueada do Brasil e também da Games Clash, o que a torna uma das grandes favoritas ao título. A última aparição de Andrei "arT" Piovezan e companhia foi na EMF CS:GO World Invitational 2019. O evento consistia em apenas uma série melhor de cinco entre a própria FURIA e a AVANGAR. Os representantes brasileiros venceram por 3 a 1 e levaram para casa US$ 64 mil (cerca de R$ 240 mil). Antes de disputar a Games Clash Masters, a FURIA ainda tem outros compromissos. Um deles é o StarLadder Berlin Major 2019, que começa em 23 de agosto. Além deles, MIBR e INTZ também estarão por lá. Sediada em Gdynia, na Polônia, a Games Clash Masters 2019 acontece entre 20 e 22 de setembro. O torneio contará com uma premiação total de US$ 100 mil (cerca de R$ 377 mil) e oito times na disputa. Até o momento, a lista de participantes é a seguinte: FURIA Sprout BIG AGO Illuminar Gaming Fonte: Versus
  19. A nova Cache está pronta para estrear oficialmente em Counter-Strike: Global Offensive - pelo menos é isso que a ESL e o criador do mapa, FMPONE, indicaram. A organizadora de campeonatos divulgou uma imagem da planta do mapa com sinais positivos em todas as áreas e FMPONE retuitou em seu Twitter. Esta é uma prática que o próprio FMPONE fez durante todo o tempo que atualizava a Cache. A cada progresso, ele colocava uma imagem semelhante nas redes sociais, com o mesmo sinal de positivo em locais que estavam finalizados. Esta é a primeira vez que o sinal de cor verde preenche todo o mapa. A nova Cache ainda é um mistério para os jogadores. Algumas pistas surgiram na internet, como por exemplo esboços do bombsite e até mesmo texturas. Porém, ainda não há informações se eram apenas ideias ou o produto final. O mapa era considerado pelos jogadores como um dos mais balanceados. Além disso, ele também não exigia muitos FPS's de computadores menos potentes. Estas são as duas características que mais preocupam os fãs do jogo no momento. Veja o que já apareceu do novo mapa até o momento: Apesar de pronta, a nova Cache não tem uma data exata de estreia. Inclusive, a Valve não costuma avisar este tipo de atualização e apenas implementa mudanças de surpresa. Dada a proximidade com o StarLadder Berlin Major 2019, que começa em 23 de agosto, acredita-se que o mapa possa retornar após o evento. Fonte: Versus
  20. A MIBR acaba de estrear pela Intel Extreme Masters Chicago 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. O adversário da equipe no confronto de abertura foi a G2 Esports, em uma melhor de três. Após dois mapas disputados, os franceses fecharam a conta em 2 a 0 e mandaram os brasileiros para a lower. As escalações MIBR Gabriel "FalleN" Toledo Fernando "fer" Alvarenga Lucas "lucas1" Teles Epitacio "TACO" de Melo Wilton "zews" Prado G2 Esports Richard "shox" Papillon Kenny "kennyS" Schrub Lucas "Lucky" Chastang Audric "JaCkz" Jug François "AMANEK" Delaunay Damien "maLeK" Marcel (treinador) O confronto Overpass O primeiro mapa foi escolha da MIBR, porém, quem saiu na frente foi a G2. De terrorista, a França dominou os brasileiros tanto taticamente quanto na mira e emplacou 12 a 3 ainda no primeiro tempo. Na sequência, mesmo perdendo o pistol em um setup avançado da G2, a MIBR pregou resistência e levou a melhor no anti-eco. Com a vantagem bélica, FalleN e companhia conseguiram capitalizar mais alguns pontos, até a G2 se armar novamente e acabar de vez com a partida por 16 a 6. Dust 2 Apesar da dura derrota, a MIBR não se abateu e foi com tudo para o segundo mapa. Começando de contra-terrorista, foi a vez deles de terem um ótimo começo, chegando a vencer por 6 a 1. No entanto, a alegria durou pouco quando a dupla shox e kennyS brilhou e garantiu a vitória parcial de 8 a 7. No lado defensivo, a G2 se mostrou muito mais a vontade. O Brasil tentava de todas as formas, mas pouco incomodava as muralhas francesas. Desta forma, sob o comando de shox que ficou ainda mais inspirado, a G2 seguiu vencendo até o fim iminente, que teve o placar de 16 a 9. O campeonato A IEM Chicago 2019 de CS:GO acontece nos Estados Unidos entre 18 e 21 de julho, e conta com uma premiação de US$ 250 mil (aproximadamente R$ 934 mil na atual cotação do dólar). Oito equipes estarão na disputa do título e da maior parte da premiação. A única representante do Brasil é a própria MIBR. Apesar da derrota neste confronto, a MIBR ainda está viva no campeonato. Eles disputam ainda hoje outra MD3, contra o perdedor de Team Liquid, às 20h. A partir deste duelo, qualquer outro resultado que não seja a vitória significa na eliminação precoce do time da competição. Fonte: Versus
  21. A FURIA assegurou sua permanência no Americas Minor Berlin 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. A equipe enfrentou a eUnited nesta quinta-feira (18) e conseguiu sua primeira vitória no campeonato. Os mapas disputados foram Nuke e Overpass, ambos a favor dos brasileiros. As escalações FURIA Yuri "yuurih" Gomes Kaike "kscerato" Cerato Andrei "arT" Piovezan Vinicius "VINI" Figueiredo Rinaldo "ableJ" Moda Nicholas "guerri" Nogueira (treinador) eUnited Kaleb "moose" Jayne Austin "Cooper" Abadir Edgar "MarKE" Maldonado Victor "food" Wong Anthony "vanity" Malaspina Armeen "a2z" Toussi (treinador) O confronto Nuke A escolha do primeiro mapa foi da FURIA, que começou de terrorista. Por lá, eles começaram imparáveis cravando 6 a 0, mas sofreram uma virada incrível logo em seguida para 8 a 7. Sem desanimar, os brasileiros foram para a defesa, garantiram o pistol, a virada e dispararam na frente. Os norte-americanos ainda tentaram pregar resistência, mas venceram apenas uma rodada antes de serem superados em 16 a 9. Overpass Curiosamente, a primeira metade do segundo mapa foi bem semelhante a da Nuke. Mais uma vez a FURIA largou muito bem na frente e chegou a um novo 6 a 0. Também novamente, a eUnited não se deu por vencida e encostou em 7 a 5 no placar. A diferença foi que desta vez os brasileiros não permitiram a virada e garantiram a vantagem de 9 a 6 em um retake cirúrgico. Na troca de lados a situação complicou. Os norte-americanos buscaram e até mesmo viraram o jogo para 12 a 11. No entanto, em um forçado e com kscerato inspirado de CZ, a FURIA empatou, retomou a liderança e não parou mais de vencer até o fim de 16 a 12, além do 2 a 0 na série. O campeonato O Americas Minor de CS:GO acontece presencialmente na Alemanha entre 17 e 21 de julho e oferece duas vagas diretas no StarLadder Berlin Major 2019, além de outra na repescagem dos terceiros colocados regionais e um total de US$ 50 mil como premiação - aproximadamente R$ 187 mil. Por lá, cinco equipes brasileiras estarão na disputa: FURIA, INTZ, Luminosity, Sharks e Team One. Com esta vitória, os furiosos não só estenderam sua participação no torneio, como também garantiram o direito de disputar uma vaga nos playoffs. O confronto valendo a vaga na próxima fase será ainda hoje, às 8h, contra a Luminosity Gaming. Fonte: Versus
  22. A Luminosity Gaming acaba de estrear pelo Americas Minor Berlin 2019 de Counter-Strike: Global Offensive. O primeiro adversário dos brasileiros no campeonato foi a eUnited, na Dust 2. Por lá, os brasileiros começaram perdendo por muito, mas aplicaram uma reviravolta em grande jogo de Joao "felps" Vasconcellos, virando o placar para 16 a 11. As escalações Luminosity Lucas "steel" Lopes Gabriel "NEKIZ" Schenato Henrique "hen1" Teles Ricardo "boltz" Prass Joao "felps" Vasconcellos Rafael "zakk" Fernandes (treinador) eUnited Kaleb "moose" Jayne Austin "Cooper" Abadir Edgar "MarKE" Maldonado Victor "food" Wong Anthony "vanity" Malaspina Armeen "a2z" Toussi (treinador) O confronto A Luminosity começou a Dust 2 de terrorista, sofrendo grande pressão dos seus adversários. Com uma sólida defesa, a eUnited chegou a aplicar 6 a 0 diante de uma LG com poucos recursos táticos. Após um ACE de felps, os brasileiros acordaram na partida e retornaram com força total, diluindo a grande vantagem inimiga para apenas 8 a 7. Na segunda etapa, a Luminosity Gaming venceu bem o pistol, falhou nas rodadas seguintes e chegou a estar perdendo por 11 a 10. No entanto, quando eles conseguiram se fortalecer na economia, a equipe cresceu novamente no jogo, felps fez uma estreia memorável e a LG cravou 16 a 11 no placar. O campeonato O Americas Minor de CS:GO acontece presencialmente na Alemanha entre 17 e 21 de julho e oferece duas vagas diretas no StarLadder Berlin Major 2019, além de outra na repescagem dos terceiros colocados regionais e um total de US$ 50 mil como premiação - aproximadamente R$ 187 mil. Por lá, cinco equipes brasileiras estarão na disputa: FURIA, INTZ, Luminosity, Sharks e Team One. Com a vitória, a Luminosity volta a ação ainda hoje, às 7h30, valendo vaga nos playoffs. Fonte: Versus
  23. A Intel Extreme Masters (IEM) Chicago 2019, torneio de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO), acontece entre os dias 18 e 21 de julho nos Estados Unidos. O campeonato reúne oito equipes e o Brasil será representado pela MIBR, equipe comandada por Gabriel “FalleN” Toledo. O time chega em Chicago para mais uma competição com a atuação de Wilton “zews” Prado, que substitui Marcelo “coldzera” David após sua saída da line up titular. As equipes estão na disputa pelo prêmio total de US$ 250 mil (R$ 992,6 mil em conversão direta). Todas as partidas serão transmitidas ao vivo pelos canais oficiais da ESL e ESL Brasil na Twitch TV e YouTube. Confira, a seguir, os times, formato da competição e calendário de jogos do IEM Chicago 2019. Times participantes A IEM Chicago contará com oito participantes: MIBR, Team Liquid, Team Vitality, ENCE Esports, G2 Esports, Renegades, Team Envy e Heroic. Após o título da BLAST Pro Series Chicago, a Team Liquid aparece como grande favorita para mais uma conquista em solo americano. Logo atrás dela, está a Team Vitality, que vive um momento de ascensão, embalado por resultados positivos e grandes atuações do player Mathieu “ZywOo“ Herbaut. Os brasileiros da Made In Brasil vão em busca do título para fechar em alta esse momento conturbado de mudanças na equipe. A line up contará com Gabriel ''FalleN'' Toledo, Fernando ''fer'' Alvarenga, Epitácio ''TACO'' de Melo, Lucas “LUCAS1” Teles e Wilton “zews” Prado. Formato A fase de grupos da IEM Chicago será no formato de dupla eliminação. No Grupo A estão MIBR, Team Liquid, G2 Esports e Team Envy. Já no grupo B, estão Team Vitality, ENCE, Renegades e Heroic. Após a estreia, os vencedores e os perdedores do primeiro jogo se enfrentam. No jogo dos vencedores, quem ganhar estará classificado para as semifinais. No jogo dos perdedores, o vencedor encara o derrotado do outro duelo na chamada Decider Match. Quem vencer, está nos playoffs, e o time que perder pela segunda vez está automaticamente desclassificado. Todos os confrontos da fase de grupos e semifinais da IEM Chicago serão disputados em séries de melhor de três mapas (MD3). A grande final será em melhor de cinco (MD5). Premiação Ao todo, a IEM Chicago dará US$ 250 mil (R$ 992,6 mil) em premiação. O vencedor fatura US$ 125 mil (R$ 496,3 mil) e o segundo colocado fica com a soma de US$ 50 mil (. O terceiro e o quarto levam US$ 25 mil (R$ 99,2 mil) enquanto, o quinto e sexto colocados levarão os prêmios de US$ US$ 8.50 mil (R$ 31,9 mil) e US$ 4 mil (R$ 15 mil), respectivamente. Jogos Os jogos serão transmitidos pelos canais oficiais da ESL na Twitch e no YouTube. A MIBR disputará sua partida de estreia na IEM Chicago contra os franceses da G2 Esports no dia 18 de julho às 13hrs no Horário de Brasília. Confira, a seguir, o calendário de jogos e horários da IEM Chicago. Quinta-feira (18 de julho) 13h - MIBR x G2 Esports; 13h - Liquid x Team Envy; 16h50 - Team Vitality x Heroic; 16h50 - Renegades x ENCE; 20h40 - Fase de grupos (confronto dos vencedores do Grupo A); 20h40 - Fase de grupos (confronto dos perdedores do Grupo A). Sexta-feira (19 de julho) 13h - Fase de grupos (confronto dos vencedores do Grupo B); 13h - Fase de grupos (confronto dos perdedores do Grupo B); 16h50 - Fase de grupos (último jogo do Grupo A); 20h25 - Fase de grupos (último jogo do Grupo B). Sábado (20 de julho) 16h30 - Semifinal; 20h20 - Semifinal. Domingo (21 de julho) 16h30 - Final. Fonte: TechTudo
  24. FURIA e INTZ realizaram o primeiro confronto brasileiro do Americas Minor de Counter-Strike: Global Offensive. O duelo foi disputado na Overpasse foi pautado por grande equidade entre as partes. No final, os Intrépidos se mostram consistentes e levaram a melhor por 16 a 13. As escalações FURIA Yuri "yuurih" Gomes Kaike "kscerato" Cerato Andrei "arT" Piovezan Vinicius "VINI" Figueiredo Rinaldo "ableJ" Moda Nicholas "guerri" Nogueira (treinador) INTZ Vito "kNg" Giuseppe Marcelo "Chelo" Cespedes Alexandre "xand" Zizi Gustavo "yeL" Knitell Lucas "destinyy" Bullo Alessandro "Apoka" Marcucci (treinador) O confronto O mapa do duelo foi uma Overpass equilibrada do início ao fim. A INTZ começou de terrorista, demonstrando que havia estudado até mesmo os setups defensivos do seus adversários. A FURIA por sua vez, apesar de alguns erros que não costuma cometer, pregou resistência e garantiu a vantagem mínima de 8 a 7 ainda no primeiro tempo. Na segunda etapa os furiosos saíram na frente e chegaram a vencer por 11 a 7. No entanto, quando conseguiram se armar bem, os intrépidos aplicaram seis pontos seguidos e viraram o placar para 13 a 11. No final do jogo, apesar da FURIA ter empatado novamente, a INTZ não permitiu a reviravolta e assegurou a vitória em 16 a 13. O campeonato O Americas Minor de CS:GO acontece presencialmente na Alemanha entre 17 e 21 de julho e oferece duas vagas diretas no StarLadder Berlin Major 2019, além de outra na repescagem dos terceiros colocados regionais e um total de US$ 50 mil como premiação - aproximadamente R$ 187 mil. Por lá, cinco equipes brasileiras estarão na disputa: FURIA, INTZ, Luminosity, Sharks e Team One. Apesar do resultado, não há nada definido para ambos os lados ainda. A INTZ volta a jogar ainda hoje, às 7h30, valendo vaga nos playoffs, enquanto a FURIA retorna amanhã, lutando pela permanência no Minor. Fonte: Versus
  25. A torcida pediu, repetiu e insistiu, até que enfim a MIBR contratou um psicólogopara acompanhar sua equipe de Counter-Strike: Global Offensive. João Cozac foi anunciado na última semana e já está integrado à comissão técnica. O Versus conversou com o profissional para saber mais mais sobre sua carreira e como seu trabalho procederá daqui para frente com a equipe de Gabriel "FalleN" Toledo. A carreira João Ricardo Lebert Cozac é psicólogo formado pela PUC-SP e tem 30 anos de experiência na área do esporte - na qual é especialista. Ele é mestre em educação pelo Mackenzie, pós-graduado em psicologia esportiva pela Universidade de Córdoba em Barcelona, doutor em esportes pela USP, além de ser autor de quatro livros. Cozac já atuou em diversas modalidades desportivas - desde o futebol com Corinthians, Goiás, Cruzeiro, Ituano e Palmeiras até a Seleção Brasileira da Ginástica Ritmíca e atletas de outros esportes. Atualmente, ele é presidente da Associação Paulista de Psicologia do Esporte, colunista no jornal eletrônico Gazeta Esportiva com a coluna Gol de Cabeça, professor de formação em psicologia do esporte no Centro de Estudos e Pesquisas em Psicologia e Pedagogia (CEPPE), psicólogo da Vivo Keyd e, agora, MIBR. O trabalho na MIBR João é um profissional renomado em sua área de atuação e, por isso, muito requisitado. Sendo assim, seu tempo será dividido entre MIBR, Vivo Keyd, 17 atletas de diversas modalidades esportivas que são atendidos individualmente e duas turmas com 100 alunos, para os quais ele leciona na Associação Paulista da Psicologia do Esporte em um curso de formação. Por isso, a maior parte do acompanhamento com a MIBR será feito online, por aplicativos de áudio e vídeo em tempo real. Porém, o psicólogo pretende ser cada vez mais ativo na vida dos seus novos atletas: "Já tenho até algumas viagens programadas para me encontrar com eles. Até para poder ter uma imersão maior no campo do relacionamento e das atividades como o biofeedback e o neurofeedback, que são vertentes necessariamente presenciais. Em alguns campeonatos e bootcamps estarei junto dos jogadores para poder medir a evolução das técnicas que já estão configuradas para nosso trabalho." As dificuldades De acordo com João, seu "trabalho [junto à MIBR] foi iniciado formalmente em 5 de julho". O psicólogo prevê obstáculos pelo caminho, mas se mostra otimista quanto à nova empreitada e principalmente com o futuro do time: "Iniciar um projeto novo é sempre um grande desafio. Sobretudo se tratando de uma equipe da magnitude da MIBR, que possui uma história vencedora com grande visibilidade nacional e internacional. Apesar das dificuldades, tenho certeza de que esta parceria será bastante frutífera para todos, gerando evoluções em todos os sentidos. Quero somar com os jogadores, tanto individual quanto coletivamente, ajudando a trazer bastante força e contribuição para esta line-up." Cuidar da mente dos jogadores da MIBR será um desafio e tanto, já que a equipe enfrenta uma crise de vitórias e, recentemente, perdeu Marcelo "coldzera" David, considerado a maior estrela da line-up. Ainda assim, o momento difícil não assusta o especialista, que já lidou com reestruturações e grandes mudanças em times em outras modalidades. No entanto, ao contrário do que pode parecer, este não será um trabalho imediatista, como explica Cozac: "O plano cultural brasileiro tem, em termos de visão da psicologia do esporte, uma ideia muito pautada no senso comum de que o psicólogo chegou, o resultado surgiu. É muito importante desmitificarmos isso". "O psicólogo precisa de tempo para trabalhar para que resultados mais sólidos e consistentes possam surgir", afirma João. "Não existe milagre, e sim trabalho, parceria, ajuda mútua e confiança. A psicologia no esporte atua de médio a longo prazo, junto com atletas e comissão técnica, para a construção de um ambiente vencedor com qualidade, bons pensamentos, boas crenças e muita integração." O esport, o esporte e a psicologia do esporte O crescimento do esporte eletrônico no Brasil e no mundo é nítido. Dentro da América Latina a receita do mercado de esports ultrapassará US$ 30 milhões, enquanto em todo o planeta o rendimento deve bater a marca de US$ 1 bilhão em lucros, já no ano que vem. Cozac coloca os esports como uma referência e exemplo a ser seguido, até mesmo para o esporte mais famoso do planeta: "Fico feliz em saber que os esports estão abrindo as portas de uma forma tão coerente e receptiva para os trabalhos de psicologia do esporte. Posso dizer que a modalidade está num caminho correto e, por isso, desejo e acredito sim que o esporte eletrônico possa representar um exemplo de gestão e conceituação de atleta e ser humano em ação, ambos na mesma unidade de trabalho." "Se compararmos [o esport] com o futebol por exemplo, a Seleção Brasileira não conta com um psicólogo, o que é quase uma aberração diante de grandes seleções do mundo como Argentina, Itália, Inglaterra, França e Bélgica que contam com departamentos inteiros de psicologia do esporte." Próximos compromissos O primeiro campeonato disputado pela MIBR já com o acompanhamento de João foi a BLAST Pro Series Los Angeles. A equipe não conseguiu uma boa campanha e ficou na 5º colocação dentre seis participantes, até mesmo por ter atuado com o treinador Wilton "zews" Prado como jogador. No entanto, a forma como os jogadores se portaram dentro de jogo e até mesmo fora dele, com os sorrisos e as brincadeiras voltando a aparecer, chamaram atenção dos fãs que comentaram bastante o fato nas redes sociais. Agora, o próximo compromisso dos brasileiros será a Intel Extreme Masters Chicago 2019, entre 18 e 21 de julho. Por lá, oito times disputarão o título e a maior parte da premiação total de US$ 250 mil (aproximadamente R$ 938 mil na atual cotação do Dólar). Fonte: Versus



  • Newsletter

    Want to keep up to date with all our latest news and information?
    Sign Up