Search the Community

Showing results for tags 'Windows 10'.



More search options

  • Search By Tags

    Type tags separated by commas.
  • Search By Author

Content Type


Forums

  • GGames Forums
    • Anúncios
    • Críticas, dúvidas & sugestões
    • Project Nerd
  • Diversos
    • Vale Tudo
    • Notícias & Novidades
    • Análises & Reviews
    • Marketplace - Compra e Venda
    • Trackers & Warez
  • Plataformas
    • PC Master Racer
    • Xbox
    • Playstation
    • iOS / Android / Portáteis
    • Retrô / Emuladores
  • E-Sports
    • LOL - League of Legends
    • Counterstrike Global Offensive
    • Apex Legends
    • Overwatch
    • Fortnite
  • Must Have
    • PUGB - Playerunknown's Battlegrounds
    • Battlefield
    • GTA V - Grand Theft Auto 5
    • FIFA Soccer
    • Minecraft
    • No Man's Sky
  • Web & Design
    • Dicas e Tutoriais
    • Recursos para Download
    • Galeria
    • Desenvolvimento - Helpdesk
    • Pedidos
  • Battlefield 1's Regras
  • Trainers/Hackers's Tópicos
  • PC Master Racer's Discussões Master Racer
  • Grand Chase's Servidores Online
  • Grand Chase's Discussão Geral
  • FREE Club's's Google Play
  • FREE Club's's Pc

Product Groups

There are no results to display.

Blogs

There are no results to display.

There are no results to display.

Categories

  • Jogos
    • Traduções de Jogos - Português Brasil
    • Emuladores
    • Utilitários
    • Cheats / Trainers / Mods
    • Save Games
  • Softwares & APP - Windows
    • Sistemas Operacionais
    • Produtividade e Office
    • Drivers e Essenciais
    • Segurança e Desempenho
    • Internet e Navegadores
    • Multimídia
    • Utilitários
  • Criação e Desenvolvimento
    • Fontes
    • Vetores (Illustrator / Corel / PDF)
    • Images (PSD / PNG / Alta Resolução)
    • HTML5 / CSS3
    • PHP / MySQL
    • Wordpress | CMS
    • IPBOARD | IPS

Categories

  • Wiki - Como usar o GGames
  • PC - Dicas e Tutoriais
    • Internet | Emails
    • Sistemas Operacionais
    • Hardware | Redes | Periféricos
    • Redes Sociais | Messengers
    • Hacker | Invasão
    • Softwares | Downloads | Uploads
  • Plataformas
    • Xbox
    • Playstation
    • Mobile (iOS / Android)
    • Emuladores / Retrô
  • Web Design
    • HTML | CSS | Javascript
    • Wordpress | Joomla | CMS
    • Magento | Woocommerce | Shopify
    • PHP | MySQL
    • IPB | PHPBB | VBulletin | Xenforo | MyBB
    • Hospedagem | Domínio | Servidor
  • Design Gráfico
    • Photoshop
    • Fireworks
    • Illustrator
    • CorelDRAW
    • Impressão 3D | Modelagem 3D
  • Tutoriais VIP
    • Tutorial VIP
  • Grand Chase's Dicas e Tutoriais

Find results in...

Find results that contain...


Date Created

  • Start

    End


Last Updated

  • Start

    End


Filter by number of...

Joined

  • Start

    End


Group


Quem sou


Steam


Discord


Skype


PlayStation ID

Found 139 results

  1. Como alterar a memória virtual no Windows 10 Mas o que acontece quando a memória RAM não consegue armazenar todos os dados e informações sozinhas? Para resolver esse problema, o Windows pega uma pequena porção de espaço do disco rígido, e utiliza essa pequena porção como uma memória virtual, a fim de ajudar a memória RAM a armazenar informações e itens. Mas o que seria exatamente essa memória virtual? A memória virtual, também chamada de arquivo de paginação (pagefile), é um arquivo criado pelo Windows que, como o próprio nome sugere, funciona como uma memória adicional. A memória virtual armazena os itens e as informações que a memória RAM não consegue armazenar sozinha, e sua principal função é aumentar a quantidade de memória disponível para armazenar dados temporários utilizados pelos processos em execução. O tamanho da memória virtual pode variar em cada computador – 2 GB, 4 GB, 6 GB, etc. – dependendo de quanta memória RAM o computador possui. O Windows permite que esse tamanho possa ser alterado, assim o usuário pode tanto aumentar quanto diminuir a memória virtual. Neste tutorial, ensinaremos como alterar a memória virtual no Windows 10. Confira: Aumentando a memória virtual no Windows 10: Passo 1: Clique com o botão direito no menu Iniciar e selecione a opção Sistema. Passo 2: Clique em Configurações avançadas do sistema, no menu esquerdo. Uma janela abrirá. Clique na guia Avançado, depois clique no primeiro botão de Configurações, no menu Desempenho. Passo 3: Clique na guia Avançado. Depois, clique em Alterar. Passo 4: Desmarque a caixa Gerenciar automaticamente o tamanho do arquivo de paginação. A seguir, você poderá selecionar entre as 3 seguintes opções: Definir um tamanho personalizado: Marcando a opção Tamanho personalizado, você poderá definir o quanto de memória virtual você deseja ter. Coloque o tamanho inicial e o tamanho máximo da memória virtual em suas respectivas caixas – o tamanho deverá ser colocado em MB. 1 GB = 1000 MB. No exemplo abaixo, a memória virtual será de 6 GB a 8 GB. Tamanho gerenciado pelo sistema: o Windows irá definir automaticamente o tamanho do arquivo de paginação. Sem arquivo de paginação: O Windows desativa a memória virtual – fazer isso libera no hd o espaço utilizado pela mesma. Marque essa opção somente se o seu computador possuir bastante memória, como 8 GB ou mais, do contrário seu computador poderá sofrer travamentos por causa da falta de memória. Passo 5: Depois de selecionar a opção desejada, clique em Definir e em OK. Reinicie o computador para que as alterações sejam concluídas. Pronto. A memória virtual deverá ter sido alterada de acordo com o que você definiu. Para verificar se a memória virtual realmente foi alterada: Para verificar se as mudanças realmente foram feitas, volte a janela da memória virtual (passo 4) e verifique o que diz em Atualmente alocado. Se você escolheu a opção Tamanho personalizado, aparecerá a quantidade de memória virtual que você definiu. Se você escolheu a opção Sem arquivo de paginação, deverá aparecer 0 MB. Autor 403 - Forbiddeen Categoria Sistemas Operacionais Enviado 25-01-2019 12:56  
  2. Como alterar o nome do computador no Windows 10 Se você não sabe qual o nome do seu computador, ou sabe e deseja alterar o nome, saiba que há uma maneira muito simples de fazer isso. Neste tutorial, ensinaremos como alterar o nome do computador no Windows 10. Veja a seguir: Passo 1: Abra o menu Iniciar e clique na opção Configurações. Passo 2: Na janela de Configurações, clique no botão Sistema. Passo 3: Clique em Sobre, no final do menu esquerdo. Depois, clique no botão Renomear o computador. Passo 4: Digite um nome para o seu computador, depois clique em Avançar. Reinicie o computador para que o nome seja alterado. Pronto! Agora o seu computador será identificado na rede com o nome que você escolheu. Autor 403 - Forbiddeen Categoria Sistemas Operacionais Enviado 25-01-2019 12:55  
  3. A hibernação presente em alguns sistemas operacionais como o Windows, tem como principal função diminuir o tempo de inicialização do sistema, fazendo com o que o computador não seja desligado por completo. Apesar de ser útil, a função começou a ser esquecida com a popularização dos SSDs e fica até um pouco escondida no Windows 10. Por sua vez, mesmo estando escondida, a função vem ativa por padrão no sistema da Microsoft e precisa de um espaço considerável em disco para que ela possa funcionar. A seguir, veja como remover o arquivo de hibernação do Windows para ganhar espaço em disco. Importante Caso você utilize o modo de hibernação do Windows, não é recomendado seguir este tutorial, pois ao ter o arquivo de hibernação apagado, a função também acabará desabilitada do sistema, apesar do processo ser reversível conforme é explicado mais abaixo. Além disto, lembre-se que a hibernação pode ser um recurso útil para máquina mais antigas e que não possuem um disco SSD. O Olhar Digital já explicou como fazer o uso desta função nesta matéria. Verificando o espaço ocupado em disco Antes de prosseguir para eliminar diretamente o arquivo de hibernação, pode ser que você queira saber o espaço que está sendo ocupado em disco por ele. Para fazer esta verificação, basta seguir esses passos: Aperte junto as teclas “Win + I” para abrir a tela de “Configurações” do Windows 10 e entre em “Sistema”; Entre em “Armazenamento” e clique na unidade de disco em que o Windows está instalado; Clique em “Sistema e reservado”; Em “Arquivo de hibernação”, você verá o espaço tomado em disco por conta deste recurso do sistema. Em nosso caso, como pôde ser visto acima, o arquivo de hibernação tomar mais de 1GB de espaço, entretanto, este valor varia de acordo com a sua utilização do sistema. Eliminando o arquivo de hibernação Como você deve ter notado, nesta última janela que apareceu, o Windows não fornece nenhuma opção para remover o arquivo ou desabilitar o recurso. Para isto, é necessário entrar com um comando no sistema, que pode ser feito de forma bem simples. Veja: Abra o “Menu Iniciar” e procure por “Powershell”. Clique com o botão direito do mouse sobre ele e execute-o como administrador; Entre com o comando: powercfg -h off; Reinicie o computador. Após ter realizado o comando acima e reiniciar o computador, você pode repetir as etapas de verificar o espaço ocupado em disco para se certificar de que o arquivo de hibernação foi apagado. Caso queira reativar função de hibernação, basta abrir novamente o Powershell como administrador e entrar com o comando “powercfg -h on”. Fonte: OlharDigital.
  4. Como apagar o arquivo de hibernação do Windows 10 para ganhar espaço em disco A hibernação presente em alguns sistemas operacionais como o Windows, tem como principal função diminuir o tempo de inicialização do sistema, fazendo com o que o computador não seja desligado por completo. Apesar de ser útil, a função começou a ser esquecida com a popularização dos SSDs e fica até um pouco escondida no Windows 10. Por sua vez, mesmo estando escondida, a função vem ativa por padrão no sistema da Microsoft e precisa de um espaço considerável em disco para que ela possa funcionar. A seguir, veja como remover o arquivo de hibernação do Windows para ganhar espaço em disco. Importante Caso você utilize o modo de hibernação do Windows, não é recomendado seguir este tutorial, pois ao ter o arquivo de hibernação apagado, a função também acabará desabilitada do sistema, apesar do processo ser reversível conforme é explicado mais abaixo. Além disto, lembre-se que a hibernação pode ser um recurso útil para máquina mais antigas e que não possuem um disco SSD. O Olhar Digital já explicou como fazer o uso desta função nesta matéria. Verificando o espaço ocupado em disco Antes de prosseguir para eliminar diretamente o arquivo de hibernação, pode ser que você queira saber o espaço que está sendo ocupado em disco por ele. Para fazer esta verificação, basta seguir esses passos: Aperte junto as teclas “Win + I” para abrir a tela de “Configurações” do Windows 10 e entre em “Sistema”; Entre em “Armazenamento” e clique na unidade de disco em que o Windows está instalado; Clique em “Sistema e reservado”; Em “Arquivo de hibernação”, você verá o espaço tomado em disco por conta deste recurso do sistema. Em nosso caso, como pôde ser visto acima, o arquivo de hibernação tomar mais de 1GB de espaço, entretanto, este valor varia de acordo com a sua utilização do sistema. Eliminando o arquivo de hibernação Como você deve ter notado, nesta última janela que apareceu, o Windows não fornece nenhuma opção para remover o arquivo ou desabilitar o recurso. Para isto, é necessário entrar com um comando no sistema, que pode ser feito de forma bem simples. Veja: Abra o “Menu Iniciar” e procure por “Powershell”. Clique com o botão direito do mouse sobre ele e execute-o como administrador; Entre com o comando: powercfg -h off; Reinicie o computador. Após ter realizado o comando acima e reiniciar o computador, você pode repetir as etapas de verificar o espaço ocupado em disco para se certificar de que o arquivo de hibernação foi apagado. Caso queira reativar função de hibernação, basta abrir novamente o Powershell como administrador e entrar com o comando “powercfg -h on”. Fonte: OlharDigital. Autor Chakal Categoria Sistemas Operacionais Enviado 08-01-2019 00:05  
  5. O alto consumo da CPU pela tarefa 'Windows Modules Installer Worker' é um erro comum nas máquinas com Windows, especialmente em computadores que executam o Windows 10. Você encontrará esse erro quando a ferramenta de instalação de módulos do Windows não estiver sendo responsiva no gerenciador de tarefas, causando o alto uso da CPU e conseqüentemente, a lentidão do PC. Mas a boa notícia é que você pode corrigir esse erro facilmente. Explore métodos diferentes para resolver esse erro. Se um método não funcionar para você, tente outro. Nós testamos todos esses métodos. Eles são seguros e funcionam para 99% dos usuários com essa falha no PC. O que é o Windows Modules Installer Worker? O Windows Modules Installer Worker é uma ferramenta incorporada no sistema operacional Windows, e serve para verificar se há atualizações. Seu sistema operacional atualiza e corrige bugs usando essa ferramenta. Para fazer seu trabalho, o processo Windows Modules Installer Worker faz um alto uso do disco, sendo executado em segundo plano. Às vezes, pode deixar de responder ao verificar atualizações e corrigir bugs. Como resultado, seu sistema pode ficar muito lento ou completamente sem resposta. Se você está tendo esse problema do Windows Modules Installer Worker, nós vamos sugerir algumas soluções. Abaixo, você aprenderá a corrigir o problema e manter seu computador funcionando sem interrupções adicionais. Como corrigir o alto uso da CPU pelo Windows Modules Installer Worker? É fácil resolver esse erro comum desde que você siga as instruções abaixo. Método 1: Desativar as atualizações automáticas do Windows Como explicado anteriormente, o erro do Windows Modules Installer Worker geralmente ocorre quando você tem um problema com as atualizações automáticas do Windows. É mais comum entre os usuários do Windows 10, mas também pode acontecer com as versões do Windows 7 e 8. Um dos métodos mais fáceis de resolver o uso excessivo de CPU do Windows é deixar as atualizações no modo 'manual'. Com isso feito, o processo do Windows Update não é executado em segundo plano. Como resultado, ele não ficará sem resposta e não consumirá mais os recursos do sistema. Siga os passos abaixo para resolver este problema. Você aprenderá a desabilitar o Windows Modules Installer Worker. NOTA: Se este método não funcionar para você, use o método 2, onde ensinamos o TIWORKER.EXE. Passo 1 Pressione o botão do Windows + R no teclado. Agora digite 'services.msc' e clique em OK. Passo 2 Uma nova janela aparecerá. Agora, pesquise por "instalador do módulo do Windows" depois de clicar no ícone de pesquisa no canto superior direito da janela. Passo 3 Depois de ter encontrado o Instalador do Módulo do Windows, clique duas vezes nele. Você verá uma nova janela. Localize 'Tipo de Inicialização' (como visto na figura abaixo). Mude de "automático" para "manual". Clique em OK na parte inferior da janela. Passo 4 Agora volte para a janela services.msc. Procure por 'Windows Update' desta vez e defina-o como 'manual'. Basta clicar duas vezes e alterar o tipo de inicialização, como fez na etapa anterior. Passo 5 Agora pesquise na barra do Windows por 'Windows Update' e abra o serviço. Vá em "verificar se há atualização, mas deixe-me escolher se deseja fazer o download e instalá-los". Clique em OK e feche todas as janelas. Passo 6 Reinicie seu computador. Depois que o computador for reiniciado, você terá a atualização 'manual' ativada. Certifique-se de verificar manualmente o Windows para atualizações em intervalos regulares. Seu computador não atualizará mais automaticamente. A falta de atualizações importantes pode tornar o seu sistema operacional instável, e causar vários problemas de desempenho. Método 2: Corrigir o TIWORKER.EXE Às vezes, o gerenciador de tarefas indica alto uso da CPU, mesmo quando você altera as atualizações 'automáticas' para atualizações 'manuais'. Em tais casos, o problema é devido ao tiworker.exe. Este arquivo executável também está conectado ao Windows Update. Quando o tiworker.exe está causando alto uso da CPU, você pode simplesmente corrigi-lo seguindo as etapas abaixo. Passo 1 Os usuários do Windows 10 devem pressionar o botão Iniciar do Windows e procurar por "Verificar o status do computador e resolver problemas". Clique para ir para a página de solução de problemas dedicada. Para usuários em versões mais antigas do Windows, basta pesquisar em Solução de problemas no painel de controle. Passo 2 Na nova janela, clique em “Manutenção” e depois em "Iniciar Manutenção". Seu computador começará a detectar problemas no seu sistema. Levará um minuto ou mais. Uma vez feito, você deve reiniciar seu computador. Método 3: Executar uma inicialização limpa O último passo que você pode dar para resolver seu problema é executar uma inicialização limpa. Você estará fazendo isso através da ferramenta "MSConfig", encontrada m todas as versões do Windows. Esta ferramenta permite encontrar os arquivos indesejados e temporários em seu sistema. Ao excluí-los, você pode liberar uma certa quantidade de espaço. Além disso, liberará sua CPU de serviços e processos indesejados. Conseqüentemente, você experimentará um uso reduzido da CPU. Passo 1 Clique no botão Windows e digite msconfig.exe. Uma vez encontrado, abra-o. Depois de ver a janela do MSConfig, basta selecionar a inicialização normal. Pressione OK. Agora vá em frente e reinicie o computador seguindo as instruções na tela. Passo 2 Após a reinicialização, você não deve ver um alto uso da CPU. Você pode abrir quantos aplicativos quiser sem se preocupar com o fato de seu computador ficar terrivelmente lento. Estes são os métodos mais comuns para corrigir o problema do Windows Installer. Esperamos que um dos métodos tenha resolvido seus problemas. Caso contrário, atualize o hardware do seu sistema. Fonte: OficinaNet.
  6. Windows: Como resolver quando o processo 'Windows Modules Installer Worker' deixa o PC lento? O alto consumo da CPU pela tarefa 'Windows Modules Installer Worker' é um erro comum nas máquinas com Windows, especialmente em computadores que executam o Windows 10. Você encontrará esse erro quando a ferramenta de instalação de módulos do Windows não estiver sendo responsiva no gerenciador de tarefas, causando o alto uso da CPU e conseqüentemente, a lentidão do PC. Mas a boa notícia é que você pode corrigir esse erro facilmente. Explore métodos diferentes para resolver esse erro. Se um método não funcionar para você, tente outro. Nós testamos todos esses métodos. Eles são seguros e funcionam para 99% dos usuários com essa falha no PC. O que é o Windows Modules Installer Worker? O Windows Modules Installer Worker é uma ferramenta incorporada no sistema operacional Windows, e serve para verificar se há atualizações. Seu sistema operacional atualiza e corrige bugs usando essa ferramenta. Para fazer seu trabalho, o processo Windows Modules Installer Worker faz um alto uso do disco, sendo executado em segundo plano. Às vezes, pode deixar de responder ao verificar atualizações e corrigir bugs. Como resultado, seu sistema pode ficar muito lento ou completamente sem resposta. Se você está tendo esse problema do Windows Modules Installer Worker, nós vamos sugerir algumas soluções. Abaixo, você aprenderá a corrigir o problema e manter seu computador funcionando sem interrupções adicionais. Como corrigir o alto uso da CPU pelo Windows Modules Installer Worker? É fácil resolver esse erro comum desde que você siga as instruções abaixo. Método 1: Desativar as atualizações automáticas do Windows Como explicado anteriormente, o erro do Windows Modules Installer Worker geralmente ocorre quando você tem um problema com as atualizações automáticas do Windows. É mais comum entre os usuários do Windows 10, mas também pode acontecer com as versões do Windows 7 e 8. Um dos métodos mais fáceis de resolver o uso excessivo de CPU do Windows é deixar as atualizações no modo 'manual'. Com isso feito, o processo do Windows Update não é executado em segundo plano. Como resultado, ele não ficará sem resposta e não consumirá mais os recursos do sistema. Siga os passos abaixo para resolver este problema. Você aprenderá a desabilitar o Windows Modules Installer Worker. NOTA: Se este método não funcionar para você, use o método 2, onde ensinamos o TIWORKER.EXE. Passo 1 Pressione o botão do Windows + R no teclado. Agora digite 'services.msc' e clique em OK. Passo 2 Uma nova janela aparecerá. Agora, pesquise por "instalador do módulo do Windows" depois de clicar no ícone de pesquisa no canto superior direito da janela. Passo 3 Depois de ter encontrado o Instalador do Módulo do Windows, clique duas vezes nele. Você verá uma nova janela. Localize 'Tipo de Inicialização' (como visto na figura abaixo). Mude de "automático" para "manual". Clique em OK na parte inferior da janela. Passo 4 Agora volte para a janela services.msc. Procure por 'Windows Update' desta vez e defina-o como 'manual'. Basta clicar duas vezes e alterar o tipo de inicialização, como fez na etapa anterior. Passo 5 Agora pesquise na barra do Windows por 'Windows Update' e abra o serviço. Vá em "verificar se há atualização, mas deixe-me escolher se deseja fazer o download e instalá-los". Clique em OK e feche todas as janelas. Passo 6 Reinicie seu computador. Depois que o computador for reiniciado, você terá a atualização 'manual' ativada. Certifique-se de verificar manualmente o Windows para atualizações em intervalos regulares. Seu computador não atualizará mais automaticamente. A falta de atualizações importantes pode tornar o seu sistema operacional instável, e causar vários problemas de desempenho. Método 2: Corrigir o TIWORKER.EXE Às vezes, o gerenciador de tarefas indica alto uso da CPU, mesmo quando você altera as atualizações 'automáticas' para atualizações 'manuais'. Em tais casos, o problema é devido ao tiworker.exe. Este arquivo executável também está conectado ao Windows Update. Quando o tiworker.exe está causando alto uso da CPU, você pode simplesmente corrigi-lo seguindo as etapas abaixo. Passo 1 Os usuários do Windows 10 devem pressionar o botão Iniciar do Windows e procurar por "Verificar o status do computador e resolver problemas". Clique para ir para a página de solução de problemas dedicada. Para usuários em versões mais antigas do Windows, basta pesquisar em Solução de problemas no painel de controle. Passo 2 Na nova janela, clique em “Manutenção” e depois em "Iniciar Manutenção". Seu computador começará a detectar problemas no seu sistema. Levará um minuto ou mais. Uma vez feito, você deve reiniciar seu computador. Método 3: Executar uma inicialização limpa O último passo que você pode dar para resolver seu problema é executar uma inicialização limpa. Você estará fazendo isso através da ferramenta "MSConfig", encontrada m todas as versões do Windows. Esta ferramenta permite encontrar os arquivos indesejados e temporários em seu sistema. Ao excluí-los, você pode liberar uma certa quantidade de espaço. Além disso, liberará sua CPU de serviços e processos indesejados. Conseqüentemente, você experimentará um uso reduzido da CPU. Passo 1 Clique no botão Windows e digite msconfig.exe. Uma vez encontrado, abra-o. Depois de ver a janela do MSConfig, basta selecionar a inicialização normal. Pressione OK. Agora vá em frente e reinicie o computador seguindo as instruções na tela. Passo 2 Após a reinicialização, você não deve ver um alto uso da CPU. Você pode abrir quantos aplicativos quiser sem se preocupar com o fato de seu computador ficar terrivelmente lento. Estes são os métodos mais comuns para corrigir o problema do Windows Installer. Esperamos que um dos métodos tenha resolvido seus problemas. Caso contrário, atualize o hardware do seu sistema. Fonte: OficinaNet. Autor Chakal Categoria Sistemas Operacionais Enviado 07-01-2019 19:16  
  7. Windows 10: Como recuperar um arquivo ZIP corrompido? Os arquivos ZIP podem ser a maneira mais comum e conveniente de armazenar e enviar vários arquivos, com tamanho reduzido. O formato de arquivo ZIP é usado por praticamente todos os usuários on-line. Sendo esse o caso, há uma boa chance de você eventualmente encontrar um arquivo ZIP corrompido, até porque apenas um único bit corrompido em um arquivo, dentre dezenas de arquivos lá dentro, pode impedir que o software abra ou extraia seu conteúdo. Porque o arquivo ZIP foi corrompido? Arquivos corrompidos podem resultar de uma variedade de problemas, incluindo setores de unidade defeituosa, malware, um download incompleto ou transferência, como durante uma queda em sua conexão, ou qualquer outra interrupção súbita, como uma falha de energia ou um desligamento inadequado ao trabalhar com o arquivo ZIP .U m arquivo ZIP corrompido pode ser aberto para você de qualquer maneira, mas alguns dos arquivos originais podem estar faltando, e a tentativa de abrir ZIPs danificados normalmente faz com que o Windows acuse o seguinte erro: "O Windows não pode abrir a pasta. A pasta Compactada (zipada) 'C://Users/NOME DO ARQUIVO.zip' é inválida" Leia em destaque: Como desbloquear o Windows quando você esquece a senha?. O WinRAR fornece uma ferramenta de reparo integrada para arquivos ZIPdanificados. Abra o arquivo e vá em Ferramentas > Reparar arquivo. O WinRAR geralmente consegue recuperar boa parte dos arquivos de um ZIP corrompido com esse recurso. No entanto, o software só é gratuito por 40 dias, após o qual uma licença para continuar usando o software custará cerca de R$ 140,00. Softwares similares e gratuítos como o WinZip e o 7-Zip não parecem ter ferramentas de reparo integradas, mas as empresas oferecem páginas de informações sobre arquivos ZIP corruptos. Ferramentas para recuperar um arquivo ZIP corrompido DiskInternals Zip Repair Grátis para baixar, esse é um bom sotfware para recuperar arquivos corrompidos no formato ZIP. Ele é dedicado para reparar este formato de arquivo, por isso tem menos confusão para navegar do que o WinRAR, e é iniciado com um prompt no estilo do assistente, em vez de você ter que usar um menu. A interface espartana tem ainda menos cliques envolvidos do que DiskInternals. Você abre o ZIP corrompido e o software automaticamente inicia seu processo, enviando todos os arquivos recuperados para o diretório de origem sem perguntar nada. Ele funciona tão bem quanto o DiskInternals. Ferramentas para recuperar arquivos ZIP corrompidos pagas Há outras ferramentas licenciadas e dedicadas a recuperar arquivos corrompidos, mas não são gratuítas. DataNumen Archive Repair A taxa de recuperação de arquivos corrompidos com esta ferramenta é alta, mas é necessário pagar uma taxa de licença. Dito isso, sua interface parece menos polida do que DiskInternals ou Zip2Fix, que são gratuitos e tem boas taxas de sucesso. Yodot ZIP Repair Sua interface é pesada se comparado ao DiskInternals Zip Repair, e ele bloqueia seus arquivos, sendo necessário pagar uma taxa para recuperá-los, assim como o Aryson Zip Repair Software e o Zip Recovery Toolbox. Bônus... A única outra razão pela qual você pode não conseguir abrir um arquivo ZIP é devido a uma senha esquecida. Vale ressaltar que, embora o ZIP Recovery Toolbox e alguns dos outros utilitários mencionados acima processem arquivos protegidos por senha, eles ainda exigirão que você forneça a senha para concluir a recuperação. No entanto, se você esqueceu sua senha, também há utilitários especificamente para esse problema. O iSeePassword é capaz de recuperar senhas, mas tem um custo. Fonte: OficinaNet. Autor Chakal Categoria Sistemas Operacionais Enviado 07-01-2019 18:59  
  8. Os arquivos ZIP podem ser a maneira mais comum e conveniente de armazenar e enviar vários arquivos, com tamanho reduzido. O formato de arquivo ZIP é usado por praticamente todos os usuários on-line. Sendo esse o caso, há uma boa chance de você eventualmente encontrar um arquivo ZIP corrompido, até porque apenas um único bit corrompido em um arquivo, dentre dezenas de arquivos lá dentro, pode impedir que o software abra ou extraia seu conteúdo. Porque o arquivo ZIP foi corrompido? Arquivos corrompidos podem resultar de uma variedade de problemas, incluindo setores de unidade defeituosa, malware, um download incompleto ou transferência, como durante uma queda em sua conexão, ou qualquer outra interrupção súbita, como uma falha de energia ou um desligamento inadequado ao trabalhar com o arquivo ZIP .U m arquivo ZIP corrompido pode ser aberto para você de qualquer maneira, mas alguns dos arquivos originais podem estar faltando, e a tentativa de abrir ZIPs danificados normalmente faz com que o Windows acuse o seguinte erro: "O Windows não pode abrir a pasta. A pasta Compactada (zipada) 'C://Users/NOME DO ARQUIVO.zip' é inválida" Leia em destaque: Como desbloquear o Windows quando você esquece a senha?. O WinRAR fornece uma ferramenta de reparo integrada para arquivos ZIPdanificados. Abra o arquivo e vá em Ferramentas > Reparar arquivo. O WinRAR geralmente consegue recuperar boa parte dos arquivos de um ZIP corrompido com esse recurso. No entanto, o software só é gratuito por 40 dias, após o qual uma licença para continuar usando o software custará cerca de R$ 140,00. Softwares similares e gratuítos como o WinZip e o 7-Zip não parecem ter ferramentas de reparo integradas, mas as empresas oferecem páginas de informações sobre arquivos ZIP corruptos. Ferramentas para recuperar um arquivo ZIP corrompido DiskInternals Zip Repair Grátis para baixar, esse é um bom sotfware para recuperar arquivos corrompidos no formato ZIP. Ele é dedicado para reparar este formato de arquivo, por isso tem menos confusão para navegar do que o WinRAR, e é iniciado com um prompt no estilo do assistente, em vez de você ter que usar um menu. A interface espartana tem ainda menos cliques envolvidos do que DiskInternals. Você abre o ZIP corrompido e o software automaticamente inicia seu processo, enviando todos os arquivos recuperados para o diretório de origem sem perguntar nada. Ele funciona tão bem quanto o DiskInternals. Ferramentas para recuperar arquivos ZIP corrompidos pagas Há outras ferramentas licenciadas e dedicadas a recuperar arquivos corrompidos, mas não são gratuítas. DataNumen Archive Repair A taxa de recuperação de arquivos corrompidos com esta ferramenta é alta, mas é necessário pagar uma taxa de licença. Dito isso, sua interface parece menos polida do que DiskInternals ou Zip2Fix, que são gratuitos e tem boas taxas de sucesso. Yodot ZIP Repair Sua interface é pesada se comparado ao DiskInternals Zip Repair, e ele bloqueia seus arquivos, sendo necessário pagar uma taxa para recuperá-los, assim como o Aryson Zip Repair Software e o Zip Recovery Toolbox. Bônus... A única outra razão pela qual você pode não conseguir abrir um arquivo ZIP é devido a uma senha esquecida. Vale ressaltar que, embora o ZIP Recovery Toolbox e alguns dos outros utilitários mencionados acima processem arquivos protegidos por senha, eles ainda exigirão que você forneça a senha para concluir a recuperação. No entanto, se você esqueceu sua senha, também há utilitários especificamente para esse problema. O iSeePassword é capaz de recuperar senhas, mas tem um custo. Fonte: OficinaNet.
  9. Se você tem arquivos no computador que gostaria de manter em segredo, saiba que, no Windows 10, você pode dobrar sua segurança com usando arquivos inomináveis em uma pasta secreta e protegida por senha. E o melhor é que você não precisará de nenhum software para isso. Se ficou interessado, siga lendo esse tutorial e aprenda como proteger com senha uma pasta no Windows 10. Coisas a fazer antes de começar Por precaução, experimente inserir senha em um arquivo que não seja importante, para que você possa ter certeza de que funciona. Além disso, sim, o arquivo FolderLocker pode ser submetido a engenharia reversa por alguém que entende o processo. Mas inserir senha em pastas ajuda a manter longe de seus arquivos pessoais os membros da família intrometidos ou pessoas em quem você não confia. Veja como criar uma pasta com senha para manter arquivos em segredo. Como bloquear uma pasta com uma senha no Windows 10 1. Crie uma pasta e coloque seus arquivos que deseja proteger dentro dela. Para isso, basta clicar com o botão direito do mouse sobre um local sem nada, escolher a opção "novo" e depois, a opção "pasta", conforme a imagem abaixo. Criar nova pasta. 2. Coloque dentro dessa nova pasta os arquivos que você deseja proteger. Dentro dessa mesma pasta, clique com o botão direito do mouse, selecione a opção "novo" e depois, "Documento de texto". Crie um novo documento dentro da pasta. 3. Agora, renomeie este novo documento como "FolderLocker.bat" (para isso, você pode selecionar a pasta clicando apenas uma vez sobre ela, e clicar na tecla F2 do seu teclado). Renomeie a pasta como "FolderLocker.bat". 4. Dentro da pasta, cole o seguinte texto (após, clique simultaneamente nas teclas Ctrl + S para salvar): cls @ECHO OFF title Folder Locker if EXIST “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}” goto UNLOCK if NOT EXIST Locker goto MDLOCKER :CONFIRM echo Are you sure u want to Lock the folder(Y/N) set/p “cho=>” if %cho%==Y goto LOCK if %cho%==y goto LOCK if %cho%==n goto END if %cho%==N goto END echo Invalid choice. goto CONFIRM :LOCK ren Locker “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}” attrib +h +s “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}” echo Folder locked goto End :UNLOCK echo Enter password to Unlock folder set/p “pass=>” if NOT %pass%==Your-Password-Here goto FAIL attrib -h -s “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}” ren “Control Panel.{21EC2020-3AEA-1069-A2DD-08002B30309D}” Locker echo Folder Unlocked successfully goto End :FAIL echo Invalid password goto end :MDLOCKER md Locker echo Locker created successfully goto End :End Cole o texto dentro do documento e salve. 4. Encontre onde está escrito "Your-Password-Here" e substitua pela senha com a qual você deseja bloquear a pasta (após, clique simultaneamente nas teclas Ctrl + S para salvar). Substitua o trecho por sua senha e salve. 5. Esse passo é muito importante: Seu arquivo está na extensão .txt. Renomeie ele (F2), apague o final .txt e deixe na extensão .bat. O Windows exibirá uma mensagem alertando que o arquivo pode se tornar inutilizável. Confirme e salve. 6. A pasta do Locker foi gerada! Mova os arquivos que você deseja proteger para dentro da pasta “Locker”, pois ela será a pasta com senha. 7. Agora, tente abri o arquivo FolderLocker com um duplo clique sobre ela. Você notará o surgimento automático de uma pasta chamada Locker. 8. Abra novamente o arquivo FolderLocker.bat. Digite Y e dê um Enter. Digite Y e depois, Enter. 9. Abra novamente o arquivo FolderLocker.bat. e entre com a senha que você definiu no arquivo .bat. Pronto, agora você tem uma pasta com senha! Se quiser mais segurança, você pode ocultar o arquivo .bat, a fim de dificultar o acesso de intrusos. Windows anterior ao 10 Se você possui um sistema operacional mais antigo, poderá usar o software Folder Lock, compatível com Windows XP, Windows Vista e Windows 7. 1. Primeiramente, você terá que criar uma “senha mestra”. Insira a senha e marque a opção na caixa. 2. Após, Vá em Shred Files > Add Item Shred e escolha a pasta que deseja proteger com senha. Fonte: OficinaNet.
  10. Windows: Como proteger com senha uma pasta Se você tem arquivos no computador que gostaria de manter em segredo, saiba que, no Windows 10, você pode dobrar sua segurança com usando arquivos inomináveis em uma pasta secreta e protegida por senha. E o melhor é que você não precisará de nenhum software para isso. Se ficou interessado, siga lendo esse tutorial e aprenda como proteger com senha uma pasta no Windows 10. Coisas a fazer antes de começar Por precaução, experimente inserir senha em um arquivo que não seja importante, para que você possa ter certeza de que funciona. Além disso, sim, o arquivo FolderLocker pode ser submetido a engenharia reversa por alguém que entende o processo. Mas inserir senha em pastas ajuda a manter longe de seus arquivos pessoais os membros da família intrometidos ou pessoas em quem você não confia. Veja como criar uma pasta com senha para manter arquivos em segredo. Como bloquear uma pasta com uma senha no Windows 10 1. Crie uma pasta e coloque seus arquivos que deseja proteger dentro dela. Para isso, basta clicar com o botão direito do mouse sobre um local sem nada, escolher a opção "novo" e depois, a opção "pasta", conforme a imagem abaixo. Criar nova pasta. 2. Coloque dentro dessa nova pasta os arquivos que você deseja proteger. Dentro dessa mesma pasta, clique com o botão direito do mouse, selecione a opção "novo" e depois, "Documento de texto". Crie um novo documento dentro da pasta. 3. Agora, renomeie este novo documento como "FolderLocker.bat" (para isso, você pode selecionar a pasta clicando apenas uma vez sobre ela, e clicar na tecla F2 do seu teclado). Renomeie a pasta como "FolderLocker.bat". 4. Dentro da pasta, cole o seguinte texto (após, clique simultaneamente nas teclas Ctrl + S para salvar): Cole o texto dentro do documento e salve. 4. Encontre onde está escrito "Your-Password-Here" e substitua pela senha com a qual você deseja bloquear a pasta (após, clique simultaneamente nas teclas Ctrl + S para salvar). Substitua o trecho por sua senha e salve. 5. Esse passo é muito importante: Seu arquivo está na extensão .txt. Renomeie ele (F2), apague o final .txt e deixe na extensão .bat. O Windows exibirá uma mensagem alertando que o arquivo pode se tornar inutilizável. Confirme e salve. 6. A pasta do Locker foi gerada! Mova os arquivos que você deseja proteger para dentro da pasta “Locker”, pois ela será a pasta com senha. 7. Agora, tente abri o arquivo FolderLocker com um duplo clique sobre ela. Você notará o surgimento automático de uma pasta chamada Locker. 8. Abra novamente o arquivo FolderLocker.bat. Digite Y e dê um Enter. Digite Y e depois, Enter. 9. Abra novamente o arquivo FolderLocker.bat. e entre com a senha que você definiu no arquivo .bat. Pronto, agora você tem uma pasta com senha! Se quiser mais segurança, você pode ocultar o arquivo .bat, a fim de dificultar o acesso de intrusos. Windows anterior ao 10 Se você possui um sistema operacional mais antigo, poderá usar o software Folder Lock, compatível com Windows XP, Windows Vista e Windows 7. 1. Primeiramente, você terá que criar uma “senha mestra”. Insira a senha e marque a opção na caixa. 2. Após, Vá em Shred Files > Add Item Shred e escolha a pasta que deseja proteger com senha. Fonte: OficinaNet. Autor Chakal Categoria Sistemas Operacionais Enviado 07-01-2019 18:53  
  11. Windows 10: Como ativar o "Modo Deus" no Windows 10 (God Mode) Windows 10 contém muitos recursos ocultos e um deles é o famoso Modo Deus (God Mode). Este é um conjunto de muitas ferramentas e configurações avançadas que normalmente são difíceis de encontrar. Você pode ativaro Modo Deus com muita facilidade. Neste artigo, vou mostrar a você como fazer isso. Se você está cansado de procurar nas Configurações e Painel de Controle suas configurações perdidas, existe uma maneira de acessar todas as configurações e controles em um só lugar: E se chama God Mode, ou Modo Deus em Português. O que é o Modo Deus do Windows? Caso você não esteja familiarizado com o termo Modo Deus nos sistemas operacionais Windows, saiba que na verdade ele não é um modo em si, mas uma pasta especial que contém todos os ajustes, configurações e opções do Windows em um só lugar. Assim, você não precisa pesquisar no Painel de Controle ou nas Configurações para acessar as ferramentas do sistema operacional. O GodMode existe desde o Windows 7, e segue vivo no Windows 10. É uma pasta dedicada que coloca todas as configurações em um só lugar, onde você pode fazer tudo, desde a adição de diferentes fusos horários até a desfragmentação de unidades. Tudo por lá pode ser feito num piscar de olhos. Como faço para ativar o Modo Deus? Para ativar o GodMode, a conta de usuário que você está usando deve ser uma conta de administrador. Veja o que você precisa fazer para ativar o Modo de Deus no seu Windows 10: Passo 1. Clique com o botão direito do mouse sobre o menu iniciar e escolha a opção "explorador de arquivos"; Menu Iniciar > Explorador de Arquivos Passo 2. Agora acesse a guia Exibir e marque a caixa extensões de nome de arquivo; Exibir > extensões de nome de arquivo Passo 3. Agora vá para a área de trabalho, clique com o botão direito do mouse em qualquer lugar e escolha a opção Novo> Pasta; Passo 4. Renomeie a “Nova Pasta” para: Nota: Certifique-se de copiar toda a linha acima, incluindo GodMode, e os caracteres entre os colchetes. O ícone da pasta mudará para um ícone do painel de controle. Clique duas vezes no novo ícone para ver seu painel de configurações universais. As configurações são organizadas em vários títulos, de Ferramentas Administrativas ao Firewall do Windows. A pasta GodMode agora será colocada na sua Área de trabalho, e você terá acesso a centenas de configurações avançadas e básicas do Windows, como ajustar a exibição, gerenciar a conta do usuário, acessar as informações do sistema, etc. Você pode navegar facilmente por várias opções, porque tudo é organizado pela categoria. Pasta God Mode Você não precisa nomear a pasta GodMode, o que é importante quando renomear esta pasta é o código dentro dos colchetes, então por exemplo, você pode nomear sua pasta AllSettings. {ED7BA470-8E54-465E-825C-99712043E01C}, e será nomeado AllSettings. O God Mode foi introduzido em versões anteriores do Windows, portanto, executar esse truque no Windows 8 ou no Windows 7 também colocará a pasta GodMode em sua área de trabalho. Vale ressaltar que muitos especialistas em segurança alertaram que o Modo Deus pode ser um alvo atraente para os hackers. Enquanto o God Mode é uma ferramenta muito útil para usuários avançados, ele também pode ser explorado por hackers. Mais especificamente, eles podem infiltrar arquivos maliciosos na pasta e assumir o controle do seu PC. Fonte: OficinaNet. Autor Chakal Categoria Sistemas Operacionais Enviado 07-01-2019 18:46  
  12. Ver este tutorial Como corrigir problema em Headset Logitech no Windows 10 O problema aparece principalmente nos modelos G430, sua versão Wireless G930, assim como nos modelos G35, dentre outros. O Headset é mostrado como stereo ao invés do suposto “Surround” e ao tentar ativar o modo 7.1, ele não funciona em qualquer tipo de mídia. Seja um filme ou um jogo. Infelizmente, a Logitech nunca se deu ao trabalho de resolver o problema, não é um caso de utilizar os drivers mais novos, mas sim, anteriores a esses e que ainda assim possuem total compatibilidade com o Windows 10. Vale lembrar que é preciso estar conectado com uma conta de Administrador do Windows. Primeiro, desconecte o headset do computador e acesse Programas e Recursos, localizado noPainel de Controle. Remova todo e qualquer Software relacionado a Logitech. Abra a Pesquisa do Windows (Windows+S) e digite Dispositivos para acessar a área de dispositivos. Na parte inferior, em Configurações relacionadas, escolha Gerenciador de dispositivos Em Controladores de Som, vídeo e jogos, cique com o botão direito no Headset utilizado e escolha Desinstalar. Após a desinstalação ser concluída, reinicie o computador. Os Drivers necessários para que ele funcione corretamente são da versão 8.58 ou anterior a esta. Qualquer driver acima desse possivelmente causará problemas no Windows 10. A Logitech já está ciente do problema e mesmo com inúmeras reclamações o problema continua a ocorrer com lançamento de Drivers bet. Felizmente, ambos os drivers estão disponíveis no histórico de drivers da Logitech. Faça o download da versão específica para seu sistema operacional. Driver versão 8.58 para sistemas 32 bit Driver versão 8.58 para sistemas 64 bit Vale lembrar que headsets mais recentes podem ou não têr todas suas funcionalidades ativadas com drivers antigos. Nesse caso a melhor chance é testar um driver beta ou esperar que a Logitech de fato um dia resolva os problemas. Autor Renato Ribeiro Categoria Sistemas Operacionais Enviado 07-01-2019 03:06  
  13. Como transferir sua licença do Windows 10 para um novo computador Embora na maioria dos cenários, a transferência de uma licença do Windows 10 (chave do produto) para outro dispositivo não seja algo que os usuários comuns precisem fazer, há muitas situações em que esse processo pode ser útil, pois é uma boa maneira de economizar dinheiro. Dentre os motivos que fazem você necessitar transferir a licença do Windows 10 para outra máquina, é quando você adquiri um computador e ele ainda não tiver Windows original, ou se ele roda o sistema Linux e você quer pôr Windows. Também pode acontecer se você vai vender seu computador e quer manter sua licença. Outra possibilidade é se você tem um dispositivo macOS e deseja trabalhar com o Windows 10 usando o Boot Camp, mas não quer pagar novamente por outra cópia. Independente de qual o caso, você pode usar sua licença em outra máquina seguindo o passo a passo abaixo. Requisitos para transferência de licença do Windows 10 Embora a transferência de uma licença para uma nova máquina é um processo bem simples de ser feito, você poderá fazer isso várias vezes apenas se você comprou uma cópia comercial do Windows 10. O mesmo acontece se você atualizou uma cópia de varejo do Windows 8 ou Windows 7 para o Windows 10. Em geral, você pode transferir uma licença quantas vezes precisar. Mas, quando o número de vezes que você já transferiu a chave de produto forem muitas, pode acontecer um erro de ativação. Se isso acontecer, você precisará entrar em contato com a Microsoft para explicar a situação e ativá-la totalmente. Para quem comprou um computador com o Windows 10 pré-instalado, não é possível trasferir a chave do sistema operacional. Isso porque a licença OEM (Original Equipment Manufacturer) é como se fosse um brinde da Microsoft, e o cliente não pagou por ela. O mesmo acontecerá se você atualizou um dispositivo que veio com o Windows 8 ou o Windows 7 pré-instalado de fábrica, porque também são licenças OEM, e após a atualização para o Windows 10, a máquina herdará os direitos do OEM. Se você tiver uma licença OEM, precisará comprar um dispositivo que venha com o Windows 10 pré-instalado ou adquirir uma cópia comercial do Windows 10. Como transferir uma chave de produto do Windows 10 para um novo PC Se você tem um computador com uma versão comercial do Windows 10, poderá transferir a chave do produto para um novo computador usando essas etapas. Desinstalando a licença usando o prompt de comando Para desinstalar a chave do produto de um dispositivo, use estas etapas: 1. Abra o Iniciar e procure o Prompt de Comando, clique com o botão direito do mouse no resultado principal e selecione Executar como administrador. 2. No Prompt de Comando, digite o seguinte comando para desinstalar a chave do produto e pressione Enter slmgr/upk Dica rápida: se você não vir a mensagem "Chave de produto desinstalada com sucesso", tente executar o comando várias vezes até ver a mensagem. Depois de concluir as etapas, você pode usar com segurança a chave do produto no novo computador. Entretanto, esse método não removerá o link entre sua cópia do Windows 10 e seu dispositivo. Esse processo apenas impedirá que o mecanismo de ativação detecte que a mesma chave do produto está em uso em mais de um computador. Se você estiver mudando para um novo computador porque seu outro dispositivo não funciona mais, não será necessário usar as etapas descritas acima. Instalando a chave do produto Windows 10 usando o Prompt de Comando No novo dispositivo com Windows 10 sem licença, use estas etapas abaixo para instalar a nova chave de produto: 1. Abra o menu iniciar, procure o Prompt de Comando, clique com o botão direito do mouse no resultado principal e selecione Executar como administrador; 2. Digite o seguinte comando para instalar a chave do produto no novo dispositivo e pressione Enter; slmgr/ipkxxxxx-xxxxx-xxxxx-xxxxx-xxxxx 3. No comando, certifique-se de alterar "xxxxx-xxxxx-xxxxx-xxxxx-xxxxx" com a chave do produto que você deseja ativar o Windows 10. Digite o seguinte comando para verificar a ativação e pressione Enter : slmgr/dlv 4. Se em "Status da licença", o status for "Licenciado", o Windows 10 será totalmente ativado. Processo de ativação manual Se a mensagem não for "Licenciada", ela não será ativada corretamente e você precisará entrar em contato com o suporte da Microsoft para ativar as seguintes etapas: 1. Abra o menu iniciar, procure o Prompt de Comando, clique com o botão direito do mouse no resultado principal e selecione Executar como administrador; 2. Digite o seguinte comando para reativar a cópia do Windows 10 e pressione Enter; Atenção: Não temos mais como inseris as telas de exemplo no tutorial, pois não removemos a chave de ativação do Windows 10. 3. No assistente de ativação, selecione sa região. 4. Clique no botão Next . 5. Usando o número gratuito, ligue para a linha de suporte da Microsoft e forneça o número de identificação da instalação . 6. Clique no botão Inserir ID de confirmação . 7. Digite o ID de confirmação fornecido pelo agente de suporte da Microsoft para ativar sua cópia novamente. 8. Clique no botão Ativar o Windows conforme indicado na tela. 9. Depois de concluir as etapas, o Windows 10 deve ser ativado no novo computador. 10. Ao transferir uma chave de produto para um novo dispositivo, lembre-se de que você só pode ativar a mesma edição do Windows 10. Fonte: OficinaNet. Autor Chakal Categoria Sistemas Operacionais Enviado 07-01-2019 00:54  
  14. Como ativar o Bluetooth no Windows 10 Clique no menu iniciar e abra a opção "Configurações", depois selecione "Dispositivos" para abrir as "Configurações de Dispositivos do Windows 10". Em dispositivos, você verá o Bluetooth. Clique nele para abrir as configurações. Para ativar o Bluetooth, deslize o controle do Bluetooth para a posição Ligado. Seu PC começará a procurar os dispositivos para fazer o pareamento. Portanto, verifique se você ativou o Bluetooth no smartphone ou em outro dispositivo. Quando o dispositivo for encontrado, ele será exibido na lista. Clique nele para expandi-lo. Você verá um botão para conectá-lo. Antes dos dispositivos serem pareados, você terá que confirmar se a senha exibida nos dois dispositivos é a mesma. Depois de confirmar isso, clique em Sim. Clicando em Mais opções de Bluetooth (menu à direita), abrirá uma nova janela, onde serão oferecidas mais configurações, como "Permitir que dispositivos Bluetooth localizem este computador", "Alertar quando um novo dispositivo Bluetooth desejar se conectar", "Mostrar o ícone do Bluetooth na área de notificação", etc. Uma vez que os dispositivos estão conectados, você pode usar a conexão Bluetooth para enviar ou receber arquivos. Como usar o Bluetooth no Windows 10 Na barra de tarefas do Windows, clique na seta para cima (próxima ao relógio) e depois escolha a opção Bluetooth. Lá, escolha a opção Enviar ou Receber arquivos. O assistente será aberto. É um assistente fácil de entender e você pode usá-lo. Fonte: OficinaNet.
  15. Como ligar e usar o Bluetooth no Windows 10? Como ativar o Bluetooth no Windows 10 Clique no menu iniciar e abra a opção "Configurações", depois selecione "Dispositivos" para abrir as "Configurações de Dispositivos do Windows 10". Em dispositivos, você verá o Bluetooth. Clique nele para abrir as configurações. Para ativar o Bluetooth, deslize o controle do Bluetooth para a posição Ligado. Seu PC começará a procurar os dispositivos para fazer o pareamento. Portanto, verifique se você ativou o Bluetooth no smartphone ou em outro dispositivo. Quando o dispositivo for encontrado, ele será exibido na lista. Clique nele para expandi-lo. Você verá um botão para conectá-lo. Antes dos dispositivos serem pareados, você terá que confirmar se a senha exibida nos dois dispositivos é a mesma. Depois de confirmar isso, clique em Sim. Clicando em Mais opções de Bluetooth (menu à direita), abrirá uma nova janela, onde serão oferecidas mais configurações, como "Permitir que dispositivos Bluetooth localizem este computador", "Alertar quando um novo dispositivo Bluetooth desejar se conectar", "Mostrar o ícone do Bluetooth na área de notificação", etc. Uma vez que os dispositivos estão conectados, você pode usar a conexão Bluetooth para enviar ou receber arquivos. Como usar o Bluetooth no Windows 10 Na barra de tarefas do Windows, clique na seta para cima (próxima ao relógio) e depois escolha a opção Bluetooth. Lá, escolha a opção Enviar ou Receber arquivos. O assistente será aberto. É um assistente fácil de entender e você pode usá-lo. Fonte: OficinaNet. Autor Chakal Categoria Sistemas Operacionais Enviado 07-01-2019 00:49  
  16. Ver este tutorial Como limitar o uso de banda do Onedrive no Windows 10 O Onedrive vem instalado em toda cópia do Windows 8/8.1 e 10, portanto as chances de você usar o sistema de armazenamento em nuvem da Microsoft para guardar arquivos importantes são altas. Mas, o que fazer para não prejudicar o acesso à internet enquanto ele envia os arquivos Veja dois métodos de limitar o uso de banda do Onedrive no tutorial abaixo. Limitar o uso de banda do Onedrive no Windows 10 Método 1 – Onedrive O próprio Onedrive oferece a opção de limitar a quantidade de banda. Para acessá-lo, clique com o botão direito sobre o ícone na barra de notificação e escolha Configurações. Na aba Rede, altere a taxa de carregamento para Limitar Para e defina a quantidade desejada. O valor usado irá variar de conexão para conexão, mas recomendamos manter por volta de 50 a 60kb/s a não ser que faça o upload de arquivos muito grandes. Método 2 – Limitadores de banda Apesar do Onedrive ter a ferramenta, ela não te dá personalização suficiente para definir, por exemplo, um horário de que horas até que horas essa limitação é usada. Nesta hora que entram os limitadores de banda, como o NetLimiter 4, que será usado para o tutorial. Disponível no site oficial, o Netlimiter 4 pode limitar não apenas o Onedrive como outros aplicativos e aplicar regra a eles. Para o tutorial, será mostrado como criar uma regra para limitar a conexão do Onedrive das 9h às 21h. Após aberto, o Netlimiter mostrará todos os programas ativos no computador. Selecione o OneDrive e clique em Add Rule. Em Rule Type, altere para Limit e a Direction como Out. Ou seja, ele limitará a quantidade de banda enviada pelo aplicativo. Defina em Value a velocidade desejada (em kb/s). Agora altere para aba Scheduler. Será preciso adicionar um ponto de início e um ponto de término, portanto clique em Add, escolha a Action como Start, o horário (09:00) e clique em Save. Faça isso mais uma vez, agora com a Action como Stop e o horário como (21:00). Você também pode fazer com que isso seja ativado apenas durante a semana. Para isso altere o Type de Every Day para Days e marque os dias da semana desejados. Por fim, clique em Save, certifique-se que a opção no canto inferior esquerdo está marcada como Enabled e clique em Save mais uma vez. Pronto! O seu agendamento já está ativado e funcionará de acordo com as regras. Isso conclui o tutorial de como limitar o uso de banda do Onedrive. Autor Renato Ribeiro Categoria Sistemas Operacionais Enviado 04-01-2019 03:41  
  17. O Onedrive vem instalado em toda cópia do Windows 8/8.1 e 10, portanto as chances de você usar o sistema de armazenamento em nuvem da Microsoft para guardar arquivos importantes são altas. Mas, o que fazer para não prejudicar o acesso à internet enquanto ele envia os arquivos Veja dois métodos de limitar o uso de banda do Onedrive no tutorial abaixo. Limitar o uso de banda do Onedrive no Windows 10 Método 1 – Onedrive O próprio Onedrive oferece a opção de limitar a quantidade de banda. Para acessá-lo, clique com o botão direito sobre o ícone na barra de notificação e escolha Configurações. Na aba Rede, altere a taxa de carregamento para Limitar Para e defina a quantidade desejada. O valor usado irá variar de conexão para conexão, mas recomendamos manter por volta de 50 a 60kb/s a não ser que faça o upload de arquivos muito grandes. Método 2 – Limitadores de banda Apesar do Onedrive ter a ferramenta, ela não te dá personalização suficiente para definir, por exemplo, um horário de que horas até que horas essa limitação é usada. Nesta hora que entram os limitadores de banda, como o NetLimiter 4, que será usado para o tutorial. Disponível no site oficial, o Netlimiter 4 pode limitar não apenas o Onedrive como outros aplicativos e aplicar regra a eles. Para o tutorial, será mostrado como criar uma regra para limitar a conexão do Onedrive das 9h às 21h. Após aberto, o Netlimiter mostrará todos os programas ativos no computador. Selecione o OneDrive e clique em Add Rule. Em Rule Type, altere para Limit e a Direction como Out. Ou seja, ele limitará a quantidade de banda enviada pelo aplicativo. Defina em Value a velocidade desejada (em kb/s). Agora altere para aba Scheduler. Será preciso adicionar um ponto de início e um ponto de término, portanto clique em Add, escolha a Action como Start, o horário (09:00) e clique em Save. Faça isso mais uma vez, agora com a Action como Stop e o horário como (21:00). Você também pode fazer com que isso seja ativado apenas durante a semana. Para isso altere o Type de Every Day para Days e marque os dias da semana desejados. Por fim, clique em Save, certifique-se que a opção no canto inferior esquerdo está marcada como Enabled e clique em Save mais uma vez. Pronto! O seu agendamento já está ativado e funcionará de acordo com as regras. Isso conclui o tutorial de como limitar o uso de banda do Onedrive.
  18. Ver este tutorial Correção para problema de login com PIN no Windows 10 Uma das funcionalidades para facilitar a vida do usuário são as opções de acesso alternativo, como o uso de senhas PIN ou fotos. Mas, o que fazer quando estes sistemas falham? Veja a solução para problema de login com PIN no Windows. A dica no caso é útil para quem não consegue ou realizar o login por meio do PIN ou imagens, alterar os dados do PIN ou perceber que a opção não está mais presente nas configurações do Windows 10. O sistema que sustenta isso é o Windows Hello, baseado no Next Gen Credencials (NGC), em suma uma suíte de ferramentas para suporte a logins com reconhecimento biométrico e conteúdo anti-spoofing. Antes de mais nada acesse as configurações do Windows 10 e vá em Opções de entrada. Verifique se a opção de mudar ou remover o pin está visível. Caso não esteja, isso significa um problema nas permissões da pasta que controla as opções, localizada em C:\Windows\ServiceProfiles\LocalService\AppData\Local\Microsoft\NGC. Acesse-a, clique em Propriedades -> Segurança -> Avançadas e veja se está como na imagem abaixo. Caso não, o primeiro passo é realizar o procedimento padrão da Microsoft. Abra o Prompt de Commando em modo Admin e digite o comando sfc /scannow O System File Checker, ou SFC, é um sistema que analisa modificações em arquivos ou entradas do registro essenciais ao funcionamento do Windows. Caso uma alteração seja encontrada, ele automaticamente restaura para uma versão de backup que é armazenada na pasta do Windows. Caso o problema persista ou não consiga usar o SFC, opte pelo o DISM, ou Deployment Imaging and Servicing Management. Ela verifica a imagem do Windows, procura componentes corrompidos e os atualiza a partir da internet. Após usá-lo, o SFC deverá funcionar corretamente. Ainda no Prompt de comando digite Dism /Online /Cleanup-Image /CheckHealth e espere o processo ser finalizado. Depois disso, digite Dism /Online /Cleanup-Image /ScanHealth. Este processo pode demorar mais do que quinze minutos, variando de acordo com o computador, então não se preocupe. Por fim, digite Dism /Online /Cleanup-Image /RestoreHealth para restaurar possíveis corrupções no sistema. Com tudo finalizado, rode mais uma vez o SFC /Scannow e ele irá possivelmente resolver o problema. A última solução, e que para muitos pode funcionar melhor é após os procedimentos acima tentar restaurar as permissões avançadas da pasta. A maneira mais rápida de fazer isto é justamente pelo prompt de comando. Nele digite o seguinte comando: icacls C:\Windows\ServiceProfiles\LocalService\AppData\Local\Microsoft\NGC /T /Q /C /RESET e reinicie o computador. Pronto agora o problema de problema de login com PIN no Windows possivelmente estará solucionado. Autor Renato Ribeiro Categoria Sistemas Operacionais Enviado 02-01-2019 21:44  
  19. Uma das funcionalidades para facilitar a vida do usuário são as opções de acesso alternativo, como o uso de senhas PIN ou fotos. Mas, o que fazer quando estes sistemas falham? Veja a solução para problema de login com PIN no Windows. A dica no caso é útil para quem não consegue ou realizar o login por meio do PIN ou imagens, alterar os dados do PIN ou perceber que a opção não está mais presente nas configurações do Windows 10. O sistema que sustenta isso é o Windows Hello, baseado no Next Gen Credencials (NGC), em suma uma suíte de ferramentas para suporte a logins com reconhecimento biométrico e conteúdo anti-spoofing. Antes de mais nada acesse as configurações do Windows 10 e vá em Opções de entrada. Verifique se a opção de mudar ou remover o pin está visível. Caso não esteja, isso significa um problema nas permissões da pasta que controla as opções, localizada em C:\Windows\ServiceProfiles\LocalService\AppData\Local\Microsoft\NGC. Acesse-a, clique em Propriedades -> Segurança -> Avançadas e veja se está como na imagem abaixo. Caso não, o primeiro passo é realizar o procedimento padrão da Microsoft. Abra o Prompt de Commando em modo Admin e digite o comando sfc /scannow O System File Checker, ou SFC, é um sistema que analisa modificações em arquivos ou entradas do registro essenciais ao funcionamento do Windows. Caso uma alteração seja encontrada, ele automaticamente restaura para uma versão de backup que é armazenada na pasta do Windows. Caso o problema persista ou não consiga usar o SFC, opte pelo o DISM, ou Deployment Imaging and Servicing Management. Ela verifica a imagem do Windows, procura componentes corrompidos e os atualiza a partir da internet. Após usá-lo, o SFC deverá funcionar corretamente. Ainda no Prompt de comando digite Dism /Online /Cleanup-Image /CheckHealth e espere o processo ser finalizado. Depois disso, digite Dism /Online /Cleanup-Image /ScanHealth. Este processo pode demorar mais do que quinze minutos, variando de acordo com o computador, então não se preocupe. Por fim, digite Dism /Online /Cleanup-Image /RestoreHealth para restaurar possíveis corrupções no sistema. Com tudo finalizado, rode mais uma vez o SFC /Scannow e ele irá possivelmente resolver o problema. A última solução, e que para muitos pode funcionar melhor é após os procedimentos acima tentar restaurar as permissões avançadas da pasta. A maneira mais rápida de fazer isto é justamente pelo prompt de comando. Nele digite o seguinte comando: icacls C:\Windows\ServiceProfiles\LocalService\AppData\Local\Microsoft\NGC /T /Q /C /RESET e reinicie o computador. Pronto agora o problema de problema de login com PIN no Windows possivelmente estará solucionado.
  20. Opá pessoal, Nesse tutorial irei explicar como recuperar arquivos deletados ou formatados acidentalmente do seu PEN DRIVE. Para realizar esse teste um software de recuperação de dados disponível no mercado a 13 anos. Confesso que nunca acreditei nesse tipo de produto até precisar recorrer a um. Os resultados foram bem rápidos e realmente recuperou meus arquivos. Nesse teste eu formato AO VIVO meu pen drive e realizo a restauração dos arquivos. Todos os meus arquivos (EXCEL / WORD / VÍDEO MKV) foram recuperados com sucesso. Também tentei recuperar alguns arquivos de uma pasta do meu computador, mas não obtive sucesso - PORÉM tenho que levar em consideração que eu não deixei terminar o processo! Pré Requisito Software : http://bit.ly/2Tn3tbT Tutorial 1. Faça o download do EaseUS Data Recovery Wizard Professional - após acessar clique em TESTE GRATUITO. 2. Após instala-lo, execute-o - irá mostrar imediatamente todas as suas unidades disponíveis. 3. Selecione a UNIDADE desejada - no meu caso KINGSTON (E:) e clique em DIGITALIZAR. 4. O software vai mostrar o tempo restante, no meu caso foi aproximadamente 10 minutos. 5. Após a finalização, clique em ARQUIVOS RAW e selecione as pastas ou tipos de arquivos desejados. Na foto abaixo eu selecionei CAMERA (fotos) / WORD (arquivo de textos) e OTHER (mkv files e EXCEL). 6. Basta clicar em RECUPERAR, EaseUS Data Recovery Wizard Professional vai perguntar a pasta que deseja salvar os arquivos. Basta escolher e dar OK. 7. Pronto, ele vai direciona-lo para a pasta contendo os arquivos. Segue foto do RESULTADO. Considerações Finais Como mencionado acima, estou surpreso pela qualidade e rapidez do software, nunca imaginei que um software de recuperação de dados fosse tão eficiente e rápido e que principalmente FUNCIONASSE. No vídeo realizei dois testes e apenas o segundo deu certo, porém somente o segundo teste eu deixei as buscas serem concluídas. Não é a primeira vez que uso esse software de recuperação de dados - já recuperei quase 40 GB de fotos de um HD que tinha sido formatado duas vezes após ser enviado para a assistência técnica. Considero ele um MOST HAVE dos softwares para uma empresa, acidentes acontece - ninguém está livre de apagar seus arquivos ou formatar seu computador por acidentes. Se ainda não ficou claro como usar o software, a empresa EaseUS possuí um tutorial que explica todos os detalhes nesse link.
  21. Como Recuperar Vídeos, Fotos, Arquivos de Pen drive! Opá pessoal, Nesse tutorial irei explicar como recuperar arquivos deletados ou formatados acidentalmente do seu PEN DRIVE. Para realizar esse teste um software de recuperação de dados disponível no mercado a 13 anos. Confesso que nunca acreditei nesse tipo de produto até precisar recorrer a um. Os resultados foram bem rápidos e realmente recuperou meus arquivos. Nesse teste eu formato AO VIVO meu pen drive e realizo a restauração dos arquivos. Todos os meus arquivos (EXCEL / WORD / VÍDEO MKV) foram recuperados com sucesso. Também tentei recuperar alguns arquivos de uma pasta do meu computador, mas não obtive sucesso - PORÉM tenho que levar em consideração que eu não deixei terminar o processo! Pré Requisito Software : http://bit.ly/2Tn3tbT Tutorial 1. Faça o download do EaseUS Data Recovery Wizard Professional - após acessar clique em TESTE GRATUITO. 2. Após instala-lo, execute-o - irá mostrar imediatamente todas as suas unidades disponíveis. 3. Selecione a UNIDADE desejada - no meu caso KINGSTON (E:) e clique em DIGITALIZAR. 4. O software vai mostrar o tempo restante, no meu caso foi aproximadamente 10 minutos. 5. Após a finalização, clique em ARQUIVOS RAW e selecione as pastas ou tipos de arquivos desejados. Na foto abaixo eu selecionei CAMERA (fotos) / WORD (arquivo de textos) e OTHER (mkv files e EXCEL). 6. Basta clicar em RECUPERAR, EaseUS Data Recovery Wizard Professional vai perguntar a pasta que deseja salvar os arquivos. Basta escolher e dar OK. 7. Pronto, ele vai direciona-lo para a pasta contendo os arquivos. Segue foto do RESULTADO. Considerações Finais Como mencionado acima, estou surpreso pela qualidade e rapidez do software, nunca imaginei que um software de recuperação de dados fosse tão eficiente e rápido e que principalmente FUNCIONASSE. No vídeo realizei dois testes e apenas o segundo deu certo, porém somente o segundo teste eu deixei as buscas serem concluídas. Não é a primeira vez que uso esse software de recuperação de dados - já recuperei quase 40 GB de fotos de um HD que tinha sido formatado duas vezes após ser enviado para a assistência técnica. Considero ele um MOST HAVE dos softwares para uma empresa, acidentes acontece - ninguém está livre de apagar seus arquivos ou formatar seu computador por acidentes. Se ainda não ficou claro como usar o software, a empresa EaseUS possuí um tutorial que explica todos os detalhes nesse link. Autor 403 - Forbiddeen Categoria Sistemas Operacionais Enviado 02-01-2019 17:05  
  22. Ver este tutorial Como zerar o contador de uso de dados no Windows 10 Desconhecido por alguns, pouco usados por outros. O Windows 10 oferece uma simples, porém útil ferramenta para verificar o uso de dados ao longo do último mês. Mas, infelizmente não há uma maneira tão simples de reiniciar o valor. Aprenda no tutorial como zerar o contador de uso de dados no Windows 10. Zerar o contador de uso de dados no Windows 10 Atenção: Algumas das opções listadas no tutorial requerem que você esteja conectado com uma conta de Administrador. Caso não esteja, conecte-se. Para quem não conhece a ferramenta, a mesma se encontra na nova janela de configurações do Windows 10. Para acessá-la, clique na engrenagem e acesse Rede e Internet. Dentro, clique em Uso de Dados. O Windows separa o uso entre cabo Ethernet e Wi-Fi (no caso de Notebooks). A maneira mais rápida de reiniciar o contador é por meio da pasta System 32 do Windows. Dentro dela navegue até o seguinte local: C:\Windows\System32\sru. Nele haverão arquivos como SRU.chk, SRU.log. e outros. Antes de mais nada, selecione-os e copie-os para um local seguro para manter um backup de segurança. Feito isso, exclua-os e reinicie o computador. Pronto! Agora os dados foram reiniciados do zero. Caso prefira não ajustar manualmente os arquivos, você pode usar o aplicativo Reset Data Usage, disponível gratuitamente em formato portátil no site oficial. Faça o Download e execute a versão para sistemas 64-bit (ResetDU_x64) ou sistemas x86 (ResetDU.exe). http://www.sordum.org/9817/reset-data-usage-v1-0/ Se você não sabe qual sistema está instalado, abra o explorador de arquivos do Windows, clique com o botão direito sobre Este computador e depois em Propriedades. A identificação “Tipo de Sistema” definirá qual versão do Windows está instalada. Feito isso, agora tudo que você precisa é clicar em Reset Data usage e reiniciar o computador. Pronto! Agora você já sabe como zerar o contador de uso de rede no Windows 10. Caso queira aplicativos mais robustos, uma das nossas recomendações é o Networx. Autor Renato Ribeiro Categoria Sistemas Operacionais Enviado 02-01-2019 01:52  
  23. Desconhecido por alguns, pouco usados por outros. O Windows 10 oferece uma simples, porém útil ferramenta para verificar o uso de dados ao longo do último mês. Mas, infelizmente não há uma maneira tão simples de reiniciar o valor. Aprenda no tutorial como zerar o contador de uso de dados no Windows 10. Zerar o contador de uso de dados no Windows 10 Atenção: Algumas das opções listadas no tutorial requerem que você esteja conectado com uma conta de Administrador. Caso não esteja, conecte-se. Para quem não conhece a ferramenta, a mesma se encontra na nova janela de configurações do Windows 10. Para acessá-la, clique na engrenagem e acesse Rede e Internet. Dentro, clique em Uso de Dados. O Windows separa o uso entre cabo Ethernet e Wi-Fi (no caso de Notebooks). A maneira mais rápida de reiniciar o contador é por meio da pasta System 32 do Windows. Dentro dela navegue até o seguinte local: C:\Windows\System32\sru. Nele haverão arquivos como SRU.chk, SRU.log. e outros. Antes de mais nada, selecione-os e copie-os para um local seguro para manter um backup de segurança. Feito isso, exclua-os e reinicie o computador. Pronto! Agora os dados foram reiniciados do zero. Caso prefira não ajustar manualmente os arquivos, você pode usar o aplicativo Reset Data Usage, disponível gratuitamente em formato portátil no site oficial. Faça o Download e execute a versão para sistemas 64-bit (ResetDU_x64) ou sistemas x86 (ResetDU.exe). http://www.sordum.org/9817/reset-data-usage-v1-0/ Se você não sabe qual sistema está instalado, abra o explorador de arquivos do Windows, clique com o botão direito sobre Este computador e depois em Propriedades. A identificação “Tipo de Sistema” definirá qual versão do Windows está instalada. Feito isso, agora tudo que você precisa é clicar em Reset Data usage e reiniciar o computador. Pronto! Agora você já sabe como zerar o contador de uso de rede no Windows 10. Caso queira aplicativos mais robustos, uma das nossas recomendações é o Networx.
  24. Ver este tutorial Como impedir que aplicativos da Windows Store sejam executados em segundo plano Desde o Windows 8 a Microsoft tem introduzido a Windows Store como a loja oficial de aplicativos para o sistema e, com isso, alguns apps pré-instalados surgiram dentro do sistema. Além deles não serem muito utilizados, o grande problema é que para se manterem atualizados, muitos destes programas ficam rodando em segundo plano sem que você saiba, consumindo recursos do computador deixando-o lento. Se você não utiliza os aplicativos que estão na Windows Store ou apenas não quer que eles fiquem atualizados automaticamente e consumindo memória do seu computador, além de outros recursos, uma alternativa é desabilitá-los manualmente. A seguir, veja como impedir que aplicativos da Windows Store fiquem rodando em segundo plano no Windows 10: Importante Assim como foi dito acima, mesmo ao desabilitar a execução destes programas em segundo plano, eles podem continuar sendo utilizados por você sem problemas. Para isto, basta executá-los da forma tradicional. Por sua vez, para atualizá-los, você precisará abrir a Windows Store manualmente e realizar a atualização diretamente por ela. Como impedir a execução destes aplicativos Para fazer esta configuração mencionada acima, não é necessário fazer nenhuma alteração que envolva os registros do sistema, sendo que ela pode ser revertida a qualquer momento pelo mesmo menu em que foi modificada. Confira: Aperte junto as teclas “Win + I” para abrir a tela de “Configurações do Windows 10”; Entre em “Privacidade”; Agora, no menu que está na parte esquerda da janela, clique em “Aplicativos em segundo plano”; Na parte superior da tela, desmarque a opção “Permitir a execução de aplicativos em segundo plano”; Reinicie o computador. Da próxima vez que você iniciar o computador, estes programas que estavam na lista “Aplicativos em segundo plano” já não serão mais executados automaticamente. Caso você prefira, ao invés de utilizar a opção “Permitir a execução de aplicativos em segundo plano”, é possível desmarcar individualmente cada aplicativo que você não queira rodando no seu Windows. Autor Renato Ribeiro Categoria Sistemas Operacionais Enviado 01-01-2019 21:47  
  25. Desde o Windows 8 a Microsoft tem introduzido a Windows Store como a loja oficial de aplicativos para o sistema e, com isso, alguns apps pré-instalados surgiram dentro do sistema. Além deles não serem muito utilizados, o grande problema é que para se manterem atualizados, muitos destes programas ficam rodando em segundo plano sem que você saiba, consumindo recursos do computador deixando-o lento. Se você não utiliza os aplicativos que estão na Windows Store ou apenas não quer que eles fiquem atualizados automaticamente e consumindo memória do seu computador, além de outros recursos, uma alternativa é desabilitá-los manualmente. A seguir, veja como impedir que aplicativos da Windows Store fiquem rodando em segundo plano no Windows 10: Importante Assim como foi dito acima, mesmo ao desabilitar a execução destes programas em segundo plano, eles podem continuar sendo utilizados por você sem problemas. Para isto, basta executá-los da forma tradicional. Por sua vez, para atualizá-los, você precisará abrir a Windows Store manualmente e realizar a atualização diretamente por ela. Como impedir a execução destes aplicativos Para fazer esta configuração mencionada acima, não é necessário fazer nenhuma alteração que envolva os registros do sistema, sendo que ela pode ser revertida a qualquer momento pelo mesmo menu em que foi modificada. Confira: Aperte junto as teclas “Win + I” para abrir a tela de “Configurações do Windows 10”; Entre em “Privacidade”; Agora, no menu que está na parte esquerda da janela, clique em “Aplicativos em segundo plano”; Na parte superior da tela, desmarque a opção “Permitir a execução de aplicativos em segundo plano”; Reinicie o computador. Da próxima vez que você iniciar o computador, estes programas que estavam na lista “Aplicativos em segundo plano” já não serão mais executados automaticamente. Caso você prefira, ao invés de utilizar a opção “Permitir a execução de aplicativos em segundo plano”, é possível desmarcar individualmente cada aplicativo que você não queira rodando no seu Windows.